Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Amigos do futebol... um chiste! Autor(a): Rubens Ramon Romero - Conheça esse autor
História publicada em 22/07/2009
Durval e Dirceu eram dois amigos de infância, inseparáveis, e fanáticos por futebol, além da mesma crença religiosa, eram "Espiritas Kardecistas". Durval, homem extremamente educado e generoso, mas chegara a perder grandes amizades com discussões de futebol.

Todos finais de semana jogavam futebol, nos clubes da zona leste, casados vs. solteiros, peladas na graminha da Alcântara Machado e nos rachas dos campinhos da Várzea do Glicério.

Já adultos jogavam no Máster do Madri F. C., antigo time de várzea do bairro da Mooca.

Após uma dessas partidas confabulam, e Dirceu indaga o amigo:

- Durval, o que iremos fazer quando morremos? Lá não há futebol.

- Não sei, seria algo muito triste e enfadonho. Responde Durval.

Por infelicidade, após meses, morre um deles num acidente. Dirceu é atingido por um raio numa partida de futebol, de intensa chuva e trovoada.

Durval entristeceu-se com a falta do amigo. Pouco se alimentava, andava melancólico e afligido. Parou de jogar futebol.

Após meses, e insistentes convites do seu irmão René foi consultar-se com Dona Teodora, senhora que comandava sessões espíritas, todas as sextas-feiras na Rua Carneiro Leão.

Mesa Branca colocada no centro da sala, copos d'águas e flores. Iniciam o ritual com a abertura, rezas e orações. Várias entidades são incorporadas, dão a palavra e retiram-se imediatamente.

Durval permanece cabisbaixo orando. Nisso alguém incorporado, diz em voz bem baixa, balbuciando:

- Durval, Durval... é o Dirceu...

- É você mesmo, Dirceu? - Pergunta Durval.

- Sim, estou no céu, e tenho duas notícias para te dar, uma boa e outra ruim.

- Qual é a boa?

- Aqui no céu se joga futebol, e além de tudo muito bem.

- Maravilha! Estupendo! E a má noticia?

- Domingo próximo tem jogo e você esta escalado...

e-mail do autor: rrubensrr@bol.com.br E-mail: rrubensrr@bol.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 25/04/2010 Belo texto, eles também jogaram no mais místico de todos times da região o APEA. Enviado por Maurício Muhlfarth - mauriciomuhlfarth@ig.com.br
Publicado em 13/03/2010 O Sr. Palmorino Monaco, o sr. da marmoraria da rua da mooca era meu Bisavô; Salvador e Agenor são meus tios-avôs. Dessa geração deles, acho que não teve um que não contou essa piada, dentre muitas outras. Hoje restam apenas boas lembranças, e um enorme orgulho. Mario, preserve essa memória. Guardo as minhas deles também. Enviado por J.Monaco - chemicaljoey@gmail.com
Publicado em 28/07/2009 Estou rindo até agora. Ao contrário dos outros, esta eu não conhecia.Enxuta, divertida,e dentro do ritmo que piada boa deve ter.Sequinha. "Un chiste" como gostam de dizer os espanhóis, Enviado por trini pantiga - trinesp@ig.com.br
Publicado em 28/07/2009 Sr.Romero, boas amizades se fazem nos bairros, nos campos de várzea, nas festas e também com muito bom humor. Parabéns pelo bom e engraçado relato. Abraço do Bernardi. Enviado por Ernesto Bernardi - ernestob1144@gmail.com
Publicado em 27/07/2009 Trierre, essa te contei em 1948, na Caetano Pinto quando eu ia, de manhã bem cedo, sábado, um frio danado, comprar churro no Toninho, na rua Ana Neri. Lembra? o Durval e o Dirceu viviam, ainda. Te contei sobre o Genaro e o Pasqualini. Bela recordação, Rubão. Parabéns.
Laruccia
Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@terra.com.br
Publicado em 26/07/2009 Rubens... essa foi ótima... Meus parabéns e um grande abraço da Vera Moratta. Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 26/07/2009 Muito boa, Romero. Aí está uma união que supera o
" até que a morte nos separe "! Abraços.
Enviado por Luiz Simões - saidenberg@ajato.com.br
Publicado em 24/07/2009 Essa piada meu pai contou, em 1950, quando ele foi na casa do seu Palmorino Monaco,(Rua da mooca) dono da marmoraria que ele trabalhava, não sei se foi o Salvador ou o Agenor (filhos do seu Palmorino)que contou tal piada. Os anos se passaram e eu ouvi varias pessoas contando essa piada igualzinho o texto apresentado. Foi bom relembrar de uma piada que ouvi quando tinha 10 anos de idade. Valeu. Enviado por Mario Lopomo - mlopomo@uol.com.br
Publicado em 23/07/2009 RRR como o humor é bom para as pessoas.
Parabéns pelo texto.
Abraços
Falcon
Enviado por Marcos Falcon - marcosfalcon@uol.com.br
Publicado em 23/07/2009 Romero, sabe por que o Durval escapou de ser convocado? e escapou do além? Foi quando declinou ser corintiano.No céu corintiano não entra.Se fosse segunda divisão, tudo bem, ainda há vaga no inferno.
Abraços.
Enviado por Fábio Belviso - fabio.belviso@ig.com.br
« Anterior 1 2 Próxima »