Leia as Histórias

Categoria - Nossos bairros, nossas vidas Vila Maria baixa - Igreja da Candelária Autor(a): Luiz Ramos - Conheça esse autor
História publicada em 17/05/2006
Nos anos 70, a Vila Maria baixa era meu lugar preferido em São Paulo. Aquela velha Guilherme Cotching, arborizada, bonita; a praça Santo Eduardo e lá no fim da rua a Igreja da Candelária me transmitiam uma sensação de segurança. Aparentemente, nada mudou tanto assim, porém, quando observamos atentamente velhas fotografias, percebemos que mudou sim e mudou muito.
Tudo muda e isso é o natural da vida, claro; O importante é que não caia no esquecimento.
Uma coisa que gostava no bairro eram os nomes das ruas, ou da maioria delas, como Araritaguaba, Amambai e outras com nomes assim, exóticos (claro que a garotada em fase de alfabetização devia sofrer muito com isso). Não gosto de ruas com nome de pessoas, prefiro nomes mais criativos.
Esta Vila Maria de que falo, com a Praça Santo Eduardo ao centro, era a artéria principal, o cartão de visita pós-Tietê, para quem se dirigia à Vila Conceição, Jaçanã, Parque Novo Mundo etc. É claro que havia muitos outros caminhos, mas era o mais gostoso,embora, talvez, não fosse o mais prático, como não é hoje.
Se eu fosse fazer um mapa dos pontos que me trazem saudade em São Paulo, traçaria esse mapa a partir de rua Catumbi, cruzaria a ponte da Vila Maria (rebatizada com outro nome, mas o nome original é que está no coração do povo), seguiria a Guilherme Cotching até a candelária. À esquerda, a Sociedade Paulista de Trote; à direita, aquelas ruas todas que desembocam na Dutra. O campo da FRUM.
Avenida Conceição; das Cerejeiras; Cosmorama; Praça da Alegria; Roland Garros; Luiz Stamat.
Aí, alguém me diria, mas este mapa existe; estas ruas estão lá. Porque não as visita?
E eu responderia: Estão mas não estão; são mas não são, ou eu que já não sou?
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 10/05/2012 Passei minha infancia e quase toda minha adolecencia neste lugar maravilhoso,ainda freguento muito pois tenho 3 irmas morram la.Estudei no colegio jose maria reis gostaria muito de rencotrar as pessoas que como eu sentem saudades soudaquele tempo em que agente era feliz e nao sabia Hoje tenho 51 anossou casada,tenho 2 filhas e moro em Interlargos.QUE SAUDADES DE VOCE MINHA QUERIDA VILA MARIA. Enviado por maria das dores de sousa minoso - [email protected]
Publicado em 06/05/2012 Morei durante 27 anos, na Vila Maria os úttimos 14 na Av Cerejeiras a um quarteirão propriamente dito da escola,(Paulo Egydio) estudei lá,depois da transferencia do Imperatriz Leopoldina, sinto saudades desta época.Da turma do colégio: Carlos, o tio, (o mais velho da turma), Paulo, Selma, Sonia, Mauricio,Creusa,Marcos, Jardim, a unica que ainda tenho contato é Madalena.Entre em contato gente.Relembrar é viver Viver é amar. Enviado por leda maria - [email protected]
Publicado em 30/04/2012 Eu curtia e muito a pop corn 2 éra muito da hora mas antes de ir na pop2 tinha que dar uma parada na praça da batucada isso sim era epoca boa hoje em dia ninguem merece Enviado por aristides - [email protected]
Publicado em 21/04/2012 o melhor momento da minha vida foi qdo eu estudei no lael de moura prado no ginasio qdo conheci amigo eternos como a angela o marcelo moranguinho tinhamos o prof saudoso de portugues euclides enfim isto tudo entre 1984 a 86 Enviado por Ana Paula - [email protected]
Publicado em 14/04/2012 estudei na escola florinda cardozo frequentei baile em 1.989 Sant louis,afro lambateria e outros.gostaria muito de rever amigos que curtiram comigo nesta epoca.bjos Enviado por luciana - [email protected]
Publicado em 12/04/2012 PARABÉNS PELA LEMBRANÇA DA VILA MARIA EU TAMBÉM ESTUDEI NO COSTA GUEDES, LAEO DE MOURA ORADO
CURTI MUITO OS SALÃO DE BAILE POP CORN
UM ABRAÇO CONTINUA ASSIM NÃO DEIXA A MEMORIA MORRER
Enviado por claudio freire - [email protected]
Publicado em 11/04/2012 adorei o texto me trouxe muitas lembrancas nasci na vila maria em 67 la eu cresci estudei no horacio lafer no joao vieira e no itauna morei na rua da gavea,na rua itauna e rua araritaguaba de vez enquando ainda vou la tenho muitas saudades dos amigos que deixei que hoje nao tenho mais contato se alguem quiser mandar algum recadinho mande para o meu imail bjs e abcos a todos Enviado por Olimpia Bueno - [email protected]
Publicado em 10/04/2012 adorei os comentários,me pareceu o túnel do tempo, muitas lembraças, todas ótimas, as domingueiras no vila, as quermesses no Paulo Egydio, sem contar o correio elegante, minhas amigas as "Leitões", estudei no CECA, João Vieira de Almeida, fiz admissão, guenta e trabalhei no Banerj. Valeu pessoal Enviado por Maria - [email protected]
Publicado em 29/03/2012 Ola,estudei no lael entre o ano de 1973 e 1981,que saudades que eu tenho daquela escola,e tenho muito prazer em me corresponder com algumas pessoas que talvez estudou comigo e lembrem de mim.A minha primeira professora se chama Dona Cida,ah que saudades,quem tiver fotos dessa escola antigamente mande pra mim,vou guardar com muito valor e felicidade de uma escola que me fez ser uma pessoa integra,porem devo a todos os professores que me ensinaram tudo de bom,até breve. Enviado por Pedro bezerra da silva neto - [email protected]
Publicado em 29/03/2012 eu tambem igual á voce conheço toda ésta parte da vila maria e tenho muitas saudades eu era frequentadora dos bailes da vila maria baixa nos anos 60 entre em contato comigo porque amamos os mesmos lugares abraços te aguardo Enviado por Esmeralda do Brasil - [email protected]