Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares O nascimento de um bairro, a falência de um banco Autor(a): Benedita Alves dos Anjos - Conheça esse autor
História publicada em 15/05/2014
Olho pela janela, manhã de maio... Tudo é tão calmo, a alma está quieta, à espera...
 
Mas o pensamento não para porque ele é o meu alento, pensar, pensar, pensar, nos dias passados, nas lutas pela sobrevivência.
 
E hoje irei escrever (disse que não escreveria mais porque já havia atingido minha meta, mas irei adiante até quando este site sair do ar novamente).
 
O banco estava na Av. Angélica, mas havia um alvoroço porque estavam construindo um complexo empresarial em Alfaville.
 
E na primeira vez que fomos ver não fiquei encantada como os meus colegas, apenas fiquei desanimada porque a distância era maior ainda.
 
E quando para lá o Banco Comind mudou, havia um ônibus para nos apanhar, eu pegava na Av. São João, e quando os funcionários já estavam acomodados íamos embora.
 
Eu tinha uma preguiça danada quando dava 6h da tarde, vendo “Gini é um gênio", cansada do dia, porque quando se trabalha à noite o corpo já está cansado, uma vontade de largar tudo, mas tinha muito a perder.
 
E ia arrastando as chinelas, como dizia minha mãe. E na madrugada, o sono pegava feio, ia ao toalete lavar o rosto e voltar para a sessão.
 
Nas férias ia para São Vicente ou para Valinhos descansar.
 
Então o banco faliu, não tenho saudades daquele tempo, mas eu venci, aliás, vencer desafios é comigo mesmo...
 
E-mail: dosanjos81@gmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 23/05/2014

É mesmo querida Julia, com Ele venceremos.

Eu tenho fé, até agora Ele me sustentou.

Não deixou que meus pés vacilassem, e não deixará.

Não sou poetisa, uma vez declamando uma poesia numa livraria, as pessoas pararam de olhar os livros e olharam pra mim, disse thau e sai correndo.Bjos

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 22/05/2014

Parabéns, Benê, fico feliz que retomou a sua vida de autora, vc já é uma de nossas poetisas aqui do site então continue, continue e espero que o site também continue sempre conosco. Também me alegro que não há nada de grave com seus exames e em nome de Jesus, vamos agradecer mais esta vitória.

Beijos.

Enviado por Julia Poggetti Fernandes Gil - gibajuba@yahoo.com.br
Publicado em 19/05/2014

Wal não foi apagado.

De qualquer jeito obrigada de novo.

bjos

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 19/05/2014

Querida Benê,as vezes volto atrás nas histórias para ler algum comentário mais demorado ou feito depois de alguns dias,e me deparei surprendentemente que o meu nesta sua história foi apagado...Lembro que comentei que eu morei em Alphaville onde o Banco que voce trabalhava foi transferido e que eu fazia o caminho inverso para vir a São Paulo e também falei que isto só era possível porque o trânsito na Marginal e na Castelo Branco nos deixava,e que hoje em dia seria impossível,pois se gasta duas horas para ir e duas para voltar,isso se não tiver nehum acidente,senão tudo para e ninguém anda... (aceite meu comentário novamente)

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 17/05/2014

Dos Anjos, grato pelo convite, quem sabe um dia visito a sua cidade de Piracaia, mas já passei muito por ai quando viajava quando trabalhava em vendas, Estan.

Enviado por Estanislau Rybczynski - estan_tec@hotmail.com
Publicado em 16/05/2014

Carlos meu cp éstá ruim, mas vc não publicou sobre José de Anchieta mais.

Você é um grande historiador.

abraço

E banco suga o sangue da gente, pode crer.Tenho paúra até hoje de entrar em banco.

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 16/05/2014

Meu caro amigo Arthur, sabe, a nossa fé não se deixa abalar agora principalmente, minha filha está chegando a alegria é tão grande quase nem tenho dormido.

S e todas as mães soubessem...

VOCÊ JÁ PAROU PRA ADMIRAR,

UMA BORBOLETA POUSANDO NA FLOR,

OU UM BEIJA-FLOR PAIRANDO NO AR?

VOCÊ JÁ DISSE PRO SEU FILHO

QUE ELE É A COISA MAIS IMPORTANTE

QUE É MAIS QUE UM DIAMANTE

QUE UM GARIMPEIRO POSSA ACHAR?

(POIS É)

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 16/05/2014

Meus caros amigos; hoje estou feliz.

Em primeiro lugar porque tenho vocês para compartilhar minha vida.

Em segundo, porque estou esperando minha.

Em terceiro porque meus exames, pelos quais perdi noites de sono, não detectaram nada grave, pelo menos por enquanto...Tenho ultrassonografia por fazer,mas Deus é GRANDE.

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 15/05/2014

Benedita, nem pense em parar de escrever! seus textos são maravilhosos e retratam a sua força interior, continue assim, parabéns.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 15/05/2014

As manhãs de maio, geralmente são lindas, e agora ficaram mais lindas porque você desistiu de desistir e vai continuar escrevendo para a gente ler. muito bom para todos nós vencedora.

Enviado por Marcos Aurelio Loureiro - marcoslur_ti@yahoo.com.br