Ladeira Porto Geral e Rua 25 de Março. Foto: Daniel Deák/ SPTuris

25 de Março

Rua 25 de Março, fincada na região central de São Paulo, SP.

Polo cultural e de vendas, meio de tudo e de todos;

Reserva natural dos preços baixos, da pechincha e do bom varejista que sabe ganhar dinheiro.

25 de Março: tu és pedaço de terra dos brasileiros, dos árabes e dos coreanos, tu és também dos chineses e até dos sul-americanos!

Lugar de muitas histórias, guerras e glórias; poucos sabem, mas eu conto nos meus versos; antes já existiu até um puro e saudável rio embaixo desse terreno asfaltado.

25 de Março: rua que nunca para; cantinho das bijuterias e das boas lembrancinhas; espaço apropriado para encontrar o bom tecido, brinquedo, fantasia, presentes e principalmente aviamentos.

25 de Março: lugar de estoques apertados e quentes, onde o trabalhador passa o dia todo batendo caixas e subindo escadas fazendo academia de graça a troco de migalhas.

25 de Março: rua do comércio; rua das multidões. É o local certo pra quem anda esperto; se dormir no ponto ou chegar com sono, não serás perdoado; os “mão leve” vão levar até suas moedas sem você se quer notar!

Rua 25 de Março: lugar da correria e do abraço; território do cidadão que rala pesado, trabalha pressionado, sufocado e as vezes mal-humorado; mas é o mesmo cidadão honesto, aguerrido e por que não feliz!

25 de Março, terra da compra e da venda, dos negócios; lugar para muitos e de boa sorte para todos!

Rua 25 de Março: quem não gosta de visitar você?