Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias C.q.d! Autor(a): Vera Moratta - Conheça esse autor
História publicada em 06/06/2014
Um dos grandes flagelos da minha presente encarnação foi ter estudado Matemática. No primário, a minha única nota vermelha me provocou um acesso de choro e, na frente da minha avó, eu me debulhava em lágrimas sem fim. O ginásio, o colegial, o vestibular o suplício foi incomparável em se tratando dessa matéria.
 
Quando no meu vestibular, no nascimento da Fuvest, tivemos a prova em duas fases. Quando me deparei com a prova escrita de matemática, eu nem lia os enunciados e tratava logo e fazer algum gráfico, multiplicar a equação por -1, mudava todos os sinais e, no final, escrevia “C.Q.D.!”, que o meu professor de ginásio dizia: “Como Queríamos Demonstrar!”. Eu preferia ler diferente: “Caramba, Que Desgraça!”
 
Olha só a definição que encontrei na Internet: “Em matemática, uma prova é uma demonstração de que, dados certos axiomas, algum enunciado de interesse é necessariamente verdadeiro. Utiliza como base premissas intrínsecas a um modelo conceitual e um silogismo que, a partir de uma série de operações, chega ao resultado. Costuma-se marcar o final de uma prova com a abreviação c. q. d. (como queríamos demonstrar)”.
Resultado: não entendi bolacha.
 
Lendo hoje uma matéria na UOL, cuja compreensão me pareceu mais difícil que o axioma, quer dizer, as premissas intrínsecas ou o silogismo, essas coisas de Euclides ou Pitágoras... Não sei, estava lá: “Os black blocs, que executaram as ações de grande repercussão do ano passado, continuam fora do radar da polícia, e prometem transformar a Copa do Mundo ‘num caos’. Para isso, alguns deles esperam que o Primeiro Comando da Capital (PCC), a organização que domina os presídios paulistas e emite ordens para criminosos soltos, também entre em campo. Não se trata de uma parceria, mas de uma soma de esforços”.
 
Preocupados com sua imagem perante a opinião pública, decidiram falar, pela primeira vez. "Vamos estourar de novo agora", promete o mais veterano deles, de 34 anos, formado em História na USP e com matrícula trancada no curso de Psicologia.
 
Antes que a minha pressão arterial passasse dos 22 por 10, resolvi escrever.
 
Como pode alguém pensar, em sã consciência, que existe alguma coerência em se manifestar dessa forma, assim tão violenta
 
Contra a Copa, amiguinhos, vocês deveriam, então, ter saído às ruas e se manifestado tão logo se falou em apresentar o Brasil como possibilidade de sediar o Mundial. Agora? Vocês estão bem atrasados e só estão se prontificando a mostrar ao mundo que somos um bando de irresponsáveis, idiotas e chorões.
 
Esse veterano citado na matéria não tem noção do que seja vergonha na cara. Estudou em uma universidade pública, elitista, espaço para poucos ainda. Provavelmente seja um sujeito cheio de privilégios, até porque tem em vista uma segunda graduação. Querido, por que você não vai trabalhar, “hein tetéia”? É! Trabalhar e ajudar a engrandecer esse país.
Você prefere “esperar ordens de bandidos”? Eu li direito?
 
Com toda a honestidade, estou farta de tanta irresponsabilidade, de tanta conversa mole.
Um país se forja com homens e mulheres prontos para a construção, para a árdua tarefa de erguer um espaço com dignidade, construindo soberania, cultura, progresso e respeito.
Estou desolada com as manifestações contrárias a um evento que poderia ser significativo para mostrar o Brasil ao mundo como um espaço de pessoas civilizadas e que buscam avanços em todas as esferas. Não pessoas servis. Mas um país de pessoas que buscam direitos, cidadania, menos disparidade, menos desigualdade, menos roubalheira. Pessoas que sofrem, são exploradas, historicamente enganadas pelos donos do poder, mas que querem mudanças concretas e não simples destaque na mídia que se nutre de sensacionalismo.
 
Então, uns tantos preferem se juntar aos bandidos e mostrar a insatisfação pelos erros absurdos e redundantes e querem padrão Fifa para isso e para aquilo.
 
Tentem primeiro mostrar um alto padrão em conduta moral para poder aparecer depois na mídia, gente. Primeiro, pegando o dicionário – pode ser o Aurélio, o Houaiss, o Caldas Aulette, qualquer um, mas pegue e procure os seguintes verbetes:
- Ética. – Dignidade. – Respeito. – Moral. – Nação. – Direito. – Dever. – Responsabilidade e outros verbetes que podem ajudar no entendimento de alguma coisa.
 
Tempos atrás eu li que prostitutas do Rio de Janeiro e de outras cidades-sede estavam se matriculando em cursos de inglês para melhor atenderem os seus clientes durante a Copa... Garotas, me desculpem a intromissão, mas se vocês têm tempo, dinheiro e disponibilidade para aprenderem um idioma, que tal usarem esse conhecimento para uma mudança de paradigma, buscando novas possibilidades de trabalho com dignidade? (olha aí o dicionário de novo.)
 
Se eu pudesse dizer a esses Black blocs, eu diria: tirem a máscara e tratem de ser pessoas. Pessoas inteiras, com nome e sobrenome, trabalho, honra, esforço, pacíficos sem serem passivos, questionadores, capazes de irem à luta pelos direitos sem perderem, nem de longe, o respeito pelo país.
 
