Leia as Histórias

Categoria - São Paulo da cultura, gastronomia, lazer e oportunidades TBC Assobrado...Galileu e as estrelinhas... Autor(a): Rafael Andrade Marques Prado - Conheça esse autor
História publicada em 13/05/2007
Essa é dos anos 80, fui assistir a uma peça no TBC assobradado lá na Major Diogo, era um peça sobre Galileu Galilei, com a Ester Góes e o Renato Borghi, um dueto de dois atores fabulosos, verdadeiras estrelas de nosso teatro representando as dificuldades do sábio Galileu em impor suas teorias teocêntricas aos homens da igreja da época pouco pós medieval...
Bem o teatro era pequeno, uma sala meio que adaptada no velho TBC, fiquei na primeira fila..., era gargarejo mesmo... a uns dois passos dos atores...e a umas três cadeiras de mim na mesma fila havia um espectador estranho que a medida que a peça avançava ia esvaziando seus bolsos... desabotoando a camisa e ficando bem a vontade... até que o Renato Borghi perdeu a paciência e disse:..."amigo assim não é possível, se o senhor não ficar quieto vamos parar de representar...".
O cara até se aquietou por um tempo... até que em uma fala Borghi/Galileu disse para o Papa/Ester Góes......"veja aquelas estrelinhas tão distantes..."
Foi aí que o figura acendeu o isqueiro... e o tempo fechou... ao ser colocado pra fora do teatro o cara dizia bem tristinho e contrito..."a luz é das estrelinhas...", mas não teve jeito nem desculpa, embora a máxima de Galileu seja "e ela ainda se move" para a nossa velha terra, quem se moveu pra fora do teatro foi o indesejável espectador com a ajuda é claro de alguns seguranças.
Essa história registra um fato engraçado ocorrido comigo, mas valho-me da ocasião para lembrar que São Paulo com seus teatros, em especial os do tradicional Bixiga, sempre foi pioneira e pródiga nesse tipo de arte... Aqui em Sampa conta-se em grande parte a história do teatro brasileiro...TBC, Teatro de Arena...e outros inúmeros palcos onde atuaram grandes atores que nunca poderemos esquecer, entre eles Procópio Ferreira, Zienbinsky, Sergio Cardoso, Nídia Lícia, Paulo Autran, Raul Cortez, Fernanda Montenegro... apenas para citar alguns dos maiores e geniais, é um orgulho muito grande saber que nossa Metróple abrigou e abrigará a arte de nossos superlativos atores e atrizes teatrais...Viva o Teatro, Viva o Cinema e acima de tudo viva SAMPA!!!!!!!Sempre!!!!! Forever!!!!!!!!!Rafael.

e-mail do autor: reaprado@yahoo.com.br E-mail: reaprado@yahoo.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 28/05/2007 O Rafael, voce me fez lembrar do TBC quando o teatro tinha sessões de terça a domingo. E num,a terça dessas estive no TBC para assistir a peça "Gigantes da Montanha" de Pirandello.
Ah meu Deus, como a cidade e a cultura decaiu tanto !
Enviado por Mauro Souza - ml_souza@terra.com.br
Publicado em 13/05/2007 Belo caso, Rafael. Mesmo Galileu, que sofreu horrores com a inquisição, não pôde aturar mais o sacrílego espectador...muito bom ! Enviado por Luiz Simões Saidenberg - saidenberg@ajato.com.br
Publicado em 13/05/2007 Rafel, lendo o seu texto ja estava rindo aqui. falando do cara do isqueiro, lembrei da turma da pesada da Vila Olimpia, que ir no Cine Radar, e botava os dois pés no encosto da poltrona da frente. Tinha dia que algum espectador desavisado chegava e sentava . Ao se jogar na poltrona na base do, vai que é mole. o descuidado batia com a nuca no sapato do espirito de porco. Enviado por MARIO LOPOMO - mlopomo@uol.com.br
« Anterior 1 Próxima »