Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Aqui jaz Cine Marrocos Autor(a): João Cláudio Capasso - Conheça esse autor
História publicada em 29/12/2014
Foi em 1952 que a cidade de São Paulo teve a inauguração do mais lindo e charmoso cinema da América Latina: o maravilhoso Cine Marrocos.
 
Inaugurado com o filme “Música e lágrimas”, com James Estwart e June Alyson, que contava a história do músico Glenn Miller desaparecido em uma viajem de avião.
 
Alguns anos depois, em 1954 exatamente, aconteceu no Cine Marrocos o festival mundial de cinema, com a presença de grandes atores do cinema como Errol Fflyn, Ronda Fleming, Tony Curtys, Ninon Sevilha, Ramon Novarro, Fred Mac Murray, entre outros.
 
Foi uma semana maravilhosa: todos os dias tinha filme do festival, os atores ficavam na porta... Era uma loucura!  A polícia não conseguia afastar os fãs enlouquecidos.
 
Foi também o primeiro cinema a ter um lindo bar na sala de espera. Entre uma sessão e outra a gente ficava no balcão do bar tomando uma bebida e esperando a sessão começar. 
 
Os homens só entravam no cinema vestindo terno e gravata, era um cinema muito luxuoso.
 
A sua entrada tinha uma escadaria maravilhosa, parecia até uma pirâmide do Egito.
 
São Paulo tinha muito orgulho de ter um cinema de classe como o Marrocos. Tive momentos maravilhosos com as minhas namoradas nas sessões.
 
Lembranças dos momentos felizes, quando a cidade de São Paulo era uma beleza.  As pessoas bem vestidas, os homens de chapéus... Enfim foi uma época inesquecível.
 
Mas tudo acaba na vida. Passando pela cidade, para matar a saudades dos bons tempos, quase tive um infarto: vi o Cine Marrocos abandonado e invadido pelos sem tetos.
 
Uma sujeira, um mal cheiro, tudo quebrado e abandonado. O prédio quase todo invadido pelos moradores de rua. 
 
Comecei a chorar. Era como se um parente estivesse morrendo. Eu queria gritar por socorro: “salvem o Cine Marrocos!”
 
Não é possível que nenhum político defende essa maravilha. 
 
Fui para casa muito triste. Espero que alguém lute pelo lindo e falecido cine Marrocos.
 
E-mail: jccapasso2@hotmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 27/01/2015

Capasso, velho amigo. O Cine Marrocos, agora, é um local de eventos importantes. Interna e externamente está bem conservado. Já que não pode ser mais um cinema, que continue assim, por muitos anos, acolhendo eventos.

Enviado por Wilson Natale - wilsonnatale@gmail.com
Publicado em 21/01/2015

É Capasso, já não tenho mais coragem de ir a São Paulo, congestionamentos, faixas de ônibus e Bike, cortei minha querida cidade do meu roteiro de viagens, e triste mas verdadeiro, faz muito tempo que eu não vou á São Paulo, não tenho mais coragem de ver e olhar para o nosso querido Centro Velho. Estive também na inauguração do Cine Marrocos e no Festival de 1954, dava gosto entrar nesse cinema. perdi até a vontade de escrever historias aqui para o Site.

Enviado por Arthur Miranda (Tutu) - 27.miranda@gmail.com
Publicado em 06/01/2015

Pois é, Capasso estender o comentário. vc pode imaginar o que mais iriamos incluir no seu belo e saudoso texto. Parabéns, João Claudio.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 05/01/2015

Todos os cinemas estão mortos...muitos já foram sepultados e outros apodrecem aos olhos de todos dia a dia...

A modernidade transformou tudo em shopping e o pouco de segurança que supostamente existe nos faz frequentá-los...

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 05/01/2015

Meu pai foi assistir a esse festival em 1954. Também assisti muitos filmes no Marrocos. Triste saber que mais um patrimônio da cidade acabou.

Enviado por Almir . - almir1960@hotmail.com
Publicado em 03/01/2015

Capasso, infelizmente nossa cidade vai se deteriorando a cada dia, a sala de espera do Marrocos era uma verdadeira obra de arte, realmente é muito triste ver tudo se perder, parabéns pelo texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 31/12/2014

Capasso, li com tristeza seu texto, pois comprovei o que descreveu, mesmo tendo frequentado o Marrocos a partir dos anos 1970, vi a derrocada dele assim como todos os cines vizinho a ele, hoje todos estão enclausurados nos shoppings, parabéns, Estan.

Enviado por Estanislau Rybczynski - estan_tec@hotmail.com
« Anterior 1 Próxima »