Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares São Paulo minha aldeia Autor(a): Américo Gabriel Guazelli - Conheça esse autor
História publicada em 24/10/2005
Era criança no começo da década de 60. Minha avó morava no Horto Florestal, e eu ia até a sua casa de trem, o "Trenzinho da Cantareira".

Morava no Bom Retiro e minha mãe me colocava no trem no começo da linha, que ficava na Rua João Teodoro com a Avenida do Estado. Lembro-me que ela (minha mãe) me recomendava insistentemente para tomar "cuidado".

Quanto mais me aproximava do Horto Florestal, mais me embriagava com a visão esplêndida da serra. A garoa fininha que me molhava pela janela aberta do trem, junto com barulho da locomotiva, me fazia o mais feliz dos "viajores".

No final da viagem, minha adorável vovozinha já me aguardava e me recepcionava com um beijo e um carinhoso abraço.

Tenho até hoje na memória o cheiro de fermento que ficava impregnado no seu avental, pois toda vez que ia até a sua casa, ela fazia uma fornada de pão, e uma parte da massa era para fazer frita, pois ela sabia que eu gostava muito.

Tudo aquilo era imenso para mim. Talvez porque eu era muito pequeno, pois até o Rio Tietê me parecia muito mais largo quando da travessia dentro do trem.

Que saudade...
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!