Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Chapelândia Autor(a): Daniel Brito Milreu - Conheça esse autor
História publicada em 31/03/2008
Em 1933 na cidade de São Paulo, caiu em desuso o chapéu. Até há bem pouco tempo, todos os homens e mulheres portavam vistosos chapéus no seu cotidiano. A Rua Santa Ifigênia era o local onde se concentravam as lojas que comercializavam esses artigos. Creio (ouvi falar), que até hoje na ladeira que vai da santa Ifigênia para o largo do antigo correio, existem algumas lojas remanescentes daqueles áureos tempos.
Com o chapéu fora de moda, a crise no setor se instalou e quase todas as lojas que faziam do chapéu seu comércio faliram, as fábricas Ramenzoni e Prada que até então empregavam muita mão de obra, foram obrigadas a ir diminuindo seus funcionários e reduzindo sua produção. Na Rua Barão de Itapetininga, ponto chique do comércio, também havia algumas lojas "finas" (como se dizia naquele tempo), que também não escaparam da crise. Eu, que era proprietário de uma loja naquele local, também não escapei da dura sina e por conta de tal revés, meu casamento foi adiado por alguns anos. Crise, crise, quando nos dias que correm vejo na televisão e nos jornais as inúmeras crises econômicas que o mundo passa, tenho a certeza de que a história sempre se repete e ao contrário do que correntemente a sabedoria popular fala, parece que nunca aprendemos nada com elas.

e-mail do autor: [email protected] E-mail: [email protected]
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 02/10/2011 Sou do tempo da Ramenzoni-Prada que ficava na Rua Lavapes Cambuci, ate tive roupa que ganhei de presente. Sobre Chapeu, vivi no Japão e la se usa chapeu de tudo quanto é modelo e muito elegante. Prada é famosa. Que saudade do anos dourados paulistano. Enviado por Yoshio Hinata - [email protected]
Publicado em 23/07/2011 Pessoal, alguem sabem onde encontro o chapeu igual ao que usava waldick soriani?????, se caso alguam souber um endereço um telefone e-mail. por favor escreva aqui. Grato Enviado por jefferson Almeida - [email protected]
Publicado em 11/09/2010 Sempre tive paixão por chapéus. Nos anos 30 minha mãe e minha tia Rosete tinham um atelier de chapéus na Rua Chile em Salvador,chegando a vender para Carmen Miranda quando esta esteve na cidade.Minha mãe era muito chic. Enviado por MARA - [email protected]
Publicado em 06/08/2010 Prada ainda existe... A fabrica precisou mudar o nome para Pralana, mas é a mesma empresa! Enviado por Márcio Eiras - [email protected]
Publicado em 12/09/2009 estou procurando saber mais sobre a historia dos chapeus Prada,,,achei interessante sua historia,que alem dos chapeus,fala tbem da crise politica,e um pouco da epoca de ouro dos chapeus,,,,abraços namastê,,, Enviado por rita salera - [email protected]
Publicado em 26/10/2008 Daniel, acho que deveríamos deixar nossos fuscas em casa, andar mais a pé, e voltar a usar chapéus para nos proteger dos nocivos raios solares. Assim colaboraríamos com nossa saúde pessoal e com o trânsito de veículos. Enviado por mirça b.pinho - [email protected]
Publicado em 19/05/2008 Caro Daniel


Sob o ponto de vista do Marketing, há registros, foi mal dimensionado a continuidade do uso do chapéu. Os “marketeiros” da época diagnosticaram que o chapéu era usado em função da “elegância” que ele transmitia no seu uso, porem depois ficou elucidado que a maior motivação do uso era a defesa contra a sinusite e friagem na cabeça que provinham do sereno e garoa da época. Com a diminuição da intempérie e a chegada do Volkswagen(0 fusquinha) ele perdeu um pouco da sua serventia.
abs
Enviado por Rubens Ramon Romero - [email protected]
Publicado em 13/04/2008 Pois e meu amigo Daniel a moda do chapeus teve seu auge mas creia por incrivel que pareça a moda do chapeus esta de volta e com muitas novidades A Chapeus Cury de Campinas em presa familiar que conta com quase 100 anos de existencia comprou a Ramenzoni e esta fabricando os mesmos tipos de chapeus daqueles anos dourados e ultimamente coma fabricação do chapeus de pelo de lebre Fez parecria com a Paramount para lançamento do chapei Indiana Jones o mesmo que ele usa nas suas aventuraas no filme veja só a moda esta voltando abraços ubirajara Enviado por ubirajarasilvaalves - [email protected]
Publicado em 03/04/2008 Chapelandia? Eu me lembro da Kilelandia... Enviado por mario lopomo - [email protected]
Publicado em 02/04/2008 Porisso que eu penso que é melhor não se especializar em nada em se tratando de moda, pois quando a coisa cai da moda, acabou tudo.No entanto se alem dos chapeus fossem vendidas outras coisas tambem,o comerciante teria a possibilidade de se manter em pé. Meu sogro perdeu tudo quando a revista que ele editava , tambem sobre chapéus masculinos e femininos, caiu da moda completamente.Precisou vender a casa e morar de aluguel. Foi impossível a recuperação. Enviado por Lygia - [email protected]
« Anterior 1 2 Próxima »