Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Radial Leste... Padrão Fifa Autor(a): João Felix - Conheça esse autor
História publicada em 09/06/2014
Li o outro dia uma reportagem sobre a Radial Leste e me vem na memória o tempo em que no nosso bairro ela só era um projeto, assim como a 23 de Maio, do saudoso Prefeito Prestes Maia, dos anos 40. A única diferença era que o projeto da 23 de Maio. Ficava em um vale inabitado que desde a esquina da Rua Santo Amaro até o Ibirapuera só existiam chácaras. Ao contrário da Radial Leste, que eram residências por quase todo o seu trajeto principalmente no Brás, na Mooca e  no Belém, chegando até no Tatuapé.
 
E quando chegava à Rua Antonio de Barros e Estrada do Carrão, já existia a Avenida Conde de Frontin, que ia até a estação de Vila Matilde, onde ficava a chamada curva da morte, assim chamada por muitos acidentes que essa rua provocava, pois era uma ladeira curta, mas perigosa e que levava na continuação a Artur Alvim e a Itaquera. Essa avenida era toda pavimentada com paralepipedos, paralela com a linha ferroviária Central do Brasil.
 
Lembro quando se iniciaram as demolições dos velhos casarões, muitos que tinham passado de geração a geração até desaparecerem dando lugar ao desenvolvimento.
 
Houve casos de gente que morreu de tristeza, velhos imigrantes que com muito trabalho conseguiram um lugar próprio para morar ou desenvolver seu comércio como bares, padarias, restaurantes. Isso sem contar que alguns anos depois surgiram as desapropriações para dar lugar ao metrô provocando os mesmos dramas, mas isso é outra história. Eu usava a Rua Placidina travessa da Visconde Parnaíba, para ir ao Cine Roma com a Lourdes, minha noiva. O cinema já tinha sido construído com duas entradas: uma do lado da rua que passava por lá, onde ficava a tecelagem de nome Labor - não lembro o nome que um lado da rua acabou dando lugar a Alcântara Machado ou Radial Leste. E a outra entrada era na Rua da Mooca, onde estava a bilheteria.
 
Usávamos uma viela para chegar à entrada da Mooca e só depois da inauguração da primeira fase da avenida que ia até a Rua dos Trilhos é que abriram a bilheteria do lado da Radial. Essa parte foi inaugurada com a construção do viaduto por cima da estrada de ferro Santos Jundiaí, atravessava-se o viaduto e se usava a Rua dos Trilhos como opção. Só depois de muito tempo inauguram uma extensão que chegava ao Tatuapé. Aliás, na nossa terra a gente faz um pouco e deixa o resto para depois. Foi como agora durante a Copa deixaram tudo para a última hora e será provável que iremos fazer papelão no fim com obras inacabadas. Mas voltando ao conceito da Radial, lembro que quando taxista em São Paulo nos anos 50, não era fácil ir para a Zona Leste de transporte coletivo, pois não havia opções. Eram só as Avenidas Rangel Pestana, com as porteiras do Brás e a Celso Garcia até a Penha, e todos os bairros da Zona Leste. Tanto é que a maioria dos ônibus que iam para todos aqueles bairros saiam ou da Antonio de Barros, onde estava o começo da Avenida Conde Frontim, para Vila Carrão, Itaquera, etc. ou saiam da Rua Guaiauna para Vila Esperança, Vila Matilde Artur Alvim, que também eram servidas pelo trem da Central do Brasil que saia da estação do Brás. Esses ônibus não iam até o Centro para assim desafogar o transito nessas duas avenidas.
 
Então para uma zona tão populosa como é a Zona Leste hoje com quase quatro milhões de habitantes (isso é, população maior que de muitos pequenos países da América Latina).
 
Portanto a construção da Radial Leste era vista já nos anos 40 pelo visionário Prefeito Prestes Maia como uma necessidade para a cidade de São Paulo.
 
A obra de uns 10 kilometros até a Vila Matilde só foram concluídos muitos anos depois, eu nem vi a inauguração, pois deixei São Paulo em 1965. Mas pelo menos foi concluída hoje até a o bairro de Itaquera que dentro em breve será vista pelo mundo futebolístico, com o jogo de abertura da Copa do Mundo. Infelizmente não acredito que ela irá resolver o caso do trafégo que com certeza será imenso. E isso não e caso só da Zona Leste, porque isso acontece sempre em todos os lugares do mundo, onde jogos importantes são praticados. Há pouco tempo, quando o Brasil jogou o ultimo amistoso de 2013 contra a Honduras nos 5 x 0 aqui em Miami, ficamos parados no tráfego que era intenso no caminho do estádio. Chegamos aos nossos assentos com o jogo quase começando. Isso acontece no Brasil, na África do Sul, em Paris, no Morumbi (onde se tem que estacionar pelas ruas comandadas pelos flanelinhas). Em Pasadena, na Califórnia, onde foi disputada a final de 94, aliás, meus filhos ficaram parados na estrada e tiveram que parar o carro a milhas de distância do estádio, e quando chegaram ao estádio caminhando, o jogo já havia começado. Eu estava lá e não tive coragem de ir ao estádio (ainda bem que não fui com aquele jogo tão emocionante). Lembro que na semifinal, contra a Suécia fui e tivemos o mesmo problema com o tráfego (e isto aqui é primeiro mundo).  Portanto não esperem tráfego livre e sem problemas, pois isso vai acontecer e com certeza vão culpar os corintianos.
 
