Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares As histórias do Parque Trianon Autor(a): João Cláudio Capasso - Conheça esse autor
História publicada em 26/02/2014
Eu nasci em 1940, em São Paulo, na Rua da Consolação. Aos dez anos eu já conhecia e frequentava o Parque Trianon, na Av. Paulista; era normal na época as crianças irem brincar no parque; íamos nas balanças, brincar na areia, correr pelas ruas do parque, enfim, era um enorme “playground” para as crianças que moravam próximo ao Parque Trianon.
 
Foi em 1960 que a história do parque começou a ser mudada para um parque misterioso; pela entrada da Av. Paulista ficavam vários carrinhos de pipocas, doces, vendedores de balões, etc., ficavam até altas horas da noite vendendo de tudo.
 
Foi aí que os cafetões e as prostitutas passaram a fazer ponto na avenida. Começava a folia às 8h da noite e varava a madrugada até às 6h da manhã.
 
Depois das 8h, era difícil ver uma família passeando pela calçada do Parque Trianon, a polícia começou as patrulhas nas imediações do parque, e começava as brigas com os cafetões e as prostitutas.
 
Elas levavam os clientes para dentro do parque para fazer os programas, antigamente o parque era totalmente aberto.
 
Houve vários assassinatos dentro do parque, muitos nunca foram esclarecidos. O parque até 1985 tornou-se um local muito perigoso. O maior assassino de homossexual agia no Parque Trianon, o qual conhecia suas vítimas; matou mais de dez homossexuais, ele morreu na cadeia de AIDS.
 
Inclusive o assassinato do empresário dono do perfume Rastro, ele foi morto a tesouradas por garotos de programa no Parque Trianon e depois levado para São Bernardo e jogado em uma vala onde o corpo foi encontrado; foi um parque de muitas histórias misteriosas, curioso que a impressa nunca noticiou os acontecimentos.
 
Eu sei o que estou escrevendo porque fui vizinho do parque por mais de 30 anos, hoje o parque está todo fechado com grades e fica aberto até as 20, depois fecha para o público; é mais uma história da Av. Paulista, a mais conhecida do mundo, também teve o seu lado negro da história, espero que o site SPMC publique esse texto interessante, porque muitas pessoas desconheciam a história do Parque Trianon.
 
Enfim, mais uma história da cidade grande.
E-mail: jccapasso2@hotmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 06/03/2014

Verdade, não conhecia estes fatos ocorridos no Parque Trianon, que até então tinha-o como um dos mais glamourosos de Sampa.

Enviado por Julia Poggetti Fernandes Gil - gibajuba@yahoo.com.br
Publicado em 02/03/2014

Capasso, eu sou das pessoas que desconhecia os perigos do parque inclusive os assassinatos.Como pode um lugar se transformar tanto assim...o que era doce se acabou.Um abraço.

Enviado por Margarida Pedroso Peramezza - margaridaperamezza@gmail.com
Publicado em 01/03/2014

Muito bom seu texto Capasso embora a nota seja triste. Nesse tempo havia prostitutas e cafetões em número grande, até os filmes com Jace Valadão (?) transmitiam esses personagens. Obscuros tempos. Sobre assassinatos vc me fez lembrar do Bandido da Luz Vermelha, que virou filme na produção do catarinense Rogério Sganzerla. Tenho este filme em DVD. Parabéns amigo.

Enviado por Clesio de Luca - clesiodeluca@yahoo.com.br
Publicado em 28/02/2014

Bem descrita sua narrativa, Capasso, era isso mesmo o Trianon, eu o conhecí, também nessa época. Naquele tempo esta parte da cidade era bem mais calma e não se vislumbrava um futuro império econômico que se transformou. Parabéns, João Claudio.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 26/02/2014

Eu não sabia dessas histórias macabras do Parque Trianon, parecia um lugar tão acolhedor.

abraço

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
« Anterior 1 Próxima »