Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares "Garitão apresenta o fenômeno Johnny Mathis” Autor(a): Rubens Rosa - Conheça esse autor
História publicada em 14/02/2013

O Garitão era uma bela casa de shows localizada aí na barra funda, em uma praça (esqueci o nome) no final da Av. Angélica - Garita era o nome do proprietário, ou pelo menos era assim que a gente o chamava, pessoa muita atenciosa, me informaram que ele já faleceu.

Era uma bela casa ampla, grande, colorida, tinha bailes e shows. E foi em uma bela sexta-feira, nos anos 73 e 74, que após o expediente do escritório, eu mais o João Amancio (hoje advogado em SP) mais o Roque e um outro amigo, que nunca mais tivemos notícias - ficamos sabendo que ele foi envolvido na militância política de estudantes e o governo militar deu um fim - , estávamos na porta do Garitão no dia do show do J.Mathis, mas estávamos todos “durango” e não dava para pagar.

Só sei que de repente para na entrada principal um caminhão com todo o equipamento do show, caixas acústicas, fios, painéis, etc. (atrás um carro com o cantor aguardava) e fomos nessa com a maior “cara de pau”, falamos “nos somos da casa”, começamos a carregar todo o equipamento, entramos no Garitão, arrumamos o palco e ficamos ali no camarote numa boa e assistimos totalmente de graça um “senhor e belo show com J.Mathis”, casa lotada, foi
sensacional.

A casa infelizmente fechou, mas parece que o Sr. Garita deixou um casal de filhos, a eles um forte abraço.


E-mail: rrosa49@yahoo.com.br

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 04/04/2013 NA EPOCA EU MORAVA NA RUA VICTORINO CAMILO E MEU QUARTO DAVA AO LADO DO GARITÃO ESCUTEI DO MEU QUARTO SHOW DO ROBERTO CARLOS E OUTROS ARTISTAS Enviado por SAVOI - CARLOS.SAVOI@OI.COM.BR
Publicado em 31/03/2013 gostaria de saber mais sobre o sr:garita pois o mesmo segundo minha mãe ele era meu pai biológico que não conheci mas sei que ele tem + 4 filhos alguns naõ reconhecido mas isso não importa hoje pois hoje sou registrada no nome de meu padrastro senhor manoel amparo soares damasceno. só gostaria de saber mais sobre ele sobre sua vida ,seus feitos .um abraço. Enviado por arlete rodrigues - rodriguesarlete@76gmail.com
Publicado em 19/02/2013 Rubens, lá no Tatuapé eu tinha um visinho o Chicão, que ia sempre nesse Garitão, e comentava pra mim e meu marido sobre esses bailes. Enviado por Maria Eugênia Clini - mariaclini@hotmail.com
Publicado em 17/02/2013 O Garitão era uma barra pesada. Conheci uma frequentadora de lá, uma bela bandida, que só me trouxe problemas e atrazo de vida. Coisas da vida. Enviado por Reinaldo Farias - refarias@gmail.com
Publicado em 17/02/2013 Rubens, que saudades do famoso Guaritão. dos shows, da frequência, e da saudosa época. Valeu recordar tudo isso lendo seu texto, parabéns. Enviado por Arthur Miranda - 27.miranda@gmail.com
Publicado em 17/02/2013 Rubens o Garitão era o que há. Muito, mas muito bom mesmo. Enviado por Marcos Aurélio Loureiro - marcoslour_ti@yahoo.com.br
Publicado em 16/02/2013 Muito lega, Rubens. Quando se é jovem, a curiosidade aperta ... bem como o bolso vazio. Vocês foram criativos e sensatos: com o trabalho pagaram pelo show. Meus parabéns pela criatividade e pelo bom texto. Abraços. Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 16/02/2013 Pois e RROSA eu frequentei muito essa casacujo nome era BIERHALLE ,que depois passou a chamar se GARITAO .
Dancei muito ,namorei e sempre fui muitobem recebido pois nos tinhamos 4 companheiros que iam sempre a essa bela casa tomamos CHOPP
Enviado por dario silva - CRISSEDARIO@HOTMAIL.COM
Publicado em 15/02/2013 maravilhoso texto sr.rosa, mais ainda chamou-me a atenção porque quando criança, tive o privilégio de conhecer de vista, através do meu finado pai, o SR.JULIO GARITA - já falecido -, proprietário da afamada casa, que meu pai frequentou muito entre os anos 60 e 70 e para sua felicidade posso dizer inclusive que tive ainda o prazer de conhecer o JULIO GARITA FILHO, que tinha uma academia de ginastica e boxe no bairro de VILA OLIMPIA, ali na Juscelino Kubstcheck e que salvo engano fechou, já sobre o inigualavel JHONNY MATHIS, eu não tive o prazer de conhece-lo, mas tive a alegria de saber que meu finado pai, através do também sem igual AGOSTINHO DOS SANTOS - que inclusive foi padrinho de casamento dos meus pais e era amigo inseparável tanto de meu pai como do próprio Jhonny - esteve lado a lado com ele nas vezes em que o mesmo vinha ao Brasil visitar e hospedar-se na casa do amigo Agostinho. grande abraço!! Enviado por Cássio Marcello de O M Lima - cmoml@ig.com.br
Publicado em 14/02/2013 Rosa, lembrando essa inesquecível figura da canção americana, vc nos leva aos delírios que a voz aveludada de Mathis era a coqueluxe do momento. Parabéns, Rubens.
Modesto
Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
« Anterior 1 2 Próxima »