Leia as Histórias

Categoria - São Paulo do século XXI Ilha do Bororé Autor(a): Roberto Flügge - Conheça esse autor
História publicada em 21/07/2008
Você sabia que na cidade de São Paulo existe uma balsa que atravessa um braço de “mar”? Se você já sabia, talvez esta crônica não lhe traga maiores informações, mas em caso oposto, creio que o assunto despertará sua curiosidade.
Apesar da balsa existir a muito tempo, noto que ela é praticamente desconhecida pela maioria dos moradores desta cidade, apesar de ser uma de suas “jóias”. Vamos, pois, conhecê-la através de um passeio que fiz em um dos últimos fins de semana.
Sou um andarilho que gosta de efetuar longas caminhadas em locais de densa vegetação. Estes locais existem nas cercanias de São Paulo e este passeio é para um destes locais. Como bom andarilho solitário não saio de carro para fazer caminhadas em locais distantes, porque posso ser obrigado a estacionar em local ermo, para depois iniciar o passeio e além disso sou obrigado a retornar ao ponto de origem, o que às vezes limita o passeio. Por isso, tomei condução coletiva. A linha da CPTM que margeia o Rio Pinheiros foi recentemente estendida em mais três estações sendo a última de nome Grajaú, construída juntamente com um magnífico terminal rodoviário urbano onde desci e tomei o ônibus Ilha do Bororé, que parte do terminal a cada trinta minutos. Após rodar uns quinze minutos por bairros densamente populosos cheguei à beira da Represa Billings, que foi transposta pelo ônibus através de uma simpática balsa, atingindo o bairro de Bororé. Imagine a agradável sensação de estar a bordo de um ônibus urbano, igual aos que vemos todos os dias pela cidade, saindo de uma área densamente povoada, para na outra margem entrar em um bairro rural com escassas casas e chácaras, abrigadas pela densa mata atlântica. Em um cenário belíssimo, o ônibus segue pela estrada rural que tem o nome de Estrada de Itaquaquecetuba – não confundir com a cidade de mesmo nome – e faz seu ponto final junto à próxima balsa, que marca o limite entre os municípios de São Paulo e São Bernardo. Foi hora de descer e encarar os caminhos e trilhas a pé. Quando chegou o cansaço, voltei ao ponto final do ônibus, onde saboreei na lanchonete local um gostoso sanduíche a preço módico, e iniciei o retorno para casa, satisfeito com a aventura do dia.
Na caminhada senti que a região está ameaçada pelo crescimento da cidade, já havendo sinais de degradação e grilagem de terras. Por outro lado senti também que ela está sendo contida e que o sentimento ecológico de não se perder aquele paraíso é muito forte! Que Deus ilumine as autoridades a não permitir a destruição deste patrimônio.


e-mail do autor: robflugge@ig.com.br E-mail: robflugge@ig.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 09/03/2013 Caro Sr. Roberto,pena que existam poucas pessoas como o senhor,com respeito á nossa história e ao próximo,exemplos esses nossa podre juventude pouco valoriza.

Fiz uma viagem no tempo com sua historia,lembrei de 40 anos atrás quando entrava no clube Santa Mônica de mãos dadas com minha mãe e meu saudoso pai.

Parabéns,que DEUS seja com o senhor e sua familia hoje e sempre.
Enviado por Nilton F. Bovo - nfbvo@terra.com.br
Publicado em 03/07/2012 Olá, pessoal!
Realmente aqui é tudo de bom!
Nasci próximo ao Jd. Miriam, mas moro desde criança no parelheiros. Saí, morei fora, voltei... Pura paixão!
Voltem por aqui e passem pela Ilha do Bororé, Marsilac, Colônia...
Parelheiros é um coração de mãe também!!!
Abraços!
Enviado por Marta Felix - palestrasmarta@gmail.com
Publicado em 29/04/2012 morei por muitos anos na ilha do borore hoje trabalho e moro em fortaleza mais sinto saudades e no final desse ano volto ao recanto do sol próximo ao ponto final de onibus da ilha do borore saudades do meu lugar Enviado por carlinhoos - carlinhossp39@hotmail.com
Publicado em 11/01/2012 Oie!
Execelente materia da Ilha do Bororé, gostaria de convidar a todos vocês que participem de alguma forma com o nosso projeto da Qualidade da água da Ilha do Bororé. Esse Projeto é muito importante para a saudade da comunidade e seus futuros moradores. Seja um colaborador dessa península que não pode se desagradar dando ambiental como na saudade pública. Segue o blog para acompanhar o nosso trabalho mais de perto.
Ilhadobororesaudavel.blogspot.com
Enviado por Karina - karinaokuma@gmail.com
Publicado em 06/09/2011 Oi sou moradora do Bororé,gosto daqui mas tem um grande problema que é a fila que fica na balsa,aos fins de semana e feriados.A natureza é muito linda aqui,pena que nem todos preservam. Enviado por Vanessa - nessinhalinda54@hotmail.com
Publicado em 17/01/2011 Nossa lá é maravilhoso mesmo, eu moro perto e já fui até São Bernado do Campo andando, só que tem três balsas, é bom de mais. Enviado por Wilka dos Santos Souza - wilka192010@hotmail.com
Publicado em 07/01/2011 minha família conhece bem esta balsa por pelo menos 20 anos frequentamos um clube de campo que se chamava santa monica que ficava a beira da represa, tinha ate esqui aquatico....isso foi nos anos 70/80 Enviado por a - acomis@terra.com.br
Publicado em 26/11/2010 Pretendo realizar meu trabalho de conclusão de curso da pós-graduação em geoprocessamento. Nesse bairro. Se alguém estiver dados sobre o local, agradeço. Enviado por claudia O - cal.geografia@gmail.com
Publicado em 17/11/2010 Legal que vc conheceu a famosa Ilha do Bororé minha tia tem uma charara la a mais de 40 anos é um lugar maravilhoso de uns anos pra ca esta ficando meio perigoso mais o lugar é lindo Enviado por Daniela - nacadan@bol.com.br
Publicado em 13/09/2010 ola,cara isso é realmente uma maravilha já trabalhei ai era fiscal da emtu hoje moro no interior porangaba sp mas tenho mutas saudades Enviado por josé donato - donatopavao@yahoo.com.br