Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Casamento na Mooca Autor(a): Célia - Conheça esse autor
História publicada em 03/02/2015
Já fazia um bom tempo que não acessava esse site, por motivos de estudo. Confesso que me fez muita falta, mas muita mesmo! 
 
Igor, meu marido, sempre me perguntava se eu nunca mais voltaria a acessar o SPMC. Vocês não fazem ideia da falta que me fez ler as histórias, rir e sofrer com vocês, compartilhar minhas ideias, alegrias, sucessos e tristezas!
 
Vou tentar, a partir de agora, enquanto não começar novo curso, ser mais presente.
 
***
 
No final de outubro, fomos a São Paulo para o casamento da nossa sobrinha Selminha. Sendo “moquense” e palmeirense de alma e coração. 
 
A cerimônia foi na Igreja de São Gennaro, na Rua da Mooca e a festa no Clube Juventus. O casal, Selma e Vitor, estava lindo e muito alegre e descontraído. 
 
Ao entrarem no salão, ouviu-se o Hino do Palmeiras e surgiu uma bandeira enorme atrás dos noivos, como que protegendo-os. 
 
De repente, o casal foi convidado a subir ao palco e a cantar o hino juntamente com os convidados. Foi uma cena inusitada e engraçada! 
 
O interessante é que podia se perceber que ninguém estava estranhando o fato - talvez devido aos noivos serem palmeirenses fanáticos - e, apesar de ter torcedores de outros times a alegria foi geral.
 
O Igor ainda comentou que o pessoal da Mooca parece ter um estilo próprio de ser, de viver e de olhar o mundo... 
 
A alegria deles e a descontração típica dos italianos contagiam a todos. Parece que tudo é típico, é particular e exclusivo dos moradores desse bairro tão simpático e eclético.
 
Fomos a casamentos de outros sobrinhos, em diversos bairros e cidades, todos muito bonitos e elegantes. Alguns mais sofisticados que outros, mas todos seguindo uma mesma linha. Mas esse da Mooca sobressaiu pela maneira ímpar, simples, alegre e descontraída dos convidados, em sua maioria residentes desde sempre naquele bairro.
 
Uma coisa ficou clara: são regionalistas, sim, mas de um jeito bom, alegre e simpático! 
 
Parecia que a todo o momento você iria ouvir: "Orra, meu!"
 
E-mail: rccsimonato@hotmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 05/02/2015

Célia, que alegria te reencontrar por aqui! Eu nem acredito, menina! Que coisa boa! Eu também estou assim, agora. Com muito pouco tempo para escrever, pois estou fazendo um curso de 4 anos de duração em Homeopatia, o que é muito difícil. Adorei o seu texto. Ótimo! A cara da Mooca, com o cheiro característico dos italianos, na sua alegria, união e amor ao Palestra. Lindo! Me deu uma saudade irresistível do bairro. Parabéns amiga. Por favor, não desapareça. Um beijo, muito saudoso.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 04/02/2015

Orra meu ! que coincidencia a uns tres anos atras fui num casamento que nao tinha sido nem convidado mas como estava no Brasil de passeio com minha esposa fomos levados de penetras por nossa sobrinha que tinha um parentesco com a noiva por parte do marido dela .E era um casamento de corintianos o noivo era desses que diz que tinha ate pijama do timao , e nunca dormia sem ele , na festa ate os bem casados tinham o distintivo do corinthians. Mas o acontecimento mais inusitado foi que ja no fim da festa , a noiva subiu no palco chamando o noivo para que fica-se ao seu lado , e ai deu a ordem com um estalar de dedos: e a alegria foi geral pois ela tinha contratado a bateria da gavioes da fiel e orra meu ! foi samba para todo mundo sambar e realmente nos os brasileiros nao importa para que time a gente torce sabemos nos divertir !! ! a noiva gastou uma nota para levar aquela bateria para o salao mas valeu a pena . E Vai Palmeiras ! com esse novo esquadrao ! Vai Corinthians ! que no proximo domingo tudo traga de volta a velha garra palmeirense contra a velha raca corintiana sem brigas sem confrontos... e que venca o melhor . Abracos e welcome back Celia continue trazendo belas cronicas como essa . Felix

Enviado por João Felix - jfvilanova@gmail.com
Publicado em 03/02/2015

Célia, seja benvinda em sua volta ao site, espero que continue nos brindando com histórias engraçadas como esta de hoje,como palmeirense eu só lamento não ter estado presente na festa, deve ter sido sensacional pois eu aquí do Ipiranga tenho um carinho muito especial pelo pessoal da Moóca, parabéns pelo texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 03/02/2015

Realmente, um casamento na Moóca entre italianos e palmeirenses, só pode ter música, alegria e muita comida. Texto muito significativo, Celia, parabéns.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
« Anterior 1 Próxima »