Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias O barco das emoções... Autor(a): Airton Irineu dos Santos - Conheça esse autor
História publicada em 09/04/2013

No último sábado deste mês de janeiro de 2013, minha sobrinha, seu esposo e sua linda filha, moradores do famoso bairro do Morumbi, São Paulo, passaram horas agradáveis a bordo do famoso Barco dos Príncipes cuja partida dá-se na cidade de Joinville Santa Catarina; bastaram 48 minutos de voo saindo do romântico aeroporto de Congonhas para desfrutar este passeio maravilhoso. Como anfitrião perceberia o entusiasmo dos três turistas...

O relato este não é sobre a nossa querida São Paulo aonde tive a felicidade de morar por mais de 50 anos, aprendendo a amá-la, mas foi a odisséia onde vários paulistas além dos meus parentes fugiram da vida corrida da maior capital brasileira; vários paulistas se fizeram presentes, como falei, abrilhantando com a sua simpatia o passeio neste barco de emoções.

Então, o apito do Barco de três andares se fez sentir sendo que o capitão e seus marinheiros impecavelmente trajados desejaram uma boa viagem.

Com o céu transbordando de um azul-celeste quase sem nuvens, o barco zarpou do cais e a galera já sentiria no ar a brisa da baia da Babitonga, um braço de mar que o Atlântico estende com magia desde Joinville até a centenária cidade de São Francisco do Sul, a terceira cidade mais antiga do Brasil (1504); ilhas e mais ilhas em um total de 14 foram serenamente suplantadas na calmaria do barco ante a euforia e curiosidade de todos; foi um belo passeio.

Os turistas então já no barco praticamente lotado e acomodados confortavelmente assistiriam um show com um grupo genuinamente mexicano que brindou com suas canções típicas, estavam vestidos a caráter e com seus inconfundíveis sombreiros.

Máquinas fotográficas a postos várias fotos foram tiradas como recordação desta passagem tão gostosa que a vida nos oferece por tão pouco, com meus botões pensei, como a natureza é pródiga em nos presentear com estes momentos inesquecíveis. Cenas do Titanic, o romance do casal foi imitado pelos namorados e casais presentes.

Após um suculento almoço onde se sobressaiam os pratos a base de camarão o barco atracaria no cais e então a atmosfera centenária do local enchiam os olhos dos turistas; o casario tombado pelo patrimônio histórico, a velha igreja e os nativos apareceriam com a costumeira hospitalidade.

Foram momentos memoráveis, porém tínhamos que voltar, o apito do barco nos avisaria da saída, São Paulo e seus paulistas presentes estavam esperando para retornar a vida normal,trabalho e mais trabalho acima de tudo....

Começaria a seguir a segunda parte da viagem com uma apresentação artística, um showman daria aquele espetáculo de alegria e contentamento como parte de despedida.

Os paulistas já em terra firme vibrariam com esta passagem turística prometendo voltar e trazer amigos para desfrutarem o Barco das Emoções...


E-mail: [email protected]

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 10/04/2013 Estive em S.Francisco do Sul, em uma parada no cruzeiro que fiz até Buenos Aires. Amo ser passageira de navios, barcos, escunas,etc. Não sabia desse passeio senão teria feito mas vou anotar para uma próxima oportunidade. Enviado por Trini Pantigai - [email protected]
Publicado em 10/04/2013 Ai, eu prefiro a terra firme;é mais seguro. Enviado por Benedita Alves dos Anjos - [email protected]
Publicado em 09/04/2013 Tenho muito medo do mar,penso que nunca farei um cruzeiro tão lindo quanto este e outros a fora
Tenho um sobrinho que trabalha em um navio que faz cruzeiros internacionais ele fica tanto tempo no mar,que quando chega na terra parece um ET anda balançando já que a terra não balança,e fica deslumbrado com tudo que vê.
Enviado por walquiria rocha machado - [email protected]
Publicado em 09/04/2013 Airton,todo esse cenário encantador mexe mesmo com a vida dos paulistanos. Quando eu saía de S.P. e ia para qualquer lugar, apreciava a paisagem com uma emoção refinada. Santa e Bela Catarina é especial demais. Gostei muito do seu texto. Está de parabéns, mais uma vez. A propósito: sou paulistana do Cambuci e você viveu mais tempo em Sampa do que eu. Tenho o coração dividido entre S.P. e S.C. Privilégio dos bons. Um abraço. Enviado por Vera Moratta - [email protected]
Publicado em 09/04/2013 Airton, esses passeios devem ser maravilhosos. Eu ainda não arrisquei por causa do balanço do mar, acho que não vou aguentar, mas é uma experiencia que eu gostaria de viver. Um abraço Enviado por margarida peramezza - [email protected]
« Anterior 1 Próxima »