Leia as Histórias

Categoria - Personagens Marly Marley, uma estrela muito querida Autor(a): Arthur Miranda (Tutu) - Conheça esse autor
História publicada em 16/01/2014
Sincera, amiga, autêntica, personalidade marcante que nunca deixava dúvidas pairando no ar, conselheira e orientadora, assim era o caráter da grande e querida atriz e vedete.
 
Conheci a Marly em 1963, quando ingressei no mundo do teatro de revista, já nos últimos suspiros do mesmo, dois anos depois, em 1965, após a morte do último dos grandes produtores de Revista: o saudoso J. Maia; o gênero acabou de vez. Ainda encenei ao lado dos também saudosos Lilico e a polêmica vedete Wilsa Carla, uma Revista no Teatro Natal, na qual fui premiado como revelação de cômico do ano pela Revista do Rádio, que na época fazia a premiação dos melhores do ano para o artista de teatro e shows noturnos. Esse prêmio eu recebi em uma festa no Palácio Mauá, em São Paulo, das mãos da querida Marly Marley.
 
Depois, em 1967, fui contratado pela TV Bandeirantes, que estava em clima de inauguração, lá voltei a contracenar com a Marly, também uma recém-contratada para os humorísticos da casa. Foi à época que a querida Marly conheceu o humorista e ator Ary Toledo, e com ele se casou vivendo esse longo romance conjugal de quase 46 anos. Com a morte da Marly, morre também uma grande parte da história do teatro de revista paulistano, onde ela imperou como vedete e estrela maior.
 
Descanse em paz, querida companheira, pois nesse momento você já superou essa difícil etapa da existência de todos nós que vivemos nesse mundo.
 
Sua última cortesia para com a minha pessoa foi aceitando um convite meu, compareceu a um encontro das redondas na Pizzaria do Bruno e do Jango, na Freguesia do Ó, onde depois de participar com a gente recebeu carinhosamente nossa homenagem traduzida em flores.
 
Isso depois de passar a tarde inteira na TV Record (na época) gravando o programa do Raul Gil, onde era jurada musical.
 
Assim era a grande Marly Marley. Existe alguma necessidade de falar mais?
 
Marly Marley - 1938 - 2014 - saudades.
 
E-mail: 27.miranda@gmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 21/01/2014

Caro Miranda, se não estou enganado ela foi garota propaganda na antiga TV Tupi, entre outras emissoras de São Paulo; no Teatro Natal, que ficava na Praça Júlio Mesquita, onde algumas vezes frequentei, tive a oportunidade de assistir a um show com ela e a Derci Gonçalves. Que Deus a tenha no lugar que ela merece. Abraço Grassi

Enviado por Roberto Grassi - jr_grassi@yahoo.com.br
Publicado em 20/01/2014

ARTHUR, conheçi a familia da MARLY MARLEI, em 1958,elas moravam no apto;

de uma irma de um amigo,a IZOLDA, na rua da consolaçao era um predio de 3 andares sem elevador.

A IRMA DA MARLY ERA MAIS BONITA, E MAIS CORPO DE VEDETE<

Enviado por João Cláudio Capasso - jccapasso2@hotmail.com
Publicado em 20/01/2014

É verdade, Tutu, lembro dela nas apresentações em teatro de revista. Estas artistas, todas elas devem ter um cantinho no ceu, especial e consagrado somente a elas por se sacrificarem tanto pelos encantamentos de suas participações e, depois ficarem esquecidas e, as vezes com má? fama. Parabéns, Arthur.

Laruccia

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 17/01/2014

Arthur, linda homenagem e que ela descanse em paz.Um abraço.

Enviado por Margarida Pedroso Peramezza - margaridaperamezza@gmail.com
Publicado em 17/01/2014

Eu também senti muito sua morte precoce ,pois ela ainda tinha muito para oferecer ao seus fãs e admiradores...

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 17/01/2014

realmente foi uma pessoa muito boa.

Nunca desprezou calouros, sempre tinha uma palavra de apoio.

Passou por aqui e fez o bem.

Que descanse em paz.

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 17/01/2014

Arthur,com voce estou conhecendo a história dos teatros em revista e os bastidores da TV e que Deus tanha a Marly em seu reino, parabéns.

Enviado por Estanislau Rybczynski - estan_tec@hotmail.com
Publicado em 16/01/2014

Arthur, a gratidão é uma das mais belas virtudes. Parabéns pela sua atitude em homenagear uma amiga especial. Lindo e instigante texto, que me obriga a sempre ter melhores olhos para com aqueles que são, para mim, distantes. Um abraço.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
« Anterior 1 Próxima »