Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias O homem que amou e se dedicou à Vila Brasilândia Autor(a): Tereza Pereira Xavier - Conheça esse autor
História publicada em 03/06/2008
A minha história de amor pelo bairro da Vila Brasilândia é bem mais ampla do que podemos imaginar. Em 1963, conheci um rapaz moreno, magro, de olhar penetrante, secretário dos congregados Marianos da Igreja de Santo Antônio localizada na Rua Parapuã, na Vila Brasilândia. Paróquia esta dirigida pelo irreverente e bravo padre João.
Embora ainda meninota, não poderia deixar de notar o carinho da população que cercava aquele jovem rapaz, cuja beleza interior era tamanha que logo mexeu com meu coração. Três anos mais tarde, já estávamos casados e felizes, morando em uma simples casinha no alto da Vila Morro Grande. Em nosso modesto ninho nasceram cinco lindos filhinhos, frutos de amor eterno, distantes do amor paterno desde 1998, ano de sua morte.
Deixou saudades e hoje é reconhecido na zona norte de São Paulo na região da Vila Brasilândia, Freguesia do Ó, Pirituba e adjacências.
Trabalhou como escrivão de polícia na 28ª Delegacia de Polícia do bairro da Freguesia do Ó, inaugurou o 45º Distrito Policial da Vila Brasilândia, foi candidato a vereador, tendo na raça, sem demagogias, quase dezoito mil votos. Formou-se em direito pela Faculdade de Guarulhos, usava suas folgas para atender gratuitamente moradores mais carentes do bairro onde vivíamos em nossa residência.
Árduas e incansáveis tarefas não lhe tiravam o bom humor e a relevância com seus rivais políticos. Foi exemplar professor da língua portuguesa nos colégios João Solimeo, Clodomiro Carneiro e Érico Veríssimo, todos colégios do mesmo bairro.
Hoje, para nosso orgulho, milhares de jovens e crianças estudam em um colégio no bairro da Vila Brasilândia tendo como patrono este homem, que sem dúvida foi um grande e honrado cidadão da zona norte de São Paulo. O inesquecível e amado professor: "Jair Toledo Xavier".
Abraço a todos que guardam dele lembranças e saudades.

e-mail da autora: terezapx@bol.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 12/07/2011 OBRIGADA EDI PELAS LINDAS E SINCERAS PALAVRAS.MEU MARIDO ERA UM HOMEM QUE AMAVA TUDO QUE FAZIA E TINHA GRANDE CONSIDERAÇÃO PELOS AMIGOS aBRAÇOS Enviado por TEREZA PEREIRA XAVIER - terezapx@gmail.com
Publicado em 20/08/2010 TIVE A OPORTUNIDADE DE CONHECER ESSE GRANDE HOMEM, EU AINDA CRIANÇA DEVERIA TER MEUS 15 ANOS E JA ME LEMBRAVA DE SUA BONDADE, VIA ESSE HOMEM SER SOLICITADO POR VARIAS MÃES COM SEUS FILHOS QUE TINHA SIDO DETIDO PELA POLICIA, E ESSE HOMEM SEM TER HORAS E NEM DIA IA ATÉ O LOCAL PARA VERIFICAR O QUE TINHA ACONTECIDO PARA PODER CONTENTAR OS CORACÕES DE MUITAS MÃES,LEMBRO QUANDO EU ERA CRIANÇA BRIGUEI NA SAIDA DA ESCOLA E ELE ME DAVA CARONA PARA PODER CHEGAR EM CASA COM SEGURANÇA, AMIGOS DE MEUS PAIS E OS MESMOS TINHA UM CARINHO MUITO GRANDE POR ELE, HOMEM QUE ME DAVA CONSELHOS COMO SE FOSSE UM PAI, UM DIA ME LEMBRO QUE FIZ UMA BRINCADEIRA COM ELE E QUANDO VI JA TINHA FALADO DIZENDO