Leia as Histórias

Categoria - São Paulo da cultura, gastronomia, lazer e oportunidades A Escuderia Pepe Legal e a turma da Rua Lima Barreto Autor(a): José Espin Neto - Conheça esse autor
História publicada em 08/09/2010
Com o crescimento da indústria automobilística e a presença das Gincanas da TV Record, Escuderias tornaram-se moda no início da década de 1960 em São Paulo. As gincanas eram disputadas por toda a cidade: solicitava-se, por exemplo, um japonês que falasse árabe, um realejo, etc. e, dessa maneira, ia aumentando o grau de dificuldade de jogo.

Os jovens que tinham carro reuniam-se na forma de Escuderias, tinham adesivos em seus automóveis e até emblemas nas roupas. Participavam das gincanas e tinham seus pontos de reunião: A Tarlauto no Bom Retiro, a Hi-Fi (reuniam-se em frente à loja de discos com o mesmo nome na Rua Augusta) e a Pepe Legal, a qual era baseada na Mooca.

O leitor perguntaria: “qual a relação da Escuderia Pepe Legal e a Turma da Rua Lima Barreto?”. A Turma era composta de várias gerações que se espalharam por São Paulo; e a Mooca, bem, bastava atravessar o Tamanduateí e pronto: devia ter alguém da Turma morando por lá!

Na Lima Barreto, vez ou outra aparecia um fusca com o adesivo da Escuderia. A distância era curta: passava-se pela fábrica da Arno, pelo gasômetro da Avenida do Estado, Viaduto São Carlos, Paes de Barros e lá estávamos nós na Rua da Mooca, comendo pizza, churros genuinamente espanhóis e assistindo jogos do time do coração de todos os moradores daquela região: o Juventus. Saudades da Mooca, das cantinas e dos churros com café com leite nas manhãs de domingo.

Mas o tema não é esse hoje, é a Escuderia Pepe Legal. No meu imaginário adolescente, essa sempre foi a finalista das Gincanas da TV Record!

Lembro-me bem de uma gincana: pela manhã, os organizadores da gincana pediram um pneu de avião. Após o pedido, instantes depois vi um pneu de avião passando na Avenida Dom Pedro I, amarrado em cima de um fusca. A coisa ia pegando fogo, dando empate entre as equipes! Ao entardecer, pediram um urubu vivo, que foram buscar no lixão da Vila Maria. E continuava o empate.

Aí a saída genial da Record para fugir do empate: o primeiro que localizasse o cantor Jair Rodrigues seria o vencedor. Por volta das dez da noite, Jair estava na Galeria Prestes Maia e foi localizado!
Festa! Os ganhadores da gincana foram entrevistados no Programa da Hebe! Para mim, ganhou a Escuderia Pepe Legal!

Meu cumprimento respeito e meu agradecimento a todos os amigos da Pepe Legal, que me permitiram testemunhar aqueles fantásticos eventos, tão animados! Mas, cá entre nós, tinha alguém da Lima Barreto na Escuderia! Ou não tinha?

E-mail: espin@sigmanet.com.br E-mail: espin@sigmanet.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 05/07/2012 Como chamava mesmo a escuderia de pinheiros? Na Rua Jorge Rizzo ? Enviado por Sônia Serra - ninhaserra@uol.com.br
Publicado em 24/12/2010 Lendo sua historia, me fez recorda um programa da TV Excelsior Canal 9 chamado Escola versos Escola. Na época estudva no Col. Marina Cintra e participamos dessa ginana colegial. Tenho em mene dois pedidos da gincana, um era para trazer uma estueta do premio Roquete Pinto, que conseguimos trazer graças a Hebe Camargo e o segundo pedido para o desempate foi o selo Olho de Boi. Me lembro que foi conseguido pela escuderia do Shizo. Obrigado Sr. Espin por trazer essa recordação e por mostrar aos jovens de hoje como eram os jovens de ontem, pois essas escuderias também faziam a parte de ajuda social. abraço e obrigado. Enviado por jm poletti - jmpoletti@hotmail.com
Publicado em 03/12/2010 Pepe Legal, tinha um rapaz de apelido Gordinho (mas ele não era) era um moço bonito e namorou com uma amiga da R.Coimbra de nome ADELINA, na época eles eram da pesada, um abraço. Enviado por Branca Rosa Pannuci - kukinel@hotmail.com
Publicado em 29/09/2010 Pô,eu era adolescente nessa época,uns 15 ou 16 mais ou menos e acho que era o Randal Juliano e/ou Blota Junior que apresentava as gincanas,não era?Mas eu morei na moóca e lembro tambem o medo que a gente tinha quando sabia que a turma da Pepe Legal chegava nos bailinhos de garagem:Cabral,Mauricio,Zé Indio e turma,Era o terror!brigavam por nada, apenas pra se mostrar as garotas e provocar delírios.......legal.Valeu Espin. Enviado por Eduardo de Almeida Sertorio - eduardo,sertorio@yahoo.com.br
Publicado em 19/09/2010 José. Participei da Escuderia 007, com sede em minha casa, no J Paulista. Não pegamos o urubu. Tinhamos dois campeões mundiais de futebol e trocamos o Feola por um urubu. Chegamos na final. Pegamos um rapaz parecido com o JR no largo S.Francisco (ele não era muito conhecido então) e ouvimos, pelo radio, que o JR havia sido encontrado na Galeria Prestes Maia, ali pertinho. Então soltamos o rapaz, que não entendeu nada. O premio era um Renault Gordini. Enviado por Larry Coutinho - Lary.Coutinho@terra.com.br
Publicado em 12/09/2010 Recordar para viver ou viver para recordar! nem importa! somos o produto daquilo que fomos. Muito bom! Enviado por Lia Beatriz Ferrero Salles Silva - lia,ferrero@hotmail.com
Publicado em 09/09/2010 Pedro, obrigado pelas correções. Minha memória embaralhou datas, locais. Mas que era uma época boa, era!!! Enviado por josé espin neto - espin@sigmanet.com.br
Publicado em 09/09/2010 Deliciosa recordação, Espin, louvado sejam os bons tempos da juventude. Parabéns.
Laruccia
Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 08/09/2010 José, o Jair foi encontrado na Praça Buenos Aires e até o Tuta em entrevista se confundiu com as gincanas do Jair e a do Jô Soares. Eu peguei o urubú na unha e acho que a escuderia que achou o Jair e ganhou o fusca naquele ano foi da Barra Funda com o Bom Retiro. Enviado por Pedro Cardoso - piparoda@gmail.com
« Anterior 1 Próxima »