Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Viaduto na Mooca Autor(a): Chico Pascoal - Conheça esse autor
História publicada em 19/09/2013

Tempos atrás, tendo ouvido na mídia que comemorava-se o centenário do nosso querido Adoniran Barbosa, de cabeça compus um samba em sua homenagem. Rascunhei a letra, resmunguei uma melodia e guardei.

No começo deste ano, soube de um festival chamado ExpoSamba, patrocinado pela Rede Globo, e resolvi tirar do saco o velho violão e desenferrujar as juntas dos dedos. Faltava apenas um dia para enviar o vídeo, quando tranquei-me no quarto e dei vida e voz ao samba que transcrevo abaixo (a composição foi uma das escolhidas e eu deveria defendê-la em uma unidade dos CEUs da Prefeitura. Só que não sei por que cargas d'água, direcionaram-me para... Taubaté. Não encarei a viagem e guardei novamente a minha cria).

Bom, espero que gostem, quem quiser ouvi-lo pode acessar o meu blog, onde o disponibilizei: microrelatosdocheeko.blogspot.com.

Viaduto na Mooca - Um Tributo a Adoniran Barbosa, de Chico Pascoal.

“Quando os homes derrubaram a nossa saudosa maloca,

eu, Matogrosso e o Joca fumo procurar um lugar pra nóis morar.

Num baita de um viaduto na Radial Leste, no bairro da Mooca,

da garoa e do frio de São Paulo, nóis viemo se abrigar.

 

Não é lá essas coisas mais já serve.

Deus olha sempre por quem não tem vintém.

Mermo com o barulho dos trem e o vaivém dos automóver,

as coisa se arresorve e nóis ficamos bem.

 

Dá inté pra ir de pé pro Tatuapé – Fazendinha,

assistir os treno do Coringão.

Na vorta nóis cata lata, garrafa pet e papelão.

Já dá pra garantir o mé, a mortandela e o pão.

 

Nóis só tem paúra mesmo é dos fiscal da Prefeitura.

Vai que arguem nos dedura e os homes arresolve vir nos perturbar.

Com ordem de despejo, mandato, meganha, cachorro e viatura.

Se bota nóis de novo no olho da rua, vai ser uma tortura.

 

Não tá fácil não, Zé.

Num tá fácil mesmo.

A coisa tá feia, rapaz,

num tem meio termo.

 

Não tá fácil não, Iracema.

Num tá fácil mesmo.

Mas nóis confia,

Deus dá o remédio conforme o enfermo”.

E-mail: chicopascoal.pinto@gmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 22/11/2013

Muito bom, Chico.

Parabéns.

Tenho certeza que o Adoniran Barbosa iria gostar. Eu acho que você deveria apresentar a música para os Demônios da Garôa.

Enviado por Abilio Macêdo - abilio.macedo@bol.com.br
Publicado em 21/11/2013

Muito bom, Chico.

Parabéns.

Tenho certeza que o Adoniran Barbosa iria gostar. Eu acho que você deveria apresentar a música para os Demônios da Garôa.

Enviado por Abilio Macêdo - abilio.macedo@bol.com.br
Publicado em 21/09/2013

Adorei, você deveria mandar para o filho do falecida Arnaldo dos Demônios da Garoa, que tenho certeza que eles iriam gravar. Parabéns.

Enviado por Arthur Miranda (Tutu) - 27.miranda@gmail.com
Publicado em 20/09/2013

Chico, a letra e boa, porque voce nao procura entrar em contato com algum membro do conjuntos Demonios da Garoa e apresenta esse seu trabalho? fica aqui asugestao, parabens pelo texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 20/09/2013

"Chico, num deu pra i a Taubaté? tava dodoi o sem grana? tão pertinho, Taubaté, dava até pra ir a pé!"

Desculpe a brincadeira, Pascoal, seu sambinha está muito bom, tente entrar em contato coma alguma gravadora ou estes que fazem trabalho de pesquisa. Quem sabe... Parabéns, Chico.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 19/09/2013

Chico, gostei demais porque você foi criativo, produziu um texto inteligente e muito fiel ao pensamento , à realidade e ao linguajar do nosso queridíssimo poeta popular. Vou acessar o yuotube sim. Um grande abraço.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
« Anterior 1 Próxima »