Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares “Perambulando São Paulo, fábricas e vilas” - parte III Autor(a): Aparecida de Lourdes Micossi Perez - Conheça esse autor
História publicada em 26/03/2012

Depois de conhecermos a Vila Itororó, a Vila Economizadora e a Vila dos Ingleses o ônibus passou pela antiga fábrica do Açúcar União na Mooca, pelo antigo Cotonifício Crespi, Juventus e depois em direção ao Belenzinho, pudemos entrar na bucólica Vila Maria Zélia. Soubemos pelo guia turístico que a vila foi construída pelo proprietário da fábrica de Juta (Jorge Street) para servir de moradia aos operários que lá trabalhavam.

Foram construídas casas com um e dois quartos, além de uma construção (como um galpão) para servir de moradia aos solteiros que ali trabalhavam. Havia também um armazém onde eram vendidos aos operários os gêneros alimentícios e tudo o mais que uma família precisasse, com desconto de 50% em relação aos preços praticados no mercado.

Além dessa casa de "secos e molhados" também funcionava uma farmácia: o sistema de desconto era o mesmo, sendo que, quando o remédio fosse para alguma criança filha de moradores da vila, nada era cobrado.

Ali também foram construídas uma igreja e uma escola formada por dois prédios, sendo um deles para meninas e o outro para meninos. Os prédios das escolas hoje estão deteriorados, mas ainda em pé.

Há um clube no local onde os moradores até hoje tem seus momentos de lazer. A vila, além dessa característica histórica, serviu de cenário para um filme do Mazzaropi (ele viveu lá dos 8 aos 13 anos) e também de vários comerciais.

As pessoas caminham e vivem lá como se estivessem, em uma cidade do interior. Trata-se realmente de um oásis dentro dessa tresloucada, mas amada cidade que todos nós amamos.

Sob um chuvisqueiro intermitente que nos "lavou a alma' nessa visita à Sampa das vilas operárias, voltamos ao ônibus que nos aguardava para retornarmos, sonhando com um novo passeio à capital.


E-mail: [email protected]

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 09/05/2012 Ola Cida fiquei lendo e vou lembrando com saudades de tudo de São Paulo,ja morei muitos anos na Vila Maria baixa vc esta de parabéns é tudo tão bonito o que escreveu!grande abraço... Enviado por Marlene Grimaldi - [email protected]
Publicado em 27/03/2012 Gostoso ver São Paulo do inicio do seculo passado tendo seu belo texto como guia, parabéns Cida. Nessa bela viagem você foi a volta e também foi a ida. E quem quiser ver São Paulo do Inicio do Seculo passado, visite o Largo da Matriz de N.Senhora do Ó - na minha querida Freguesia do idem esta intacta do jeitinho que era a partir de 1900. Enviado por Arthur Miranda - [email protected]
Publicado em 27/03/2012 Maria Zélia, famosa vila no bairro do Belenzinho, sempre lembrada pelos leitores que apreciam o futebol varzeano. Belo passeio o seu, Aparecida, recordando bairros e locais tão conhecidos pela maioria dos colaboradores. Parabéns, Micossi.
Modesto
Enviado por Modesto Laruccia - [email protected]
Publicado em 27/03/2012 Essa Vila Maria Zelia é pro Pedro Boscato,ninguem conhece essa vila como ele.Joguei varias vezez no campo do Maria Zelia até num domingo a noite pelo Santa Cruz de Guaianases.Sai carregado de campo quando vencemos o Banco Nacional em 64 e no tornamos capeao bancario.No Nacional jogava Horacio grande jogador do Maria Zelia.Pedro apareça .Abraços. Enviado por jose carlos passos - [email protected]
Publicado em 26/03/2012 Cida. É bom reler suas histórias. Simples, repleta de sentimento e amor. Encontrar dentro dessa São Paulo um pequeno oásis e uma dádiva.Gostei demais. Abraços Anthony. Enviado por Anthony Mennitto - [email protected]
Publicado em 26/03/2012 Cida, eu tive a honra e o prazer de estudar nos dois predios escolares na Vila Maria Zélia, no meu tempo,um era para os alunos do Grupo Escolar Maria Zélia e o outro, do outro lado da rua era o Gin asio Manoel da Nobrega e fiz minha primeira comunhão na Igreja da Vila, logo na entrada, á esquerda, em frente uma pracinha com seringueiras plantadas em circulo. Hoje, a vila parece que pertence ao INSS e virou uma bagunça, os dois predios estão em ruinas.(faz tempo que eu não vou lá). Heitor Enviado por heitor felippe - [email protected]
Publicado em 26/03/2012 Cida, eis aí um dos lugares que foi palco de minha infância. Estudei na ecola que você mencionou, seu nome era Escola Padre Manoel da Nobrega. pena que hoje está totalmente destruida, meu aluno que mora lá disse que recentemente ela pegou fogo devido a um curto na fiação. Abraços Sônia. Enviado por Sonia Maria de Paula - [email protected]
Publicado em 26/03/2012 Cida, mais um tour pelas Vilas da cidade, uma forma gostosa de conhecer Sampa.Um beijo. Enviado por margarida p peramezza - [email protected]
Publicado em 26/03/2012 Que ótimo texto, Cida (e eu que pensei que conhecia São Paulo todinha)! Parabéns Enviado por Lia Beatriz Ferrero Salles Silva - [email protected]
« Anterior 1 Próxima »