Leia as Histórias

Categoria - Nossos bairros, nossas vidas Os divulgadores do Bexiga Autor(a): Bixiguento - Conheça esse autor
História publicada em 19/01/2012
Como todos sabem, o nosso bairro sempre foi visitado por pessoas de outros lugares, principalmente nos fins de semanas. Todos queriam conhecer e saborear as nossas culinárias nas cantinas, pizzarias e restaurantes. Além destes estabelecimentos, tínhamos muitas lojas comerciais, a maioria dos moradores se serviam das mesmas, não precisava se deslocar para outros lugares para conseguir o que queriam.

1. Cantinas
Na entrada eram servidas as porções de “sardellas, alichellas, berinjelas, cipolina” (cebola Italiana pequena) sempre acompanhados pelo "panne di Italia" e não podia faltar o "vino". Depois os fregueses faziam os pedidos dos pratos, que sempre eram as massas acompanhadas das "braxolas, porpettas” e o famoso “formaggio parmesoni” ralado

1.1 - Cantina do Chamarré - Rua Fortaleza
1.2 - Cantina do Afonso - Rua Conselheiro Ramalho
1.3 - Cantina do Cappuano - Rua Conselheiro Carrão
1.4 - Cantina da Famiglia Sansone - Rua 13 de Maio
1.5 - Cantina do Roperto - Rua 13 de Maio
1.6 - Taverna do Julio - Rua Conselheiro Carrão


2- Pizzarias

2.1 - Líder - Rua Conselheiro Carrão
2.2 - Morais - Av. Brigadeiro Luiz Antonio


3- Bares

3.1 - Do Petiscos - Rua Ruy Barbosa x Rua Cons.Carrão
3.2 - Fasano - Av. Brigadeiro Luiz Antonio
3.3 - Zilertal - Av. Brigadeiro Luiz Antonio
3.4 - Do Nicola - Rua Cons. Ramalho, Depois Mudou-se para Rua Ruy Barbosa
3.5 - Bar Rex - Rua Ruy Barbosa X Rua Cons. Carrão


4 - Padarias

4.1 -Basilicata - Rua 13 De Maio
4.2 - Italianinha - Rua Ruy Barbosa
4.3 - Paladino - Rua Cons. Ramalho
4.4 - São Domingos - Rua São Domingos
4.5 - 14 De Julho - Rua 14 De Julho

5 - Cinemas

5.1 - Rex - Rua Ruy Barbosa
5.2 - Arlequim - Av. Brigadeiro Luiz Antonio
5.3 - Monark - Av. Brigadeiro Luiz Antonio
5.4 - Espéria - Rua Cons. Ramalho


6 - Teatros

6.1 - Maria Della Costa - Rua Paim
6.2- Cacilda Becker - Rua Dos Ingleses
6.3 - Zaccaro - Rua Ruy Barbosa
6.4 - Bandeirantes - Av. Brigadeiro Luiz Antonio
6.5 - Teatro Sergio Cardoso - Rua Ruy Barbosa


7 - Sapatarias (Consertos de Scarpe)

7.1 - Sr. Agostinho - Rua Almirante Marques Leão
7.2 - Sr. Alfredo - Rua Ruy Barbosa


8 - Lojas De Vendas De Scarpes

8.1 - Capardo - Rua Manuel Dutra
8.2 - Troika - Rua Major Diogo
8.3 - Wilson - Rua Dr. Luiz Barreto
8.4 - Giovanni - Rua 13 De Maio
8.5 - Izabel - Rua Cons. Carrão


9 - Oficinas Mecânicas

9.1 - Armandinho - Rua 13 De Maio
9.2 - Generoso - Rua Cons. Ramalho


10 – Quitandas

10.1 - Pepe - Rua Rocha
10.2 - Adriano - Rua Manuel Dutra


11 - Barbearias

11.1 - Orlando Zacarias - Rua Ruy Barbosa
11.2 - Sr. Paulino - Rua Fortaleza
11.3 - Walter Taverna - Rua Cons. Carrão


