Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Percalços com bicicletas - 1949 Autor(a): Jayro Eduardo Xavier - Conheça esse autor
História publicada em 28/11/2006

Pendurado na carroceria de um caminhão, na av. Brasil, no cruzamento da linha do bonde 40 - Jardim Paulista, no momento em que o caminhão passou por uma depressão a carroceria baixou sobre o guidão da bicicleta, quebrando-o e me atirando sobre o pavimento. Foi um custo arrastar a bicicleta por mais de um quilometro e, ainda por cima, com pernas e braços em carne viva. Outra vez, subindo a Cons. Rodrigues Alves pendurado na lateral de um bonde, dei com um carroção de lixo na frente, pouco antes da rua Rio Grande. Resultado: bicicleta torta e eu, todo esfolado, no meio das patas dos burros. O último dos grandes foi descendo a mesma Rodrigues Alves e quase no mesmo ponto do acidente anterior. A roda da frente da bicicleta entrou na caneleta do trilho do bonde e me desequilibrou. Novamente, acabei esfolado, com o joelho em carne viva, tendo que arrastar a bicicleta para casa.

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 14/08/2007 Ô Xavier, pelo visto voce não gostava de andar de bicicleta gostava mais de "cair de bicicleta" chocando onibus e caminhão . . . Seu pai deveria gastar uma nota preta só de mercúrio cromo! Enviado por expedito marques pereira - expeditompereira@adpesp.com.br
Publicado em 19/07/2007 Jayro, pelo visto nestes últimos quase 60 anos você trocou "sua bicicleta" por outra locomoção, pois se não o tivesse feito, não estaría aquí contando sua historia de "ciclista"...(vá ser azarado assim prá lá...)rsrsrsrs - Abraços-Flavio Enviado por Flavio Rocha - flaviojrocha@bol.com.br
Publicado em 14/06/2007 1949, se vê que no sec.21 nada mudou, as coisas continuam na mesma forma. mas quem faz tudo isso agora, são as pessoas que não usam capacetes, luvas e nem sabem o que é lei de transito e de ciclista!! em 1949 não havia bicicletas com 18 a 27 marchas, e nem freios v-brake. canaletas de bonde agora e substituidos por buracos de asfaltos mal feitos. E a guerra com os carros continuam, mas com mais volacidade. Seu Jayro o senhor é um sobrevivente da primeira metade do sec.20 para contar que nada mudou neste pais!! Enviado por toyota - fitnesstoy@ig.com.br
Publicado em 01/12/2006 Imagine,se isto aconteceu em 49,e tantos traumas e perigos,o que não será andar hoje em S.Paulo,de bicicleta ou de moto!Eu,hem?! Enviado por Luiz Simões Saidenberg - saidenberg@ajato.com.br
Publicado em 28/11/2006 Credo, Sr. Jayro, fiquei arrepiada dó de imaginar a dor que o sr. sentiu.... Que mulecagem, heim?
Hoje a criança fica em frente ao computador...
Enviado por Doris Day - dorisdaybrasil@gmail.com
« Anterior 1 Próxima »