Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Os velhos comentários “dum” idoso rabugento Autor(a): Modesto Laruccia - Conheça esse autor
História publicada em 10/06/2014
O início de tudo, os primeiros amigos, as primeiras emoções, os primeiros desafios, tudo gira em torno da formação de um perfil. Na esteira de uma vida saudável, os tempos e contratempos antepõem-se as vertentes já programadas, não por mim, mas por uma ordem superior, distante de nossa compreensão, inatingível do nosso parco alcance, difícil de saber além do que nos foi ensinado.
 
Esta é uma das razões que resolvi levar ao conhecimento dos prezados leitores e colaboradores, uma coletânea de comentários que enviei aos jornais nos últimos 20 anos. São manifestações espontâneas, resultados de leituras de tópicos interessantes (ou não).
 
Por estarmos em época de Copa Mundial, vale a pena lembrar uma ocasião em que manifestei minha indignação, diante do artigo assinado por renomado jornalista, até hoje colaborando com o mesmo jornal. Por esse motivo tinha a certeza de que o diário não iria publicar meu comentário (minha revolta), porém, creio que os responsáveis por este setor, deviam concordar comigo, daí a publicação. Depois dessa inserção, comecei a receber e-mails me ofendendo e defendendo o jornalista, em uma clara demonstração de textualizadas por ele mesmo, recorrendo a um pseudômio. Ocorreu o seguinte:
 
Em 2006, no final da Copa daquele ano, a Itália foi campeã, e recebeu desse jornalista, um extenso artigo sobre o jogo com a França, estendendo sua raiva e seu ódio contra os italianos, em uma demonstração de pobreza espiritual sem precedentes, demonstrando sua ojeriza por todos os descendentes e tudo o que se relaciona com italianos.
 
Logo no título do malfadado artigo, vinha a primeira “tijolada”: “Foi uma “vitória de pirlo”. No subtítulo: “O craque francês, o guerreiro inimigo, ofuscou a conquista imerecida da Itália. Grande Zizou!”
 
Conta sobre a história romana onde foi mencionada a frase “Vitória de Pirlo”, fazendo um paralelo com a conquista italiana. Não vou aqui repetir o artigo completo, mas apenas destacar sua raiva em cima de Materazzi, que levou a cabeçada de Zidane. Mencionou o romance de Albert Camus, “O Estrangeiro”. Continua com menções pouco lisonjeiras a respeito do italiano em geral, do futebol em fim, uma xingação sem nenhum sentido. Fiquei aborrecido com o que li e me propus a mandar um texto a respeito, sabendo de antemão que não seria publicado (mas foi...).
 
Em 18/07/2006, mandei ao “Estado de São Paulo”, o seguinte texto:
“Discordo do texto ‘Foi uma vitória de Pirlo’ (16/07/06), do Sr. Sergio Augusto, recheado de insultos aos italianos, e recorrendo a literatura de Camus – onde o personagem Meursault mata, sem razão aparente, um árabe – para justificar a cabeçada de Zidane. Se nada entende de futebol, por que se mete a falar do assunto? Para ele, italianos são os maiores monstros do futebol europeu, enquanto franceses, ingleses, espanhóis e alemães são as elites dos intocáveis. Será que foi por ter a Itália cometido o sacrilégio de ganhar a Copa do Mundo de Futebol? Pode ser... Pena que o Sr. Sergio Augusto não teve a oportunidade de ler, antes de escrever seu texto, o do filósofo e escritor Bernard-Henri Lévy "A insurreição do homem contra o santo", na mesma página. Um texto limpo, digno de ser analisado, apreciado com o interesse de quem quer aprender a estudar melhor comportamentos humanos, sem recorrer a insultos baratos e preconceituosos. “
 
Tem mais...
E-mail: modesto.laruccia@hotmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 16/06/2014

Parabéns Modesto por essa resposta ao pé da letra ao jornalista em pauta, do qual eu nem vou citar o nome para não divulgar o mesmo aqui no SPMC e torna-lo famoso no mundo inteiro. Concordo plenamente com você com respeito aos Italianos, mas confesso que se fosse assistir e torcer nessa copa, coisa que não estou fazendo, seria para o Brasil kkk. Abraços.

