Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Eu vim por causa da música Autor(a): Danilo Guedes - Conheça esse autor
História publicada em 02/06/2008
Amo esta cidade e sua energia maravilhosa! As 3 mulheres da minha vida são nascidas aqui. Minha esposa e minhas duas filhas.
Morava no interior do Estado, em São José dos Campos, e minha paixão pela música na metade dos anos 1980 me trouxe a São Paulo.
Rock pesado; nosso "templo" era a loja Woodstock, ali na Rua Dr. Falcão, quase em frente à saída do Metrô Anhangabaú. Eu vinha com um amigo, era um ritual maravilhoso. Nós dois com 15 para 16 anos, pegávamos o ônibus da Pássaro Marrom, e depois de uma hora de viagem, o metrô. Aquela troca de linhas na estação da Sé era calculada. Não tínhamos o conceito e nem a visualização do todo!
No final dos anos 1980, acabei me envolvendo como músico no cenário, e resolvi vir para cá. Trabalhava durante a semana no interior e sábado cedo já estava em Sampa. Ora para ensaios, ora para shows nas casas underground de rock.
Toquei em algumas bandas que foram muito fortes dentro do cenário do rock pesado no final dos anos 1980 e início dos anos 1990.
Em 1992, disse adeus à casa dos pais e transferi minha Faculdade para cá.
Deixei o rock pesado e me aventurei na música de forma mais profissional. Entrei numa Banda de Baile. Muitos e muitos anos na noite paulistana, que acabou me levando a outros palcos também. Eu viajava muito!
Para completar a grana, dava aula de inglês para executivos. Trabalhei em quase todas as grandes empresas. Quantos gerentes, diretores... Perdi o contato com este pessoal. Uma pena, tinha muita gente legal!
E no paralelo, colecionava LPs. Tinha e tenho uma aversão por CDs.
O planeta foi girando, o tempo passando, as mudanças acontecendo. E hoje com 16 anos de vida, trabalho, amor e sonhos nesta cidade... Tenho uma loja especializada em LPs, uma das líderes no segmento. Com nome reconhecido internacionalmente. Bem ali no centro. A MAFER Records (MA de Marina e FER de Fernanda, minhas filhas), bem próxima de onde era o meu antigo "templo".
Sampa, tudo de melhor do mundo pra você!

e-mail do autor: [email protected] E-mail: [email protected]
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 18/06/2011 Meu Amigo Danilo, Legal saber que Vc é Roqueiro de Verdade, e Viva Os LPS e o HM da Pesada Enviado por Ivan Balbino dos Santos - [email protected]
Publicado em 02/04/2009 Uma bela historia de vitorias, conquistas e amor pela musica e o Heavy Metal! Enviado por Diego - [email protected]
Publicado em 26/02/2009 Nossa.Estou emocionado e muito feliz em saber que a Woodstock faz parte da historia de muita gente.Muito obrigado mesmo pelas suas palavras Danilo.Com isso voce me ajudou muito a continuar a fazer o que eu mais gosto ou seja viver do ROCK.Estou colocando no meu Orkut fotos antigas da Woodstock quem quiser pode me adicionar.Aquelas fotos "falam" muito.
http://www.orkut.com.br/Main#Album.aspx?uid=1178279449861531390&aid=1233692785
Enviado por Walcir Chalas - [email protected]
Publicado em 09/10/2008 Danilão, das antigas! O Heavy Metal trouxe muita coisa boa! Bons tempos da decada de 80 que infelizmente permanecem na mente de todo banger old school, como ícone tendo o WALCIR... Enviado por Adrian Schroeder - [email protected]
Publicado em 03/07/2008 Cara, gostei demais, e se vc nao se importar vou colocar em uma das edicoes do zine da feira do vinil. Enviado por pedro - [email protected]
Publicado em 06/06/2008 Oi Danilo, você fêz o nosso grande escritor sentir-se um velho. Você deveria ter dito que pegou a "Jardineira". Não se você sabe o que é, mas certamente os seu pais devem saber. Brincadeira. Modesto você pelo vigor e energia que transcede em seus contos você é bem jovem, embora ser "velho" não é demérito nenhum, como dizia meu pai. Abraços a todos. Asciudeme Enviado por Asciudeme Joubert - [email protected]
Publicado em 04/06/2008 Quando alguém descreve saudoso os tempos que passaram e mencionam "metrô", no relato, me sinto mais velho, ainda. Poia, se o subwai me parece tão moderno, como pode alguém sentir e contar episódios incluindo "metrô", com saudades. Bendita juventude, a sua, Danilo. Parabens.
modesto
Enviado por Modesto Laruccia - [email protected]
Publicado em 03/06/2008 Quando era menor de idade trabalhei na Rua Dr. Falcão, Gráfica Relevo Paulista, tempos em que os cartões de visita eram personalizados, isto é, a matriz e feita em chapa de aço com letras manuscritas. Enviado por J.C. Oliveira - [email protected]
« Anterior 1 Próxima »