QUE SUA FILHA ERA MUITO BONITA E QUE IA ME CASAR COM ELA, FIQUEI ESPERANDO UMA BRONCA E PARA MINHA SURPRESA ESSE GRANDE HOMEM ME DISSE: EDINHO SERIA UMA HORRA PARA MIM TER VC UM DIA EM MINHA FAMILIA POIS VC É DE UMA FAMILIA BOA E UMA GRANDE PESSOA ISSO PARA MIM SERIA UMA HONRRA, EU OLHEI AQUELAS PALAVRAS E VI O QUANTO AQUELE HOMEM TINHA O CORAÇÃO BOM, EU AINDA MUITO CRIANÇA MAS ME LEMBRO QUE ELE IA BUSCAR OS FILHOS NA ESCOLA E DIZIA QUE O ESTUDO ERA MUITO IMPORTANTE, ACHO QUE O NOME DA ESPOSA DELE E TEREZA E O FILHO HOMEM JUNIOR, JAIR HOJE VC É NOME DE ESCOLA E TENHO CERTEZA QUE TODOS QUE ESTUDAREM NESSA ESCOLA LEVARA UM POUCO DE SEU CARÁTER HONRA E ESFORÇO POR FAZER BEM A TODOS SEUS SEMELHANTES... HOJE EU TENDO 43 ANOS E DIGO SEM MEDO DE ERRAR VC FOI UM GRANDE AMIGO E HOJE UM EXEMPLO DE VIDA PARA MIM OBRIGADO POR TUDO... DEIXO MINHA CONSIDERAÇÕES PARA TODA SUA FAMILIA E AMIGOS DO MORRO GRANDE NÃO VOU DIZER FICA COM DEUS PORQUE TENHO CERTEZA QUE VC JA ESTA COM ELE.... Enviado por edson ou edinho - edi_docesorriso@hotmail.com
Publicado em 29/05/2010 Gotaria de encontrar algumas pessoas que moravam e trabalhavam na freguesia do ó, nasci em 20/02/1974, minha mãe miriam lacerda santos (kiki) trabalhava no salão de beleza do dito, na avenida itaberaba, dona jô mãe de suely que cuidava de mim e do seu neto alexandre filho da suely quando criança. Fui com a minha mãe para montes claros - minas gerais com treis anos de idade(1977); minha mãe (kiki) veio a falecer em (1981)e era o único contato. Enviado por henrique lacerda santos - henriquefar@yahoo.com.br
Publicado em 25/12/2008 É com grande alegria que tomo conhecimento agora deste seu breve relato de seu esposo;exelente professor,amigo,conselheiro.Eu e meus irmãos fomos seus alunos no idos de 1974 e recentemente minha esposa terminou o supletivo no colégio do qual ele é patrono.
Meu pai teve uma loja muito conhecida na época chamada BAZAR LILI,na rua PARAPUÃ.
Felicidades!!!
FELIZ 2009,PARA TODEA A FAMILIA!!
Enviado por paulo - arquipa@ig.com.br
Publicado em 04/06/2008 Cara Tereza,quando vi o título de seu texto falando da V. Brasilândia, fiquel logo interessada em lê-lo. Moei mais de 40 anos em Itaberaba, onde ainda moram minha mãe e minhas irmãs, entre outros parentes. Minha irmã caçula trabalha na EMEF Raul Fernandes - Elaine Maria de Angelis Mologni e a mais velha trabalhou durante 30 anos na EMEF Senador Miltom Campos e sempre foi muito conhecida no bairro. Hoje ela trabalha na EMEF Plínio Ayrosa. Chama-se Roseli Aparecida de Angelis. Mandei seu texto para ela que acaba de e dizer que trabalhou um tempo com seu marido no Colégio Integração, que ficava em Itaberaba. Talvez você a conheça. Já pensei até e escrever sobre o trabalho dela nas escolas da Prefeitura porque é dedicadíssima ao trabalho e sempre gostou muito do Miltom Campos. Bela homenagem a sua ao seu esposo. Tão bom viver com alguém que dá motivos para tanto orgulho. um abraço Vera de Angelis Enviado por Vera Lúcia de Angelis - deangelisgomes@terra.com.br
« Anterior 1 Próxima »