Leia as Histórias

Categoria - Nossos bairros, nossas vidas Derrapando na Bosque da Saúde Autor(a): Pedro Galuchi - Conheça esse autor
História publicada em 04/05/2008

Lembro-me vagamente dessa passagem, pois eu era bem pequeno e ainda havia bondes em São Paulo...
Ir da Vila Mariana ao Jardim da Saúde era uma tarefa meio que demorada...
Diria que a pé, hoje, eu iria mais rápido que de ônibus àquela época...
São pouco mais de três quilômetros...
A única dificuldade era atravessar o charco onde hoje está a Avenida Ricardo Jafet...
Havia poucas passagens...
Para ônibus então, que me lembre apenas três...
A Rua Santa Cruz, a Luis Góes e a Bosque da Saúde...
Se a região alagasse, só de ônibus ou a pé...
De carro nem pensar...
Pegava-se o 115...
O ônibus que fazia o trajeto da Sé ao Jardim da Saúde, passando em frente ao colégio Arquidiocesano, bem em frente a esse monstrengo que chamam de Shopping Santa Cruz...
O 115 passava de hora em hora, seguia pela Avenida Jabaquara, entrava à esquerda na Praça da Árvore (que diz a lenda nunca existiu), descia a Avenida Bosque da Saúde, cruzava o córrego, subia a Bosque, entrava na Avenida do Cursino e pronto...
Estávamos no Jardim da Saúde...
Na beiradinha do bairro, porque os ônibus não circulavam dentro do bairro, o que até hoje não ocorre...
O Jardim da Saúde é um dos poucos bairros da São Paulo que preservam suas características dos anos 50 e 60 que não foram destruídos pela sanha predadora antropofágica dos empreendimentos imobiliários...
O trajeto inverso do ônibus era o mesmo...
Só tinha um problema...
Quando chovia, a subida, hoje suave, ao lado da Igreja Santa Terezinha era um sabão...
Para dificultar, havia os trilhos do bonde que também passavam pela Avenida Bosque... Não tinha jeito...
Passei por essa situação no mínimo duas vezes...
Na minha cabeça de criança, custava-me entender porque tínhamos de descer do ônibus, andarmos os duzentos longos metros da ladeira e voltarmos a subir...
Ainda bem que não tinha que empurrar...

e-mail do autor: plugal01@gmail.com

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 30/12/2008 Olá Pedro! Nasci e morei no Jd. da Saúde até os 26 anos quando casei e mudei para a Lapa. Ao ler sua história voltei no tempo... Cursei o primário no EE. Júlio Ribeiro na Av. do Cursino com a Dom Villares (os três tombos) e o 2º grau no Ginásio Rubens do Amaral... quantas saudades!!! Não posso deixar de merncionar a feira livre da Rua Divinópolis (ela está lá, firme e forte até hoje!!!) Eu ajudava minha mãe com a sacola, de lona naquela época, o óleo era vendido a granel e era precisar levar o "litro" de casa e o óleo vinha de um grande barril de aço através de bomba. Os cereais ficavam em grandes sacas que era pesado e colocado em saquinhos pardos de papel. E o café? Ah! o café moido na hora... e perfumava todas as compras na sacola verde de lona da minha mãe. Meu DEUS... como tudo mudou...
Abraços
Maria Helena
Enviado por Maria Helena - mariahelena@laparol.com.br
Publicado em 15/05/2008 Saidenberg... vc morou na Saúde em que ano... eu morei na Tiquatira... na década de 60... frequentava o Cine Estrela... a padaria da Pça da Arvore... o bilhar... o bar da Av. Bosque, 1020
lá embaixo... pegava o bondinho que ia da Pça da Arvore até... o ponto final do Vila Gumercindo...na Tiquatira... ia azucrinar no Olava Bilac... etc ....
Enviado por Benê - blfer@terra.com.br
Publicado em 06/05/2008 Valeu a lembrança. Enviado por Miguel - misagaxa@terra.com.br
Publicado em 05/05/2008 Morar na Saúde, naquela época, não era muito saudável né, Pedro?
Modesto
Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@terra.com.br
Publicado em 05/05/2008 Morei no Bosque, mas depois dos tempos do bonde. A grande emprêsa de ônibus ali era a UTIL, que ia até a Barra Funda, cruzando a cidade. Muito UTIL, mesmo... Enviado por Luiz S. Saidenberg - saidenberg@ajato.com.br
« Anterior 1 Próxima »