Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares Vila Clementino, bairro completo... Autor(a): Raquel Fragoso - Conheça esse autor
História publicada em 13/07/2009
Nasci no Hospital do Servidor Público Estadual Francisco Morato de Oliveira e ali cresci, sempre levada nos braços de minha mãe, que ali trabalhou até se aposentar, acompanhando-a todos os dias ao trabalho, nas redondezas do bairro de tudo usufruí.

Era 1975, a creche que fiquei, Associação Ítalo Brasil Portieri, na Pedro de Toledo, em frente ao Hospital, ali fui cuidada, amamentada, minha mãe sempre que podia ia me visitar.

Cresci e subi para o EMEI São Paulo na própria Pedro de Toledo, nº 1231, quem estudou ali não esquece, embora sempre eu ficasse chorando logo me esquecia da dor de ser deixada cada manhã pela minha mãe atarefada, e geralmente atarefada correndo para trabalhar, logo enxugava o pranto pela ostentação do lugar, professoras maravilhosas, doces, interessadas em ensinar, trabalhinhos criativos, aulas produtivas e quando chegava a hora de brincar, eu voava, nos balanços de pneus, eu alcançava o ar, corria, subia nas escadinhas altíssimas que se aproximavam da grandiosa árvore que trazia sombra ao lugar... minha alma criança pode viajar naquele lindo lugar, cheio de árvores, playground, espaço físico, como não lembrar do seu refeitório imenso e as mesas organizadas, as filas que fazíamos vestidas em shorts vermelhos e camisetas brancas, é impossível não se alegrar.

Infelizmente alcancei a idade de ter que sair de lá, mas não foi difícil, desejar o primário, pois eu via as crianças maiores de seis anos a estudar, era possível ver no erguer do balanço a escola vizinha, ou no subir da escada de ferro os alunos no colégio a correr e a brincar no horário do "recreio".

A estrutura da EMEI me possibilitou ter sucesso no primário, Professoras Regina, Solange de Português, Maria Eugênia de Matemática, Yves de Educação Artística, pesados e volumosos livros me lembro muito bem, a 5ª série, quantos livros eu carregava em mochilas que não venciam de seis em seis meses, as gincanas onde arrecadávamos jornais e revistas visando ir para o Playcenter, tempo de crescimento na EEPG.

Após as aulas um bom almoço, ia para o clube, o CEI até o entardecer, onde nadava continuamente, jogava vôlei, basquetebol, iniciei ginástica olímpica, mas não prossegui... ali aprendi a amar os esportes e viver muito feliz.

No Centro Olímpico eu corria nas pistas onde sonhava saltar os obstáculos que uma vez só alcancei...

Parque do Ibirapuera corria, brincava, pulava, saltava...

Infância boa, na Vila Clementino que tinha tudo para nos ofertar, Hospital São Paulo, AACD onde visitava para desenvolver o amor e o cuidado...

Ruas arborizadas, asfaltadas e bem cuidadas... Vila Clementino... sempre sonhei morar lá.

e-mail da autora: raquelfragoso2@yahoo.com.br E-mail: raquelfragoso2@yahoo.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 29/02/2012 Raquel,tive o privilégio de nascer e crescer nesse bairro incomparável.Mais precisamente nessa região.Nasci no Hospital São Paulo,morei na Av. Onze de Junho por 15 anos.Me lembro como se fosse hoje,quando cheguei no meu primeiro dia no Emei São Paulo. Estudava meio periodo a tarde.Não esqueço das salas de aulas,aquele refeitório enorme e o inesquecível parquinho.Não da para esquecer os balanços de pneus,as escadas altíssimas e todo aquele gramado para brincar. Raquel,parabéns pelas palavras. Enviado por Mauricio Silva - mauricio-bsm@hotmail.com
Publicado em 09/09/2009 Em 1949, entrei na Escola São Francisco de Assis, e a Irmã Superiora, era brava, mas as demais eram "DOCES", minha 1a. professora foi Da. Irene. Eu morava na 11 de junho esquina com Dr. Bacelar, lembranças que o tempo não apaga. Enviado por edson chehade - dr.edsonchehade@hotmail.com
Publicado em 09/09/2009 Em 1949, entrei na Escola São Francisco de Assis, e a Irmã Superiora, era brava, mas as demais eram "DOCES", minha 1a. professora foi Da. Irene. Eu morava na 11 de junho esquina com Dr. Bacelar, lembranças que o tempo não apaga. Enviado por edson chehade - dr.edsonchehade@hotmail.com
Publicado em 22/07/2009 Raquel voce deve ser uma menininha, sabe minha netinha eu mudei com a minha família para a rua Borges Lagoa numero 1321 no ano de 1943, aquele belíssimo bairro não tinha luzes nas ruas, asfalto, esgoto, não tinha nada de luxo mas tinha solidariedade, amor, vizinhos que viviam como uma família, todos se conheciam pelos nomes, nós moravamos, separados por uma cerca de taquara da Escola São Francisco de Assis, onde eu estudei o primario, lembro-me da minha primeira professora a Irmã Lúcia. Enviado por Carlos Guilherme Heiffig - carlos.heiffig@terra.com.br
Publicado em 13/07/2009 Raquel, mudei para a V. Clementino em 1950, R. Leandro Dupré,655. Era um bairro gostoso e a única rua decentemente calçada era a Pedro de Toledo, cujo calçamento ía da Domingos de Morais até a Auto-Estrada de Santo Amaro. O bonde 47 fazia ponto final no início da Sena Madureira (tb. sem calçamento). "Tô" velhinho, né? Isso já faz 60 anos... Ignacio Enviado por joaquim ignacio de souza netto - ignacio.netto@bol.com.br
Publicado em 13/07/2009 Vila clementino é um bairo muito simpatico, me sinto bem quando passo po lá. Enviado por Mario Lopomo - mlopomo@uol.com.br
Publicado em 13/07/2009 Raquel.Minha filha casada mora nesse bairro, desde que casou 8 anos.Esta muito feliz,da mesma maneira que voçê.Saude.Rubens Enviado por Rubens Ramon Romero - rrubensrr@bol.com.br
« Anterior 1 Próxima »