Leia as Histórias

Categoria - Nossos bairros, nossas vidas Bom Retiro Autor(a): Douglas Dias - Conheça esse autor
História publicada em 21/03/2006
Bem, gostaria mais de deixar um relato do que contar uma história em especial.
Quero falar do Bom Retiro. Uma região que oferece muito mais do que as lojas essenciais para o consumo de roupas e artigos relacionados à costura. Há ótimos restaurantes, sinagogas, casas de cultura, faculdade, prédios belíssimos, um parque maravilhoso, o museu de Arte Sacra, a Pinacoteca... Enfim. São múltiplas opções que terminam com a chegada na região da Luz, onde um espetáculo memorável aguarda o visitante - a arquitetura incrível da estação de trem.
Passeando pelas ruas do Bom Retiro com um olhar aguçado percebemos os traços das diferente culturas que formam o bairro e conseqüentemente a história da cidade. É uma família judia passando em frente a um grupo de coreanos. Um grego que aparece na porta de seu restaurante ao lado de um árabe que está de olho em um carro chegando. Nele há um muçulmano que estaciona com sua família para fazer compras ou comer um doce exótico na doceria que pode ser húngara, inglesa ou brasileira mesmo. Não importa. A vida multi-étnica toma conta do ambiente e você se percebe parte de um mundo dentro deste aqui: o mundo do Bom Retiro.
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 21/03/2006 é isso mesmo, caro Douglas, a despretenciosa Bom Retiro, já foi tão aristocrático como os Campos Eliseos, foi também a mais importante porta de entrada de Sampa nos idos tempos dos trens. Hoje sem dúvida nenhuma é o mais cosmopolista dos bairros paulistano,conforme você relata. Enviado por turan bei - [email protected]