12 - Farmácias

12.1 - Luiz Japonês - Rua Ruy Barbosa
12.2 - Oswaldinho Japonês - Rua Cons. Ramalho
12.3 - Geovane - Rua Cons. Ramalho X Rua Cons. Carrão


13 - Marcenarias

13.1 - Jotta - Rua Ruy Barbosa
13.2 - Carlos Espanhol - Rua Ruy Barbosa


14 - Serralherias

14.1 - Oswaldo Ferreti - Rua São Domingos
14.2 - Gennaro Sacudo - Rua Ruy Barbosa


15 - Salão de Belezas para Mulheres

15.1 - Lino - Rua Cons. Ramalho


16 - Consultórios médicos

16.1 - Dr. Dionisio Ciardi - Rua Cons. Ramalho
16.2 - Dr. Cirillo - Rua 13 de Maio


17 - Consultórios Dentários

17.1 - Dr. Caruso - Rua Cons. Ramalho
17.2 - Dr. Pinheiros - Rua Ruy Barbosa


18 - Campos de Bochas

18.1 - Sr. Jose - Rua Cons. Carrão
18.2 - Estefano - Rua 13 de Maio


19 - Bilhares

19.1 - Bilhar Rex - Rua Manuel Dutra
19.2 - São Lourenço - Rua Major Diogo


20 - Ponto de Táxi

20.1 - Rua Cons. Carrão X Rua Ruy Barbosa


21 - Escolas Públicas

21.1 - Grupo Escolar Maria José - Rua Manuel Dutra X Rua 13 de Maio
21.2 - Grupo Escolar Julio Ribeiro - Rua Major Diogo X Rua São Domingos


22 - Escolas Particulares


22.1 - Inst. de Ensino João Raphaella Passalacqua - Rua João Passalacqua


23 - Condução no Bairro

23.1 - Bonde Elétrico número 5 - Ponto inicial e final na Praça Das Bandeiras


24 - Bancos

24.1 - Bradesco - Rua Major Diogo
24.2 - Mercantil de São Paulo - Av. Brigadeiro Luiz Antonio
24.3 - União de Bancos Brasileiros (Unibanco) - Av. Brigadeiro Luiz Antonio


25 - Lojas de Armarinhos

25.1 - Sr. Alberto - Rua Ruy Barbosa X Rua Manuel Dutra
25.2 - Sr. Naim - Rua Cons. Ramalho


26 - Materiais de Construção

26.1 - Casa Cacique - Rua Santo Antonio X Rua Manuel Dutra
26.2 - Campeão - Av. Brigadeiro Luiz Antonio


27 - Relojoarias

27.1 – Milton (Mirimi) - Rua Manuel Dutra
27.2 - Lira - Rua Cons. Carrão


28 - Pessoal que trabalhava nas ruas do bairro


28.1 - Amolador de facas, tesouras, alicates de unhas, etc...
28.2 - Carroçeiros - Vendiam batatas, cebolas, alhos, tudo por quilo
28.3 - Fruteiros - comercializavam frutas da época

Lembramos que tinha a turma da “Esquadrilha da Fumaça", sempre empurrando aqueles carrinhos de mãos pesados, que eram: Telego, Didi, Atilão, Dacum, Gilbertão, Pelé e Liminha. Só eles mesmos para fazerem isto, mas ganhavam o seu pão de cada dia honestamente.

Gostaria de dizer que tudo que vivemos no bairro nós relatamos nos outros contos já publicados e gostaríamos de agradecer a todos que leram e teceram os seus comentários. Solicitamos também a outros moradores do bairro que também contem as suas histórias, porque assim sempre o nosso querido Bexiga será exaltado.

O nosso muito obrigado a todos e um grande abraço deste “bixiguento”!


