Leia as Histórias

Categoria - Nossos bairros, nossas vidas O Estadual da Penha! Autor(a): Rafael Andrade Marques Prado - Conheça esse autor
História publicada em 24/05/2007
Vou falar um pouco por aqui do Instituto de Educação Estadual Nossa Senhora da Penha, trata-se de homenagear aquela que nos bons tempos do ensino público era uma das mais afamadas e categorizadas escolas públicas da zona Leste de São Paulo.
A escola foi inaugurada nos anos 50 e tinha uma bela e arrojada arquitetura, quadras de esporte, auditório e até uma piscina que lá por meados dos anos 60 já estava desativada, e que usávamos para jogar... futebol... (era proibido!!!!!). Fica na Rua Padre Benedito de Camargo, paralela a Avenida Penha de França, a avenida central da Penha. Entrei no "Estadual" em 1968, naquela leva que o exame de admissão ao antigo ginasial ao ser flexibilizado permitiu um ingresso em massa das classes médias (e nem tão médias assim!) no ensino público, infelizmente para o ensino em geral esse foi um marco que de certa forma, entre outras "n" causas, infelizmente marcou o início da decadência do ensino público.
De qualquer forma eu não reclamo desse fato, agradeço a oportunidade de ter construído minha vida pessoal e profissional tendo como base essa maravilhosa escola, pois lá havia grandes profissionais do ensino e seres humanos maravilhosos de grande caráter, como esquecer os amigos ,os professores queridos, citando apenas alguns mais presentes no meu quadro da memória, Joãozinho e Neidy (Matemática), Guzzi (Educação Fisica), Baptista Rondino (Geografia),Renaldo Gardenghi(Contabilidade),Avelina (Português), Professor Campelo (Inglês) nosso amado "teacher", e tantos outros que sempre lembro ao rever os amigos que estudaram entre os anos de 1968 a 1975 nessa verdadeira escola de vida!
O meu carinho a essa escola, ao meu velho bairro da Penha, e sempre, a cada dia lembrando os versos do brilhante Doutor Professor Adolpho de Vasconcelos Noronha, um de nossos grandes Diretores, no refrão do Hino do "Estadual da Penha":

"Instituto de Educação, meu vergel de amor e saber,
onde o meu coração aprende a cantar, a sorrir, a viver"....

Que o Estadual seja resgatado e sempre reconhecido, não só em sua arquitetura conforme projeto atualmente divulgado no bairro, mas, sobretudo em sua capacidade de formar cidadãos, gerar cultura e preservar o conhecimento como força motriz de nossa Sampa e de nosso grande Brasil!

Rafael, com muito orgulho de ter sido um aluno do "Estadual da Penha".

