Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Cartão de Natal e boas festas Autor(a): Estanislau Rybczynski - Conheça esse autor
História publicada em 23/12/2013

Não me lembro quando enviei o último cartão de Natal a alguém e creio que a maioria, com certeza, faz tempo também.

 

Certo dia dessa semana, dezembro de 2013, assistindo a uma reportagem pela TV, vi uma reportagem em uma estação de Metrô, onde alguns voluntários estavam incentivando o envio de cartão de boas festas, feliz Natal e Ano Novo para as pessoas que passavam por ali, e com sucesso, pois a maioria das pessoas aceitava escrever para seus parentes e de forma gratuita, achei interessante e pela minha cabeça passou um filme rapidamente de um passado recente, de duas a três décadas.

 

Há quanto tempo não envio um cartão de natal, pensei, creio que foi no início dos anos 1990, quando chegaram os primeiros PCs ou quando se popularizaram e quando criaram os correios eletrônicos e sem querer ou por massificação pela mídia e pela facilidade, ao invés de comprarmos os cartões e envelopes, enviamos as boas festas por e-mail e ainda dava para anexar um cartão virtual e isso se estendeu para aniversários e festas em geral.

 

Lembro-me bem indo às bancas de jornal e livrarias para comprar os cartões e envelopes, preenchíamos e íamos depositar nos correios, tinha até fila para isso.

 

Passados mais alguns anos, creio que por volta de 1970, os Correios lançaram os famosos cartões coloridos com envelopes e a maioria com frases de boas festas já preenchido, era só assinar, fechar e pronto, depositava nas urnas dos Correios.

 

E, da mesma forma, recebíamos todos os dia de dezembro uma carta, ora de amigos, ora de família e íamos depositando na árvore de Natal, às vezes tinha mais cartões que enfeites, tínhamos que por no chão em volta da árvore, junto aos presentes.

 

Era um colorido muito bonito, lindas paisagens, imagens de Papai Noel, Jesus Cristo, muita neve, sinal que éramos bem quisto, não que agora não sejamos, mas parece algo automático, mas mesmo assim é bom receber e transmitir, assim como, por exemplo, é feito nos comentários das histórias do SPMC, demonstra carinho e afeto.

 

Esse fato, já de algum tempo tinha notado, mas esse ano minha esposa recebeu um cartão de Natal da irmã dela de Sorocaba e, como ambas não possuem e-mail, ela foi comprar um cartão para retribuir, foi a uma papelaria e banca de jornal e não encontrou nada, diferentemente de antigamente que tinha aqueles mostruários com centenas de cartões, mas creio que em algum lugar acharemos e ela enviará o cartão.

 

Depois dessa lembrança, esperemos que não seja a extinção de mais um item de nossa história, que é o cartão, portanto, Feliz Natal e Próspero Ano Novo, um chavão, mas com sinceridade e paz em Cristo, pois Natal é dia de Cristo e não de Papai Noel.

 

E-mail: estan_tec@hotmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 27/12/2013

Até hoje os envio aos amigos e parentes e mesmo que não retribuam ou agradeçam eu não desisto deste hábito.

Enviado por Julia Poggetti Fernandes Gil - gibajuba@yahoo.com.br
Publicado em 24/12/2013

Pois é, Estan, fiquemos com o chavão que, sendo o que é, é de coração, homenageando sempre Jesus, o único de nossa devoção.

Pelo andar da carruagem, vamos ter que imprimir as mensagens por e-mails e pendura-las nas arvores, sem colorido algum. Linda sua mensagem, Estan, desejo a vc, neste Natal e todas as benesses deste mundo com um formidável 2014. Um abração.

Myrtes e Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 24/12/2013

Gosto muito de receber cartões de Natal.

Minha filha me manda sempre.

Ainda cultivamos o habito de escrever, palavras carinhosas que guardo no meu baú de recordações.

Boas festas estan.

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 23/12/2013

Estanislau, realmente os cartões de Natal quase não existem mais. Lembro bem de colocarmos os cartões que recebíamos na árvore de Natal, ela ficava linda! Foi muito bom lembrar dos cartões de Natal. Um Feliz Natal pra você e toda sua família.

Enviado por Margarida Pedroso Peramezza - margaridaperamezza@gmail.com
Publicado em 23/12/2013

Muito bem, Estanis. Eu penso como você. Eram muito bonitos os cartões coloridos, com mensagens sentimentais. Há quanto tempo que a gente se habitou a enviar e-mails ou coisa parecida. Os cartões fazem parte da nossa memória,das boas memórias.Um felicíssimo natal para você, familiares e receba o meu abraço afetuoso.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
« Anterior 1 Próxima »