E-mail: [email protected] E-mail: [email protected]
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 21/01/2012 Era programa de quase todos os sábados ir ao cine Arlequim, e na saída comer pizza no Morais. Lembranças de dias felizes. Obrigada por me fazer revivê-las. Enviado por Regina Iaconis - [email protected]
Publicado em 20/01/2012 Essa é uma crônica bixiguisticamente especializada. Conheci minha esposa no bexiga, na rua Santo Antonio, e ela embora morasse na Bela Vista, ai ao lado, me obrigava a passar pelo local todo santo dia, e ai de mim se não o fizesse... Enviado por newton - [email protected]
Publicado em 20/01/2012 Meu amigo, li teu texto e me deu uma coceira nos dedos para comentar e deixar algumas impressões. Não agüentei e aqui estou. Então vamos lá:
CANTINA DO CHAMARRÉ, onde saboreei as melhores tripas à parmegianna de minha vida.
PIZZARIAS, você esqueceu de mencionar Cantina do Natalino na Rua Manoel Dutra quase esquina da 13 de Maio; BARES, faltou o Lider na Rua Conselheiro Carrão e o Uirapuru na esquina ds Major Diogo com a São Domingos, que (mixto quente!); PADARIAS, na São Domingos faço compras até hoje; OFICINAS MECANICAS, FALTOU NA DO Mingo Papaléo na Rua Alm. Marques Leão; RELOJOARIAS, a do Mirimi era ótima.
Quanta coisa tivemos e ainda temos nesse bairro maravilhoso, valeu relembrar.
Enviado por Miguel S. G. Chammas - [email protected]
Publicado em 19/01/2012 lembro os restaurantes, MEXILHÂO,TAVOLA,pizzeria
1900, C QUE SABE, CANTINA D:ANGELO,ETC,,,
Enviado por joao claudio capasso - [email protected]
Publicado em 19/01/2012 Antonio,onde encontramos hoje cipolina? Enviado por Pedro Cardoso - [email protected]
Publicado em 19/01/2012 Das cantinas citadas já fui no Ropertto. Gostaria de tirar uma duvida esses estabelecimentos citados todos ainda encontram-se em funcionamento?
Abraços
Alexandre
Enviado por alexandre ronan da silva - [email protected]
Publicado em 19/01/2012 Caruso, realmente o Bexiga dispensa comentários no item alimentação e tudo mais, mas está faltando, as churrascarias como a do Bassi, postos de combustível, as igrejas, as festa e o museu do Bexiga para completar o "menu".
Querias aproveitar e dizer que particularmente não gosto do adjetivo "bixiguento”, relatado por alguns autores de SPMC, que para mim soa como pejorativo e até soa mal o seu significado nada condiz com o bairro.
Não sei se os moradores também usam esse termo, para mim deveria ser conforme o vernáculo correto bexiguense, porém, sabemos que certos adjetivos são tradicionais e nada tem a ver com o significado, mas só foi uma observação de alguém que não mora no Bexiga , mas o admira , parabéns pelo tema, Estan.
Enviado por Estanislau Rybczynski - [email protected]
Publicado em 19/01/2012 Um rico sortimento de ofertas, pra nenhum paulistano botar defeito. Ao ler os nomes dos restaurantes, cantinas, pizzarias, bares e padarias antes das refeições, vc já tnha seu aperitivo de graça. Se formos ao cardápio, então, ja estamos alimentados. Saudável exposição de comerciantes, Caruso, parabéns.
Laruccia
Enviado por Modesto Laruccia - [email protected]
Publicado em 19/01/2012 Caruso, é um dos bairros mais tradicionais de São Paulo. Íamos às vezes jantar ai. Agora, me perdoe a ignorância: - O que vem à ser "Esquadrilha da Fumaça". Em tempo, concordo com o Estan quanto ao termo por ele citado. Parabéns ! Enviado por asciudeme joubert - [email protected]
Publicado em 19/01/2012 Caruso, tudo no Bixiga exala vida, aroma e poesia. Além de muito trabalho, reunião em família, mesa farta. O Bixiga é inexplicável. Muito obrigada por um texto bastante completo, mencionando os grandes nomes do bairro mais italiano de S.P. Um abraço. Enviado por Vera Moratta - [email protected]
« Anterior 1 2 Próxima »