Leia as Histórias

Categoria - Personagens Obrigada por esta oportunidade Autor(a): Anatilde Santos Pereira Silva - Conheça esse autor
História publicada em 07/08/2009
Olá pessoal, pra mim é muito gratificante dar o meu depoimento, contar minha história: meu nome é Anatilde Pereira, tenho 46 anos, sou natural do Estado da Bahia, cheguei em São Paulo em Dez/1973 com 10 anos, filha de Emilia e Antonio (em memória), minha mãe deu a luz a dez filhos, mas na Bahia morávamos no roça, sem recurso de medicina. Meus cinco irmãos morreram ainda crianças, não passavam de 2 anos.

Amo São Paulo! Porque foi aqui que todas as coisas boas aconteceram, passamos muitas dificuldades, como muito frio, falta de alimento, enchentes e outras; mas tudo isto faz parte da história, porque uma história não é feita só de coisas boas, mas com tudo isto. Sou grata a Deus por ter me enviado para este estado abençoado, onde minha família e eu conhecemos o Evangelho de Cristo Jesus, nos tornamos evangélicos, para honra e glória de Deus, pela sua infinita misericórdia e graça.

Conheci muitas pessoas boas, fui matriculada na Escola Estadual Comendador Mario Reis - Parada XV de Novembro –Itaquera, estudei primário e ginásio até 6ª série. A escola me transferiu para a escola ao lado, Escola Estadual Escultor Galileu Emendabili - Parada XV de Novembro – Itaquera, e conclui até o 1º colegial.

Quando tinha 13 anos foi uma amiguinha da escola que me arrumou um trabalho na casa de uma amiga da patroa dela, e fui ser doméstica, porque eu queria ajudar meus pais, sempre gostei muito dos meus pais. Ganhava muito pouco, o equivalente hoje a R$ 50,00. Era uma família de italianos e portugueses, gostavam muito de mim, com eles eu comia muito bem, conheci muitos alimentos que eu nunca havia visto e nem comido antes, lá eu me alimentava bem, é claro que não sentava à mesa com eles, ficava na área de serviço, mas era bem tratada. Lá eu aprendi a limpar casa, lavar, passar, me ensinaram a fazer crochê e tricô, a filha era professora e me ajudava com algumas lições e trabalhos escolares. Chegava para trabalhar às 07h00 da manhã e saía às 13h00, chegava em casa, tomava banho e ia para a escola.

Com 17 anos, com sacrifício, meu pai me colocou para fazer um curso de auxiliar de escritório com datilografia; foi ótimo, ótimo, me sentia importante.

Concluí o 1º colegial e falei para meus pais que já vou completar 18 anos, quero trabalhar numa indústria, saí do trabalho doméstico e Deus abriu uma porta de emprego na indústria de sombrinha Baroneza - região do Brás. Iniciei em 01/06/1983, trabalhava no escritório (departamento pessoal), trabalhei com eles dez anos e cinco meses, neste trabalho consegui comprar um terreno para meus pais e saímos do aluguel, inclusive moro até hoje neste lugar.

Em 06/85 fiz um péssimo casamento, me separei em menos de um ano, mas me deu uma filha linda, inteligente e maravilhosa, que nasceu em 1986, hoje está com 23 anos e já é casada.

Após separação voltei a estudar, a indústria pagava 50% do curso Técnico e Contabilidade, e depois de dez anos vivendo separada e morando com meus pais me casei novamente, graças a Deus. (Ironia do destino, meu atual esposo também é baiano.)

Tenho um casal de filhos com o atual esposo; na idade, o menino 12 anos e a menina 11. Pra mim, os meus três filhos são um presente especial de Deus pra minha vida, construí uma casa em cima da casa dos meus pais, porque sempre amei muito meus pais, trabalhava em função deles, nunca me separei deles e os meus pais morreram comigo e disseram que me amavam; isto foi muito gratificante. Hoje não os tenho mais, Deus achou por bem recolhê-los, sinto muita saudade e muita falta da presença deles, mas creio que um dia os encontrarei na Glória junto com Jesus.

