Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Finalmente nessa Copa, esqueci o fracasso do mundial de 1950 Autor(a): Arthur Miranda (Tutu) - Conheça esse autor
História publicada em 23/07/2014
A maior frustração da minha vida foi a Copa de 1950. Em que o Brasil perdeu de 2 a 1 do Uruguai, quando com apenas um empate, estaríamos pela primeira vez na Copa Jules Rimet.
 
Como essa Copa estava sendo disputada aqui no Brasil, eu, ainda menino na época (onze anos), chorei amargamente essa derrota do nosso futebol.
 
Durante as semanas que se seguiram, o papo da meninada da Freguesia do Ó, assim como os assuntos e comentários dos jornais e dos programas esportivos do rádio, não foram outros se não o fracasso da nossa poderosa Seleção de futebol - que com alguma antecedência já era considerada, por todos os brasileiros, como a melhor de toda a competição.
 
Nesse “Oba! Oba!” geral, onde goleamos alguns rivais, então chegaram as finais e... Perdemos. Mesmo sem muito acreditar, achei que nessa Copa poderíamos por fim descontar e poder esquecer aquela triste frustração da adolescência.
 
Depois desse placar de 7 a 1 contra a Alemanha, eu esqueci completamente a minha frustração dos 2 a 1 contra o Uruguai em 1950.
 
Estou até achando que em 1950 nós éramos felizes e não sabíamos.
 
Se eu soubesse que um dia eu iria ver o nosso Brasil perder uma final de Copa do Mundo, de 7 a 1, no mesmo estádio onde perdeu em 1950, eu teria passado esses 64 anos agradecendo a Seleção de 50, por ter perdido só de 2 a 1.
 
Salve o Esquadrão brasileiro de 1950. Salve o Barbosa, o Augusto e o Juvenal. O Ely, o Danilo e o Bigode. O Friaça, o Zizinho, o Ademir, o Jair e o Chico.
 
Moral da história: nada com um bom enfarte, para nos deixar felizes e com saudades de uma simples dor de cabeça (risos).
 
E-mail: 27.miranda@gmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 03/08/2014

GENTE, NA BOA.....TANTO UMA COMO OUTRA SÃO DERROTAS DENTRO DE CASA......

AGORA CARREGAR ISSO PRO RESTO DA VIDA, NEM PENSAR....

MUUUUUUUITO MAIS INDECENTE É A SITUAÇÃO DO PAIS, DA TRISTE REALIDADE DAS PERIFERIAS, SERTÕES E CORCOLANDIAS....

Enviado por jorge gilson - jota_gi@hotmail.com
Publicado em 29/07/2014

É caro Arthur, nada como um dia após o outro para a gente apagar os maus momentos de ontem com os de hoje, os 7x1 vão ficar muito tempo na lembrança, parabéns pelo texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 24/07/2014

coitado o barbosa foi acusado de frangueiro, durante 30 anos,

justiça tarda mas não falha(so que no caso do barbosa demorou um pouco)

Enviado por João Cláudio Capasso - jccapasso2@hotmail.com
Publicado em 24/07/2014

Arthur eu ainda estou traumatizado com o que aconteceu ai no nosso quintal .Doeu muito mesmo e como voce , acho que tudo aquilo que aconteceu em 1950 , (eu era um pouco mais velho que voce pois tinha quase 16 anos) foi fichinha comparando a essa humilhacao de 2014. Isso me faz lembrar um velho ditado que diz "e mais facil demolir que construir" e eles souberam destruir todas as glorias que conquistamos em cem anos , com 10 gols sofridos em quatro dias.Acabei de assitir um programa da globo internacional Profisao Reporter , que mostrou a festa dos hermanos festejando nao a vitoria deles , mas as nossas derrotas , sempre insinuando o numero 7 como lembranca. E assino em baixo da tua cronica "Salve o Esquadrao brasileiro de 1950" que nao levou mas deu de 7x1 na Suecia e de 6x1 na Espanha. Abracos alvi-negros Felix

Enviado por João Felix - jfvilanova@gmail.com
Publicado em 23/07/2014

É, Arthur, acabei de voltar da casa de um tio e perguntei a ele o que foi pior: a Copa de 50 ou essa. Bem, ele me disse que foi a de 50 - ainda se lembra de toda aescalação do time. Mas que foi demais, isso foi. Abraços.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 23/07/2014

Também compartilho que que a seleção de 1950, apesar dos desmandos da época foi digna, e essa com seus jogadores milionarios, cada jogador com cerca de 10 comerciais em média,moda no cabelo, na tatuagem, entrevistas mil. -Como eles podiam treinar? e tem mais capitão chorão, tecnico paizão, auxilares dormindo no banco de reserva como Murtosa e Parreira,outro detalhe, os treinos eram feitos na granjacomary com temperatura baixa e os jogos em locais de tempo quente, assim não dá, até que foram longe demais, parabéns pelo tema.

Enviado por Estanislau Rybczynski - estan_tec@hotmail.com
Publicado em 23/07/2014

A seleção de 1950 honrou o futebol nos gramados e perdeu por apenas 2x1!Já milionários jogadores atuais, preocupados com a imagem tipo "com que roupa eu vou ao samba que você me convidou" discutem bichos antes mesmo de triunfarem,Tomaram duas surras históricas, perfazendo o "score" de 10x1, que pelo feito o passado foi muito mais glorioso! Além disso retrocedemos mais ainda com a atual comissão, que sem dúvida será mais uma outra enganação para esconder os podres da CBF, uma "blindagem técnica" da direção do lastimável futebol brasileiro, tipo raposa tomando conta de galinheiro! Conseguirão fazer com que o futebol decaia ainda mais?

Enviado por Carlos Fatorelli - cafatorelli@gmail.com
« Anterior 1 Próxima »