Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias "O homem põe e Deus dispõe" Autor(a): Ana Lucia Simúes Salgado Treccalli - Conheça esse autor
História publicada em 01/03/2013
O homem põe e Deus dispõe. Desde pequenina ouvia essas palavras de minha avó Sebastiana, sábia mulher, nascida e criada em Brotas, mas que viveu aqui em São Paulo, desde que meus pais se casaram em 1941. Morávamos em um casarão na Barra Funda, e outro dia passei lá em frente por motivos de trabalho e então muitas lembranças vieram à minha mente, inclusive esse velho ditado.

Ela repetia isso sempre que alguém se queixava de algum plano frustrado. E nos ensinava que a vida, seu curso, sua duração pertencem a Deus e por mais que nós homens a desejemos controlar, acabamos frustrados se não temos fé. A humanidade se desenvolveu muito, mas em sua vã sabedoria, sempre esbarra nos desígnios de Deus, que para nós são impossíveis de desvendar. Se tivermos fé e confiança nele, somos até capazes de entender, mas jamais de desvendar.

Agora, mais que nunca, me lembrei das palavras de minha avó. Tenho enfrentado dificuldades e sofrimentos intensos com a doença de meu marido que luta contra um câncer no pulmão, desde janeiro de 2012. E a palavra certa é luta - porque foi o que aconteceu neste pouco mais de um ano.

Consultas e mais consultas, toneladas de exames de laboratório e outros mais específicos, infindáveis sessões de quimioterapia. E tudo isso não foi capaz de vencer a doença. Agora - embora não saiba - meu marido encontra-se em seu leito de agonia, sendo tratado com carinho imenso pelos médicos e enfermeiros que o controlam e visitam diariamente.

Nas reuniões que tive com os médicos e nas pesquisas que fiz por minha própria conta, descobri que o caso de meu marido, na literatura médica, se enquadra dentro de um prazo de seis meses a um ano de vida, dependendo da pessoa. O câncer foi descoberto em janeiro de 2012, mas sei que já estava lá escondidinho há um pouco mais de tempo. Assim, o que o homem pôs, Deus dispôs.

Quando fomos chamados para mais uma reunião - já que não havia nada mais a ser feito terapeuticamente e o tratamento estava passando para a fase de medicina paliativa, foi "prognosticado" talvez um prazo de um mês para que a agonia terminasse. Mais uma vez, a luta desse homem forte surpreende até o médico que acabou se tornando seu amigo e já está durando quase três meses.

O que nos conforta é que o tratamento paliativo é feito de medicamentos, procedimentos médicos, mas antes de tudo de muito carinho e atenção de todos os que trabalham no home-care e no in-care, incansáveis cuidadores, que podemos chamar de carinhosos amigos nesta hora tão difícil.

Mas, acima de tudo o que mais nos conforta é saber que "o homem põe e Deus dispõe" e que ele, em sua infinita sabedoria, tem um propósito para tudo isso, um desígnio para nós indesvendável, ininteligível, mas que em nossa fé, quando o aceitamos e o enfrentamos com a ajuda de Deus, nos tornamos mais fortes nele.

Sábia avó Sebastiana, que com suas palavras simples, seu ditado tão antigo quanto podemos lembrar, nos incutia a fé no Pai Todo Poderoso e nos preparava para a vida.


E-mail: [email protected] E-mail: [email protected]
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 01/03/2013 Chefe: Em 06/10/89, uma sexta feira, o Hospital do Estado, pediu minha presença lá porque meu pai dáva sinais que morreria naquele dia. Ao sair do cartório, meio que desesperado, em direção ao Hospital, você me deu forças aconselhou-me e me deu coragem e conforto. E, nestes atuais tristes dias seus, tenho certeza que voce sabe como enfrentar tudo, pois vosso discernimento a fortalece. Enviado por Xico Lemmi sãopaulino - [email protected]
Publicado em 01/03/2013 Cara Prima, ainda bem que carrega dentro de si tais sementes de fé. Que ela não esmoreça, e estamos vibrando forças positivas para recuperação dele, se fôr possível. Que Deus disponha, então, da melhor maneira. Abraços. Enviado por Luiz Saidenberg - [email protected]
Publicado em 01/03/2013 Eu sei que nessas horas é preciso muita fé em Deus pois a dor é muito grande.
Estarei orando por ele.
Enviado por Benedita Alves dos Anjos - [email protected]
Publicado em 01/03/2013 Ana, que Deus olhe por seu marido e a todos e sinta através desse meio de comunicação uma vibração positiva em favor dele em nome de Cristo, Estan. Enviado por Estanislau Rybczynski - [email protected]
« Anterior 1 2 Próxima »