Leia as Histórias

Categoria - São Paulo da cultura, gastronomia, lazer e oportunidades Hino da Vai-Vai (década de 50 e 60) Autor(a): Ana Maria Coffone Liendo - Conheça esse autor
História publicada em 03/03/2011
Nasci no bairro do Bixiga e morei numa casa, cujo fundo é a beira do córrego da Saracura, até o meu casamento, em 1977. Sou neta de quatro italianos nascidos em Rossano-Calábria-Itália, cidade onde existe a igreja italiana de Nossa Senhora de Acheropita.

Mas, em minha memória, guardo trechos do hino cantado pelo cordão do Vai-Vai durante o desfile pelas ruas da Bela Vista, nas décadas de 50 e 60, o qual gostaria que, se possível, ficasse aqui registrado e completado por quem ainda se lembra, pois o mesmo me traz ainda muita emoção. Emoção maior ainda do que a que sentia quando criança e adolescente ao acompanhar aquele cordão carnavalesco, hoje Escola de Samba Vai-Vai.

“Que barulho, que barulho é aquele
Que barulho é aquele que vem lá?
É o Vai-Vai do Bixiga
Orgulho da Saracura

Agora é que eu quero ver você chorar
Eu sei que vai entristecer, quando o Vai-Vai passar
Se você não sai é por culpa sua
Porque não botou a sua fantasia
Se você não sai é por culpa sua
Pra se consolar pinta a cara e sai na rua

Quem nunca sambou na vida
Primeira vez por ventura
Vem pro Vai-Vai do Bixiga
Orgulho da Saracura!”

E-mail: [email protected] E-mail: [email protected]
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 30/03/2013 Não me lembro bem se era antes ou depois de 1945. No isolado patrimônio de Santo Inácio, Norte do Paraná, florestas por todo lado, mas que se fazia um bom barulho, isto fazia mesmo! Havia um bloco nascido nos sítios das redondezas, lugar chamado Jangada. Eles adaptaram o canto para:

- Que barulho, que barulho é aquele?
- É aquele que vem lá!
É o bloco do povo da Jangada, meu amor,
Que vem sambar no carnaval.
Enviado por OSWALDO - [email protected]
Publicado em 17/03/2011 Quem se lembra do Mestre Lagrila meu amigo de futebol jogamos juntos no Santa Cruz de Guaianases eramos de Itaquera,se alguem souber de noticias por favor. Enviado por JOSE CARLOS PASSOS - [email protected]
Publicado em 13/03/2011 Tia que felicidade... maravilhoso o seu texto... continue praticando.. adoreiiiii beijos e te amo muito.... Enviado por Elaine Coffone - [email protected]
Publicado em 09/03/2011 Lindo vc lembrar do hino, acho que tinha que ser mostrado para os diretores da escola, pois é coisa de acervo...Maravilhosa lembrança.
E está aí a nossa campeã, com um desfile maravilhoso homenageando um maestro maravilhoso em todos os sentidos, humano, simples, humilde e acima de tudo um ser iluminado...Grande João Carlos Martins. A palavra é PERSEVERANÇA.
Enviado por mary clair - [email protected]
Publicado em 07/03/2011 Se o mundo acabar, vão restar as crônicas e narrativas de seus filhos. Bixiga, um bairro privilegiado, cantado e declamado em poesias, músicas inesquecíveis, amado como poucos por seus naturais. Por ter tntos (e bons) trovadores, é porque merece. Suas nostálgicas lembranças, Liendo enobrecem os que habitam o histórico bairro. Parabéns.
Modesto
Enviado por Modesto Laruccia - [email protected]
Publicado em 07/03/2011 Tenho uma irmã, Haydeé, que foi passista da Vai-Vai, nesta época. O córrego da Saracura era aquele que ficava ao longo da rua Rocha, se não me engano.
Bons tempos de 'Gaguinho', 'Pato n'Água' e tantos outros bambas da velha escola de samba.
Abraços.
Enviado por Nelson de Assis - [email protected]
Publicado em 07/03/2011 Ana Maria: Li sua crônica exatamente no dia de carnaval.Pois é; Há exatamente 60 anos, eu vi, pela primeira vez em minha vida, um bloco carnavalesco.Era o da Vai-Vai,coordenado por Geralo Filme.Nunca eequeci e até hoje lembro vagamente da melodia que o bloco cantava:É hoje que eu quero ver,você sofrer,é hoje que eu querover você penar.Se você não pôs sua fantasia etc.Não consigo lembrar do restante da música,mas é insquecível.Eu tinha 10 anos e lembro bem do cordão. Enviado por MARIA - [email protected]
Publicado em 04/03/2011 Parabén pelo texto, a Vai-Vai sempre foi a escola mais querida de São Paulo. Enviado por Arthur Miranda - [email protected]
Publicado em 03/03/2011 TIVE UM GRANDE AMIGO NA VAI VAI. MAS INFELIZMENTE JA FALECEU, O GRANDE GERMANO. Enviado por joao claudio capaso - [email protected]
Publicado em 03/03/2011 Que lindo relato,parabéns pela memória e história tão bem relatada,continue escrevendo!Um grande abraço,da prima que muito a admira e a estima.Ana Maris Enviado por Ana Maris de Figueiredo Ribeiro - [email protected]
« Anterior 1 2 Próxima »