e-mail do autor: reaprado@yahoo.com.br E-mail: reaprado@yahoo.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 10/04/2013 Olá Décio que maravilha as suas lembranças. Eu participei deste grupo tbem. Era conhecido por Roseira. Abcs fraternos a todos. Luiz Enviado por Luiz Antonio Alves Filho - luiz@alves.tv.br
Publicado em 26/10/2012 Ah! Que saudades do estadual da penha. estudei ali de 1957 a 1962, com os amigos Rubens Moncon, Cláudio Calegari, Hiroshi, José Luiz Caminha, Roberto Mantovani, Vander Lopes Cardoso, Antonio Carlos Bruno, Antonio Carlos Baz, Marco Antonio Fraissait, Carlos Alberto Leistner, Luiz Issa Pedro, Newton Bittencourt, Sérgio Carrera, e tantos outros. Por onde andam voces? Enviado por Décio dos Santos Mattos - mattos46@yahoo.com.br
Publicado em 26/10/2012 Eu morava no Tatuapé e usava o bonde como condução. Fiquei feliz por poder relembrar com muita saudades do Estadual da Penha, onde estudei de 1957 a 1963, tendo como companheiros Cláudio Calegari, Vander Lopes Cardoso, José Luiz Caminha, Newton Bittencourt, Sérgio Carrera, Hiroshi, Carlos Alberto Leistner, Luiz Carlos (que morava na rua do colégio), Rubens Moncon Ramponi (meu primo de 2º gráu), Antonio Carlos Bruno, Antonio Carlos Baz, Marco Antonio Fraissait (o bossa nova), Nilo (que tapava a prova para a gente não copiar), Carlos Alberto Calderon, Luiz Issa Pedro (que usava aparelho na perna e jogava como goleiro), Roberto Mantovani, Osmar e Carlinhos (andavam sempre juntos), entre outros. Quantas vezes a gente cabulava aula para ir ao Cine Penha Palace, ao Toy-Bar com as garotas do Colégio. Já são passados 50 anos.Tempo bom aquele! As brigas no Largo da Penha com os alunos do Ateneu Ruy Barbosa. Por onde andam vocês? Enviado por Décio dos Santos Mattos - mattos46@yahoo.com.br
Publicado em 11/10/2012 FIQUEI SUPER FELIZ EM PODER COMPARTILHAR UM POUCO, COM TODOS VCS, SOBRE A EDUCAÇÃO QUE TÍNHAMOS NESTA ÉPOCA. ESTUDEI NESTA ESCOLA DESDE 66 À 1976 APROXIMA/E DE ONDE SAI PARA COMPLETAR MEUS ESTUDOS NO COLÉGIO LAVOISIER. TENHO SAUDADES DA ÉPOCA DE PRIMÁRIO, COM ADIRETORA DONA LÉA E PROF. NILO E AS PROFESSORAS, DONA EDITH, DONA LÉA, DONA LYDIA ABDALLA MASHKI (MINHA QUERIDA MÃEZINHA), MARIA APARECIDA, DONA MATILDE,ENTRE OUTRAS NO PRIMÁRIO E NO GINÁSIO, MIEKO DE MATEMÁTICA, ETC..MATENHAM CONTATO Enviado por JOSÉ EDUARDO MASHKI - mackpaper@hotmail.com
Publicado em 27/08/2012 Prezado Jose R. Passos
Um dia encontrei o telefone dela na cidade de Santa Izabel onde mora com uma filha, com quem falei, depois perdi o contato e o telefone perdi.
Abs
Missao
Enviado por Masayuki Missao - mmissao@gmail.com
Publicado em 05/08/2012 Caro Rafael! talvez vc não me conheça porque iniciei em 76, lecionei geografia. Os profs. Joazinho, neydy, ronrono, renaldo, foram meus companheiros. Bons tempos! Hoje leciono na Uninove e sou prof. De metodologia cientifica e de história da educação .
Responda no meu email se recebeu esta mensagem
Abraços saudosos!
Takao
Enviado por Takao hano - P.takao@uol.com.br
Publicado em 27/11/2011 estudei no estadual entre 1967 á 1971, quanta saudades, gostaria de saber como encontrar ex alunos e resgatar um pouco dessa época tão feliz que passamos juntos Enviado por sandra capitani - sandramin@ig.com.br
Publicado em 29/09/2010 É gratificante ler todos esses comentários sobre esse tema maravilhoso que é o Estadual da Penha, obrigado a todos que comentaram e acrescentaram suas belas palavras á mística e a magia dessa Escola de Vida, e que o Estadual viva para sempre em nossa memória e corações, e ali na Penha sempre formando novos cidadãos para nossa grande Sampa e para o nosso Brasil!!! Enviado por Rafael Prado - reaprado@yahoo.com.br
Publicado em 24/08/2010 O relato do Rafael e os comentários me fizeram reviver momentos inesquecíveis. Guardo comigo o aprendizado que adquiri no convívio, no Estadual, com professores e amigos. Gostaria de poder encontrá-los. Por onde andam Shimada, Mergulhão, Celso, Ângela, Lúcia, Selma, Baratelli, Milton, Orfeu, Mauri, Pavão, Jongue etc?
Obrigado Rafael, por trazer à tona essas recordações.
Enviado por José Cerdán Galves Júnior - jcgalves@gmail.com
Publicado em 20/06/2010 Bela historia, sou aluno do Estadual da Penha e posso te contar Rafael, o colégio não mudou praticamente nada, a minha turma é otima e a escola esta voltando a ser ao que era antes, em setembro de 2010 o teatro que acaba de ser restaurado vai ter a sua glória devolvida com a reinauguração. Enviado por Gustavo - gustavocapelo@yahoo.com.br