Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Um acidente misterioso Autor(a): João Cláudio Capasso - Conheça esse autor
História publicada em 26/12/2013
Sabemos que na vida acontecem coisas misteriosas, por exemplo, vi em um programa de TV, da Sônia Abrão, da Rede TV, várias fotos de pessoas mortas que apareciam como espírito, foi impressionante. Às vezes, também tive a impressão de ver sombras ao meu lado, mas enfim, a vida e mesmo um mistério.
 
Mas o meu relato de hoje é muito surpreendente:
 
Certo dia, foi em uma sexta-feira na parte da tarde, eu e minha esposa estávamos no carro, eu dirigindo, subindo a Rua Teodoro Sampaio, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, quando o carro que estava ao meu lado cortou a minha frente, para entrar na Rua Capote Valente; eu não consegui frear rapidamente e o carro bateu violentamente na traseira do outro carro, foi um barulhão de lataria. Eu pensei: pronto a frente do meu carro teve ter acabado, as pessoas que estavam nos bares e lojas foram correndo ver se tinha alguém ferido, as janelas dos prédios... todos saíram para ver a batida. 
 
Desci do carro e fui bem devagarzinho ver o estrago que tinha acontecido. Para minha maior surpresa, e para o outro motorista, os carros estavam intactos, nenhum amassado nos carros. Eles estavam apenas encostados um no outro, mas sem danos nenhum.
 
O motorista falou para mim: eu ouvi um barulhão de ferros achei que os nossos carros estavam acabados, todos amassados, mas, afinal, o que aconteceu? Nada aconteceu. Foi um milagre, as pessoas foram chegando e ficaram assustadas com o que viram, os dois carros sem um arranhão.
 
Graças a Deus nada aconteceu, ninguém ficou com prejuízos. Fui embora e, conversando com minha esposa, perguntei: o que será que foi aquele barulhão de latarias se nada bateu? Ela falou-me: foi a mão de Deus que nos ajudou que nada acontecesse; acredito em milagres, porque que anda honestamente na vida tem proteção divina.
 
Amigos do SPMC, sinceramente, foi um milagre aquela sexta feira, obrigado Senhor.
 
E-mail: [email protected]
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 26/01/2014

Prezado amigo João, respeitando seu relato, e também concordando com suas colocações, muito coerentes, ao meu ver, o fato de não danificar os carros, foi apenas resultados de anos de estudos e testes da engenharia automobilística.

Os veículos são projetados para absorver os impactos, e, dependendo da velocidade, isso acontece. Forte ruído mas não amassados visíveis. a estrutura central do carro trabalhou para absorver o impacto.

Já passei por algo semelhante na Rua da Móoca, bati na traseira de um carro, coincidentemente o mesmo modelo do meu na época, todos assustados e nada de dano, graças a Deus! Deus nos dá a sabedoria para isso, e nos protege para as vezes, bater num motorista que não reage mal, nos agredindo ou coisa pior, milagre este nos dias de hoje, tão grandioso como o fato de não nos machucarmos na batida. Mas vale a lição de tudo, abraço.

Enviado por RONALDO MAZAROTTO - [email protected]
Publicado em 03/01/2014

Uma ocorrência inexplicável, um fato que deixa de ser corriqueiro. Só pode ser milagre no qual vc, sua esposa e o outro motorista, os principais personagens. Parabéns, Capasso.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - [email protected]
Publicado em 28/12/2013

Capasso, eu acredito nos anjos protetores e todos nós temos um sempre nos vigiando.Um feliz ano novo amigo!

Enviado por Margarida Pedroso Peramezza - [email protected]
Publicado em 28/12/2013

Sim, eu também creio em milagres, pois várias vezes tive provas de que existem.

Enviado por Julia Poggetti Fernandes Gil - [email protected]
Publicado em 26/12/2013

O homem propõe, só Deus dispõe!Cada dia têm seu cuidado da proteção Divina.

Enviado por Carlos Fatorelli - [email protected]
Publicado em 26/12/2013

Com certeza foi a Poderosa mão de Deus.

Ás vezes O invocamos mesmo sem perceber, e Ele como Pai nos socorre.

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - [email protected]
« Anterior 1 Próxima »