Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Uma vida dedicada à saúde Autor(a): Julia Poggetti Fernandes Gil - Conheça esse autor
História publicada em 15/01/2014

Minha irmã L. dedicou toda sua vida à saúde, entrou em um curso de Química em Botucatu, mas abandonou-o para prestar vestibular em Medicina, conseguiu se formar em Marília, com muito esforço de toda a nossa família e principalmente dela.

 

Voltou para São Paulo e trabalhou em vários hospitais, inicialmente como plantonista. Depois de mais ou menos dois anos montou seu primeiro consultório na Rua 2 de Julho, no Ipiranga.

 

Saiu de lá e mudou-se para outro consultório também no Ipiranga em um prédio na Rua Vergueiro, acima do Supermercado Santa Terezinha, até poder comprar seu próprio consultório na Rua Bom Pastor, Ipiranga.

 

Foi minha irmã quem fez os partos de meus filhos, se especializou em Ginecologia e Obstetrícia e depois fez mais uma especialização em Homeopatia. Meus filhos nasceram no Hospital João XXIII na Mooca. Tenho muita gratidão por tudo que ela fez por nós.

 

Passou em um concurso da Prefeitura de Mauá e depois em outro da Prefeitura de São Paulo.

 

Todo ano vinha para Ribeirão Preto para a Jornada de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Sinhá Junqueira, se hospedava aqui em casa e foi um tempo muito bom.

 

Dia 15 de dezembro de 2013, eu e uma amiga fomos a São Paulo em uma viagem de bate e volta para nos unir com minha irmã gêmea, meu sobrinho, meus sobrinhos netos e a esposa de meu sobrinho para festejar o Natal, promovido pela instituição.

 

A minha irmã mais velha tem Alzheimer e agora está em uma casa de repouso no Ipiranga.

 

Saí de lá com uma resposta de oração, pensava em trazê-la para Ribeirão, mas foi notória a reação dela ao ver seus netinhos, a única alegria dela agora são aquelas crianças, se viesse para Ribeirão com certeza entraria em profunda depressão, pois a visita deles seria muito mais difícil... Sempre oro pedindo que Deus faça o melhor para ela.

 

Com o Alzheimer e alguma confusão mental, ela diz que passa o dia lá e depois, à noite, vai dormir na casa do pai e da mãe. Foi ela quem ficou com a casa de nossos pais na Rua Itacoarati.

 

Não conhecemos os desígnios de Deus, mas podemos confiar que eles são sempre bons.

E-mail: gibajuba@yahoo.com.br
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 20/01/2014

Uma carreira enternecedora e cheia de graça, Júlia. A determinação imposta por ela mesma é, antes de tudo, o verdadeiro e divino trilha a seguir que L. teve. Parabéns, bonita estória.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 17/01/2014

Nossa julia,voce ja citou sua irmã mais velha em algumas de suas historias,mas eu não imaginava a doença tão precoce dela...Uma médica tão ativa e competente ser pega pelo mal de Alzheimer...confesso que me deixou surpresa e triste. Mas voce faz muito bem em deixar da forma que fique melhor para ela,afinal agora só se pode fazer o possível para deixá-la feliz. Beijos!!!

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 16/01/2014

Os desígnios de Deus são insondáveis, tal a profundidade. Perguntas sem resposta. Aceitar o que não pode ser mudado e ter serenidade. Opinei mas sem esclarecer os mistérios, isso cabe somente ao nosso Deus. Os incrédulos não gostam disso, dizer que o crente na dúvida atribui tudo a Deus, atribuir ao fim e a morte a quem? a natureza? que não distingue corpo humano do de cão? Talvez minhas palavras possam chocar o leitor, não é essa a finalidade e sim o respeito e a solidariedade de uma boa profissional. Parabéns Julia.

Enviado por Clesio de Luca - clesiodeluca@yahoo.com.br
Publicado em 15/01/2014

Julia, temos que confiar e acreditar em Deus, ele sabe o que faz.Linda sua historia, um abraço.

Enviado por Margarida Pedroso Peramezza - margaridaperamezza@gmail.com
Publicado em 15/01/2014

Júlia, minha querida, você tem razão - esforço, dedicação, amor, amizade... mas podemos confiar que os desígnios de Deus são sempre muito bons. Um abraço e parabéns pela linda história de família.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 15/01/2014

A vida é assim mesmo, temos que aprender a conviver com isso para sofrer o minimo possível, mas se isso não for possível nosso bom Deus sabe lidar com o impossível, vamos orar e orar.

Enviado por Arthur Miranda (Tutu) - 27.miranda@gmail.com
Publicado em 15/01/2014

Com certeza Deus quer o melhor para nós, seus filhos.

Aquele bairro é muito bom , ela deve estar feliz, na casa onde morou com os pais.

E os netinhos por perto.

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
« Anterior 1 Próxima »