Leia as Histórias

Categoria - Nossos bairros, nossas vidas Vila Primavera, no Sapuca! Autor(a): Rogério Ribeiro - Conheça esse autor
História publicada em 08/10/2008
Nasci no Hospital e Maternidade do Belém, hoje com outro nome e outra administração - era 1969. Nessa época, "morávamos" no Sapopemba (mesmo antes de ter nascido eu já morava, né?), por isso digo que sou sapopembense de "nascimento" (o Belém foi uma casualidade - casualidade até que feliz, porque gosto daquelas bandas também).

Vivo até hoje no mesmo bairro.

Lembro que, de pequeno, a maioria das ruas eram de terra, onde corríamos sem nos preocuparmos com carros. A minha rua, a Roland Rittmeister, que tinha designação de número nos seus primórdios, não tinha asfalto, nem rede de água nem rede de esgoto, então formava um lamaçal no começo que nem dava pra entrar carro, às vezes. O caminhão que traria areia e tijolo para começar a construir a minha casa teve que descarregar no começo da rua...

Havia muitos terrenos baldios; depois de construída a casa e nós morando (porque, até então, morávamos num cômodo na casa dos meus avós paternos - e lembro bem dos quebra-paus da minha avó Antônia com minha mãe!), eu e os colegas podíamos nos dar ao luxo de ter o bairro todo como quintal!

Vila Primavera... esse é o pedacinho do Sapopemba onde cresci! Surgiu com o nome de Chácara Suíça que depois mudou para Vila Nova Leipzig. Descobri isto por acaso, lendo a escritura do terreno onde moravam aqueles meus avós, em que constavam estes nomes antigos, e acho que eram nomes de origem germânica, porque fica ali, pertinho da Vila Ema, que surgiu como parcelamento de terras maiores que eram da família Nothmann. Então, a região ganhou muitos pedaços com nomes assim, de origem alemã.

Nos terrenos baldios, a gente corria, brincava de esconde-esconde, eu caçava grilos e borboletas, adorava mexer com estes bichinhos!

Estudei no Mélega (EMPG Prof. Henrique Mélega), que fica a umas sete quadras da minha casa. Hoje a gente lembra que, naquele tempo, a escola pública valia a pena. Era cercada por mato e tinha um córrego que passava por trás e hoje é uma galeria cheia de esgoto, com uma favela por cima. Tinha uma mina d'água um pouco mais acima, que ajudava a formar o córrego e de onde saía uma água cristaliiiiina...

As festa juninas da escola eram 10! Valiam a pena! E quantas excursões nós fizemos: Parque do Carmo (naquele tempo era longe), SESC Interlagos, Teatro Municipal, a famosa visita à fábrica da Coca, que todo mundo deve ter feito! E o Playcenter, quantas vezes!!! Tinha também pro Domingo no Parque, mas nessas eu nunca fui. E foram ao Bozo também, mas não fui. Tinha concurso de fanfarra e a escola participou nos anos 70, depois parou; lembro que desfilamos quando foi inaugurado o primeiro trecho da Avenida Anhaia Melo.

Lembro com mutííííssima saudade que eu ia pra casa de uma das minhas tias maternas (a primeira que casou) do outro lado da vila, mais perto do centro do Sapopemba, passando em frente a um terreno remanescente das antigas chácaras que deram origem ao bairro. Tinha uma cerca de arame farpado, com árvores ao longo e eu podia ver as vacas e ouvir seus mugidos; tinha medo que elas escapassem; era da família dos Pedroso.

Lembro que na vizinha Vila Belém, houve uma escola particular em cima da padaria, onde estudei por uns dois meses até completar sete anos e depois mudar para o Mélega, onde minha mãe trabalhava (naquele tempo, só entrava na escola com sete anos completos). Fechou algum tempo depois.

Lembro que havia a vala da adutora do Rio Claro, que tinha uma ponte de ferro e madeira para atravessar do Primavera à Vila Belém e que depois foi aterrada e hoje é um parque linear.

Quantas brincadeiras, quanta liberdade, quanta pobreza sem miséria, quanta felicidade.

Que pena não poder compartilhar com todos todas aquelas lembranças, porque o sentimento, quem sente mesmo foi quem viveu, não é verdade? Mas eu divido com vocês a felicidade que tudo aquilo me deu.