O Brasil, apesar de uma sofrível construção histórica, merece ser burilado, talhado com esmero. É a nossa casa. O nosso chão. Aqui, um dia, os nossos ossos vão descansar. E o dos nossos filhos também. E se a gente honrasse o país? Ele seria melhor, sem dúvida.
Tirem as máscaras e se tornem homens e mulheres! Apoiando ou não a Copa, é hora de, ao menos, respeitar os visitantes.
 
Ou então não teremos outra forma de, ao olhar para vocês, pensar no futuro, no entendimento do fazer político, olhar nas suas crenças difusas, nas “alianças” que vocês fazem com presidiários e dizer “C.Q.D!” (caramba, que desgraça!).
 
E-mail: [email protected]
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 16/10/2014

Vera, embora com bastante atrazo tambem quero parabeniza-la pela grandeza de suas palavras, falou tudo que todas as pessoas de bem gostariam de falar,protestar as vesperas da copa, destruir patrimonios de outros, se mascararem p/ poderem fazer o mal, tudo em nome da baderna, sem duvida que estes elementos bem que poderiam passar toda a copa na cadeia,p/ pelo menos terem tempo p/ refletir. parabens mais uma vez. abraços, Marquezin, e obrigado por suas palavras nos meus escritos.

Enviado por João Marquezin - [email protected]
Publicado em 09/06/2014

Só falta esses e outros idiotas que andam por ai, dizerem que todos os nossos problemas são por causa da Copa.

Enviado por Marcos Aurélio Loureiro - [email protected]
Publicado em 08/06/2014

Vera,é isso aí! infelizmente existe uma cambada de maus brasileiros que querem a todo custo destruir o país, a começar pelos que estão atualmente no poder e nada fazem para começar a mudar tudo, parabéns pelo texto.

Enviado por Nelinho - [email protected]
Publicado em 07/06/2014

As duas partes do seu texto, Vera, interessantes, principalmente a respeito da Copa e seus detratores. Se fosse possivel estender estas sugestões aos arruaceiros de plantão, seria uma forma de colaborar com a nação, respeitando os visitantes, recebe-los de forma civilizada, pelo menos.

Quanto a matemática, querida, confesso que sou avesso a todos estes termos mencionados por vc. Axiomas, premissas, silogismos, traduzo da seguinte forma: Axioma = tumor nas axilas.- Premissas = ritual antes das missas. - Silogismos = unificação de vários silos (ou cilos).

Deixando a brincadeira de lado,Vera, como sempre vc dá um banho, sociologicamente falando, a todos os revoltados contra a Copa, na verdade, contra o TRABALHO. Parabéns, querida, um abraço e vamos ganhar essa Copa.

Laruccia

Enviado por Modesto Laruccia - [email protected]
Publicado em 07/06/2014

Vera nota 10+10+10 para a sua cronica essa gente precisa mesmo e procurar a difinicao para a palavra "V E R G O N H A" porque nao acredito que eles tenham ideia do quanto nos brasileiros estamos passando com as noticias que a imprensa estrangeira publica e exploram com essas manifestacoes.Porque eles nao sabem o que e vergonha. Vagabundos , que usam mascaras para poder saquear , e destruir patrimonios publicos de quem nao tem nada a ver, com o que eles buscam.

Parabens pelo extraordinario texto eu assino em baixo , e o lugar deles e na cadeia . Infelizmente ai eles entram por uma porta da delegacia e saem pela outra . O meu direito sempre termina onde comeca o do meu proximo .E isso eles nunca vao entender. Abracos Vera , grande cronica nao podia ser melhor , e no exato momento ,uma semana antes de comecarmos a nossa copa. "Pra Frente Brasil" . Felix

Enviado por João Felix - [email protected]
Publicado em 06/06/2014

Vera, o que voce descreve na crônica é o pensamento da maioria da população, mas nossos governante confundem democracia com libertinagem, tem medo de agir com rigor pensando nas proximas eleições, assim como esses movimentos de rua, e a mídia terrorista, julga a policia por agir e por não agir, todos sabem das invasões orquestradas e financiadas e digo a eles CQD, parabéns,Estan.

Enviado por Estanislau Rybczynski - [email protected]
Publicado em 06/06/2014

Há algumas formas de demonstrar descontentamento perante a política espúria brasileira, mesmo sabendo que todos os atuais governantes não se preocupam com o estado de coisas que não implantaram para melhorias da situação do povo brasileiro, onde a melhor delas seria ter implantado um sistema educacional de qualidade para superar suas próprias necessidades e depois fomentar trabalho e renda. Infelizmente seu desabafo é demonstrado com ímpeto, que é a opinião da maioria dos brasileiros que “ainda” amam esta terra. Parece que é muito importante sermos campeões em futebol, menos do que ser em educação, saúde, dignidade, ética e compromisso com o nosso dever. Fiz também uma manifestação em “COPA DO MUNDO 2014: TORCIDA PARA EMPRESAS PRIVADAS” - Não vou torcer pelo Brasil para ser campeão do mundo em futebol! Pode ser acessado no link:

http://carlosfatorelli27013.blogspot.com.br/2014/03/copa-do-mundo-2014-torcida-para.html

Enviado por Carlos Fatorelli - [email protected]
Publicado em 06/06/2014

Concordo com vc Vera, porque nao reclamaram no inicio.Agora e tarde demais. Tomara que o Brasil ganhe a copa, porque senao "C.Q.D" mesmo. bjos amiga.

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - [email protected]
« Anterior 1 Próxima »