Enviado por Arthur Miranda (Tutu) - 27.miranda@gmail.com
Publicado em 13/06/2014

Modesto my brother eu sou como voce nao deixo para ninguem falar por mim eu nunca mando recados eu vou la e descasco a batata . Voce fez muito bem

embora as vezes vewm a retaliacao . Lembro quando assinava a revista Veja antes da era da Internet eu sempre mandava cartas para a redacao quando nao concordava com algum assunto tive algumas cartas publicadas , mas lembro de uma que recebi muita retaliacao , foi quando em 2001 os terroristas derrubaram as torres gemeas em New York . E no meu protesto quanto ao barbaro ato em que morreram mais de 3000 inocentes de inumeras nacionalidades inclusive brasileiros quando me declarava brasileiro de nascimento americano naturalizado , ouvi tantos desaforos que alguns tive que responder a altura. Parabens pela cronica e aguardamos os proximos. Abracos Felix

Enviado por João Felix - jfvilanova@gmail.com
Publicado em 11/06/2014

Modesto, gostei da defesa que fizeste contra o jornalista que creio foi injusto e preconceituoso contra a Azzurra, que mereceu ser tetra campeão contra os franceses, parabésn,Estan.

Enviado por Estanislau Rybczynski - estan_tec@hotmail.com
Publicado em 11/06/2014

Seu Modesto, acho que o signore foi muito feliz em sua indagação, " Se nada entende de futebol, por que se mete a falar do assunto?", se me permite gostaria de deixar a minha também , "um ato falho ou imperícia dissertada por esse jornalista?". Vou me estender um pouquinho, desculpe-me. Eu,como um admirador do futebol Italiano, não poderia deixar de repudiar as palavras pejorativas contra a Squadra Azzurra e, exaltar o SELETO grupo de craques que compunham aquela extraordinária seleção. Cito vários nomes com uma facilidade absurda... goleiro Gianluigi Buffon, zagueiros Nesta e o capitão Fabio Cannavaro ( Eleito melhor jogador do mundo em 2006, é sim, um ZAGUEIRO), os laterais Zambrotta e Fabio Grosso, no meio-campo, Andrea Pirlo, Gennaro Gattuso, De Rossi, Totti e Del Piero, o primeiro é simplesmente o maior passador de bolas que vi na vida, e no ataque Inzaghi, Gilardino e Luca Toni, uma seleção para se fazer inveja a qualquer outra no mundo! Enfim, não há motivos para depreciar a conquista dessa seleção, você foi muito bem, caro Modesto.

DAI AZZURRA!

João Marcos.

Enviado por João Marcos - jm_promed@hotmail.com
Publicado em 11/06/2014

Corajoso esse meu amigo, quando tem razao briga meesmo.

parabens.abraco.

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 11/06/2014

Modesto, infelizmente a imprensa está coalhada de jornalistas do tipo desse Sérgio Augusto, tenho notado isso nos artigos sôbre o mensalão, sôbre as manifestações de rua, sôbre as ações da polícia, sobre as greves, a maioria deles falam sentados confortávelmente frente aos computadores, não conhecem a realidade das ruas, parabéns pelo texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 10/06/2014

Modesto, meu queridíssimo amigo, como sempre, um texto irreparável e carregado de bom senso. Compactuo com o seu pensamento.

E vamos ganhar essa Copa, mesmo o país fazendo esse mi mi mi todo. Um abraço enorme.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 10/06/2014

Este é o Modesto que eu conheço e admiro. Velho, culto e, vez ou outra, rabugento. Mas verdade seja ressaltada, a sua capacidade ce escrever e muoitos pontos acima da normal. Parabéns Mo!

Enviado por Miguel S. G. Chammas - misagaxa@terra.com.br
« Anterior 1 Próxima »