Me considero uma pessoa feliz e muito vitoriosa, meus filhos até hoje não precisaram passar o que eu passei, trabalho na Rede TV há nove anos, sou contabilista, tenho uma coleção de amigos, pessoas que me ajudam, mas também pessoas que me atrapalham, mas faz parte porque a palavra de Deus diz: na caminhada da vida o joio e o trigo crescem juntos.

É mesmo assim, ajudo meu esposo no sustento do nosso lar. Enfim, este é um pequeno resumo da minha história, sou feliz em São Paulo, sempre digo que eu sou mais do que paulista, porque tudo que aprendi, construí e conquistei foi neste estado abençoado e tenho certeza que ainda tenho muito mais vitórias para alcançar. Em tudo, por tudo até aqui, o Senhor Deus me ajudou, tem me ajudado e me sustentado. Obrigada por esta oportunidade.

e-mail da autora: [email protected] E-mail: [email protected]
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 02/01/2013 Poxa como as vezes se deparamos com verdadeiras histórias de vida.Estudei quase que na mesma epoca que vc.parabens pela bela mensagem de amor Enviado por Jose Darc - [email protected]
Publicado em 03/12/2010 GOSTARIA DE ME COMUNICAR COM VOCE ANATILDE POIS ESTUDEI COM VC NO MARIO REYS E NO GALILEO Enviado por CALBI SANDRA DE SOUZA - [email protected]
Publicado em 11/10/2010 Que saudades anatilde, sou a cida, filha do Jose louro, nós cantavamos no coral no xv, não me esqueci de ninguém, espero que se lembre de mim, entre em contato comigo Enviado por maria aparecida dias antunes - [email protected]
Publicado em 02/11/2009 Eu amo seu programa e assisto todos os dias,recebi vaaris bençãos logo de manhã que a paz estejam em seus corações Enviado por Evania AparecidA Moura - [email protected]
Publicado em 18/08/2009 Querida amiga,parabéns por ter conseguido ir adiante, muitos ficam pelo meio do caminho, mas para quem tem Deus dirigindo a sua vida tudo funciona.Bjs Enviado por Suely - [email protected]
Publicado em 14/08/2009 o mais importante é o amor que voce tem dentro de voce , que acabou , de forma muito bonita ,sendo transferida a nossa amada cidade de SÃO PAULO OBRIGADO !!!!! Enviado por manoel carlos (neco ) - [email protected]
Publicado em 12/08/2009 Historia gostosa de ler. Belos nomes as escolas que você estudou: Mario Reis lembra o grande compositor de musica brasileira. Galileu Emendabili escultor italiano que construiu com seu próprio dinheiro o mausoléu aos heróis de 1932, no Ibirapuera. Tão bonito quanto sua historia é seu nome. Anatilde. É a primeira vês que leio e pronuncio, soa muito bem. Enviado por Mario Lopomo - [email protected]
Publicado em 11/08/2009 Quem somos para julgar nosso próximo Anatilde, mas acho que você mereceu esta oportunidade e que linda a sua maneira de se expressar com naturalidade.Parabéns. Enviado por Clesio de Luca - [email protected]
Publicado em 10/08/2009 Anatilde, reitero os parabéns e tenha certeza que todos os paulistanos, os verdadeiros ou os adotivos de coração, mas, sinceros, desejar-lhe-ão
os votos de boa vinda e feliz e eterna permanência e a acolherá como uma legítima irmã. Um fraterno abraço de um paulista do interior, mas paulistano de coração.Parabéns! asciudeme
Enviado por asciudeme joubert - [email protected]
Publicado em 10/08/2009 Linda historia e uma maravilhosa licao de vida.Meus pais sao baianos e tambem desbravaram esta Sao Paulo nos idos dos anos 60. Enviado por Etel - [email protected]