e-mail do autor: rogjribeiro@sabesp.com.br E-mail: rogjribeiro@sabesp.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 23/02/2013 JOGUEI MUITA BOLA NA QUADRA DO HENRIQUE MELEGA NOS ANOS 80, AQUELE PEDAÇO ERA COMO UM MUNDO PRA MIM, MEU QUINTAL ERA O CAQUIZAL E A CHÁCARA DO SE ANTÔNIO NOS FINAIS DE SEMANA ANSIAVA PARA VER O AJAX E O APOLO JOGAREM PRESENCIAVA TUDO DA JANELA DE UM BARRACO, ACHAVA QUE ALI ERA O CENTRO DA TERRA, HOJE TRABALHO NO CORPO DE BOMBEIROS QUANDO SOBRA TEMPO PASSO ALI, SEMPRE FICO EMOCIONADO. VALEU ROGÉRIO... Enviado por CHARLES - CHARLESCALIXTOM@POP.GOV.BR
Publicado em 13/01/2013 Pois é,quanta coisa boa viví no primavera, e vivo ainda, mas antigamente era muito melhor.
Nasci em 69, na Mooca, aos seis anos de idade mudamos para o Prima,meu apelido era (ainda é) STONES, por causa dos rolling stones, quem diria, a banda está fazendo cinquenta anos de carreira, naquele tempo era o maximo !
Curtia o salão de rock "Fofinho rock club", na Celso Garcia, parece que tá lá até hoje !
Estudei no Melega claro, depois no Fatima,fugí da escola pra trabalhar na feira, depois comprei minha propria banca, foram treze anos de feira.
E aí ? Quem conheceu o Stones dá um alô e conta as novas !
abraço a todos.
Enviado por mauricio - mks_sud@hotmail.com
Publicado em 30/12/2012 também estive ali estudei no HENRIQUE MELEGA no ano de 1982, Professora CECÍLIA na primeira série usava shorts azul camiseta branca e conga azul foi uma boa educação pra um migrante do nordeste morador da Favela Primavera separada por um campo no meio lembro do mercado Seiko onde eu comprava pão da feira de terça onde eu pedia esmola dos terrenos baldios onde eu empinava pipa jogava pião e bolinha de gude também colecionava brinquedos velhos que vinham do córrego que passava atrás da escola. Enviado por CHARLES CALIXTO - CHARLESCALIXTOM@POP.COM.BR
Publicado em 14/10/2012 Que delícia, viajei no tempo, me emocionei, amei..... nasci em 1979, sou da rua alvaro moreira e depois fui para a roland ritimeister tambem, estudeo no mélega e me formei em 1994 se não me engano.... nossa formatura doi na Lord's na vila formosa..... adorava as excursões, fui ao parque do carmo, ao sesc interlagos, fui no bozo e ganhei um jogo o cara a cara brincando na batalha naval, várias x ao playcenter.......... Ô saudades....... Enviado por Luciana Assunção de Lima - lucianaassuncao@ig.com.br
Publicado em 21/04/2012 Tenho 57 anos e nasci aqui em Vila Primvera.
Gostaria de pedir à alguem que tiver fotos bem antigas de Vila Primavera, favor me enviar por e mail.Agradeço desde já pela atenção.
Enviado por Rosa maria Leal - rosa.mleal@hotmail.com
Publicado em 21/04/2012 Tenho 57 anos e nasci aqui em Vila Primvera.
Gostaria de pedir à alguem que tiver fotos bem antigas de Vila Primavera, favor me enviar por e mail.Agradeço desde já pela atenção.
Enviado por Rosa maria Leal - rosa.mleal@hotmail.com
Publicado em 15/01/2012 estudei nessa escola a muito tempo,para se ter uma ideia usava uniforme dado pela escola,bermuda azul, camiseta branca e conga azul,naquele tempo ao lado da escola tinha um pequeno corrego com uma nascente,ao fundo um barracao de madeira ,a utilidade nao me lembro,as festas juninas,campeonato de queima,mais tarde que me lembro na 6 e 7 serie ,faziamos bailes para arrecadar dinheiro para escola,nao esqueço minha primeira namorada dessa escola, o nome nao esqueço sandra regina pedrosa.saudade!!! Enviado por guido monteiro viana - guidomonteiro@bol.com.br
Publicado em 24/11/2011 moro em mimas gerais na cidade de passos. mas sou de sao paulo e tambem do sapomempa, quando li esta historia até chorei de verdade dolado de mina esposa.
morava na vila primavera tambem. na rua jose engenheiros. algumas quadras do colegio henrique melega.
fiquei com a maior saudade da minha terra.
lembrei quando brincava com meus amigos, ailton,clecio,erike, celoba e outros,
hoje tenho 36 anos uma vida completamente diferente numa cidade diferente.
SADADE MEU SAPUCA !!!!!!!!!!!!
Enviado por KLEBER RICARDO - KMLBEZERRA@R7.COM
Publicado em 16/01/2011 me chamo elza nasci no ano de 1969 logo que meus pais viram do interior fui a primeira que nasci em são paulo sou de uma famila de 11 irmão nasci e fui criada no jardim primavera tenho muitas saudades daquele tempo moramos na rua roland rittmeiste 25 anos fui muito feliz naquele lugar bons tempos aqueles estudei no henrique melega eu e meus irmão hoje tenho uma sobrinha que estuda la tambem como passou o tempo tenho saudades Enviado por elza borges conegundes - elzaborges56@hotmail.com
Publicado em 17/12/2010 mesmo distante moro no primavera não esqueci minhas origens onde nasci na marculino fagundes 257 e estudei no melega abraço a todos saudades Enviado por domingos delgado - mistermingo@hotmail.com