Por falta de sinalização não vai ser, porque pelo que venho acompanhando já apelidaram a dita cuja de “Radial Leste Padrão Fifa”, pois a via esta sendo toda sinalizada.
 
Vamos fazer um pensamento positivo para que tudo saia bem. Que o Brasil seja campeão e que não fiquemos envergonhados com as falhas que certamente acontecerão, mas como disse, isso acontece em todas as Copas. “Pra frente Brasil”, agora não com 90 milhões em ação mas 194 milhões torcendo pelo futebol brasileiro! Nunca esquecendo que o verdadeiro protesto está nas mãos desses 194 milhões de habitantes e que a grande maioria poderá se vingar dos maus políticos democraticamente, votando com a consciência e penalizando os que inflacionaram os estádios em tantos milhões de reais e estão causando “entre aspas” esses protestos com depredações, saques e abusos, por um determinado número de indivíduos que não tem nada a ver com a Copa e que estão tentando com que o povo brasileiro torça contra a seleção do Brasil.
 
Todos temos o direito constitucional de protestar. Mas sempre dentro dos nossos direitos e pacificamente. E não esqueçam este e um ano de eleição. Aí é que temos que mostrar onde está a nossa força: “no voto”!
E-mail: jfvilanova@gmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 16/06/2014

caro João Felix, eu sou da ZL, nasci e fui criado no tatuapé,joguei nos campos existentes que haviam no meio das fabricas no belenzinho...quando foi feita a desapropriação dos barracões no valor inicial de 40 milhões de cruzeiros (dinheiro da época) e que como o "padrão fifa"...foi colocado apenas um zero na frente na hora da negociação....e não era ano de copa do mundo,abraço Beira

Enviado por José Camargo Beira - josebeira@hotmail.com
Publicado em 13/06/2014

Obrigado aos amigos pelos comentarios.Sempre prestigiando e nos incentivando para continuar escrevendo embora nem tudo e aprovado e publicado pelo Site sem com isso querer reprovar o motivo que os levam a isso.A D. Luiza Helena nao nasci em Artur Alvim mas nos anos 40 eu aos domingos acompanhava meu avo ate a Vila Matilde . e iamos caminhando ate o lado de Artur Alvim. A minha querida amiga Vera Moratta leia um texto publicado em 21-12-2011 Um presente de Natal para o Bairro do Bras , e se voce nunca tinha ouvido falar nas porteiras voce com certeza vai gostar do texto pois e historico (para mim)Abracos a todos .Felix

Enviado por João Felix - jfvilanova@gmail.com
Publicado em 11/06/2014

Memória extraordinária, fratelo, que bela retrospectiva sobre a construção da Radial Leste, com menções empolgantes e com detalhes impressionantes, fazendo vibrar nossos corações por conhecer-mos todos os pontos mencionados. Trabalho de fôlego, Johnny, elborado com dedicação e amor. Parabéns, Felix e um forte abraço.

Laruccia

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 11/06/2014

Sr Felix, espero que o Brasil ganhe,para compensar tanto investimento,alias gostaria de saber quem vai pagar tudo isso...

Espero tambem que na proxima eleicao as coisas melhorem porque do jeito que esta, nao da mais.abraco

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 10/06/2014

SR.JOÃO,o sr.morou em ARTHUR ALVIM??como nascí naquele bairro talvez já fomos vizinhos????

Enviado por Luzia Helena Junqueira - luziahelena030746@gmail.com
Publicado em 10/06/2014

João, gostei muito do seu texto e, honestamente, eu nunca tinha ouvido falar nas porteiras que você citou. Achei ótimo. Mas quanto ao voto, meu querido João, o Brasil foi o único a colocar o Estado presente quando da crise que se iniciou em 2008 e o país não afundou como Espanha e Grécia por conta disso. Pena que a sociedade seja cega o suficiente para apenas criticar. Quanto à Copa, que traga benefícios e que saiamos vitoriosos nessa empreitada e em centenas de outras! Um abraço.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 10/06/2014

As transformações da cidade de São Paulo, como você mesmo expõe, nunca respeitou àqueles que deram "vida" a região, desenvolveram com grandes dificuldades e foram "despejados" de seus sonhos, por uma falta de planejamento de desenvolvimento local. Agora novamente se expande para a região os interesses do "padrão FIFA", esperemos que o legado seja realmente para o bem estar da população como um todo.

Enviado por Carlos Fatorelli - cafatorelli@gmail.com
Publicado em 09/06/2014

Félix, os problemas de São Paulo são cronicos, a coisa já vem de longe pois a cidade cresceu mas os administradores não acompanharam e agora na Copa estão fazendo tudo correndo, parabéns pelo texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 09/06/2014

Pois é Felix, São Paulo já teve Prefeito de visão, pena que não exista mais, mas louve-se o projeto para zona Leste, com avenidas algumas industrias e agora com o Estadio do Timão, metro, trem,Shoppings, grandes condominios do CDHU,ligação airton Senna com Itaquera, creio que a balança vai pender um pouco para aquela região tão carente, parabéns,Estan.

Enviado por Estanislau Rybczynski - estan_tec@hotmail.com
Publicado em 09/06/2014

FELIX,nao adianta falar que a nossa força esta no voto,

o povo não aprende,dizem que a dilma vai ganhar no primeiro turno.

o BRASIL< NUNCA TEVE TANTA CORRUPÇAO COMO AGORA< COM O PT.

Enviado por João Cláudio Capasso - jccapasso2@hotmail.com
« Anterior 1 Próxima »