Leia as Histórias

Categoria - São Paulo da cultura, gastronomia, lazer e oportunidades Os cinemas da Vila Mariana... Autor(a): Pedro Galuchi - Conheça esse autor
História publicada em 15/04/2008

Vi poucos, mas eram muitos os cinemas que existiam na linha da Domingos de Moraes até a Avenida Jabaquara...
Que me contaram, havia o Cruzeiro, o ABC e o Fênix próximos ao largo Ana Rosa...
Eu assisti filmes no Sabará, atualmente um supermercado; no Jamor (meu primeiro filme) e Nilo que se tornaram Igrejas, o que ocorreu também com o cine Estrela, um pouco adiante na Praça da Árvore...
E lá longe, onde hoje é o Metrô Conceição, no final da linha dos ônibus, havia o cine Maringá...
Havia o bom San Remo, mais recente, e o cine Capri...
Se me esqueci de algum, podem completar...
Diz a lenda que nesses cinemas acontecia aquela historinha de mandar a namorada, ou pretendida esperar no saguão... Na parte interna do cinema, para não ter que pagar a entrada dela...
Os cinemas da vila Mariana, como todos os cinemas de bairro foram atropelados pelo desenvolvimento e globalização das redes de cinemas de shopping...
Viveram, nos estertores, sua fase de cinemas pornôs...
Mas, neles, na fase de glamour, muitos jovens sonharam com Rita Hayworth, imaginaram-se Johnny Weissmuller, roubaram com Grace Kelly, mastigaram Mentex, antes de tentarem um beijo arrebatador como o casal na cena final do romântico filme proibido, que hoje é sessão da tarde...
Depois iam comer um pastel, uma esfiha ou um doce nas inúmeras lanchonetes e doçarias que o bairro tinha...
Pegar o bonde ou ir a pé para casa, sonhar com o namorado ou namorada...
Só tinha um problema, deixar a vela da irmã da namorada, que era obrigado a levar no cinema, é claro...
Fiquei no meio termo dessa fase...
Uma pena...
Sinto saudade desse tempo que não conheci direito...

e-mail do autor: plugal01@gmail.com

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 01/04/2013 muito boa a sua lembrança, eu fui a todos estes
cinemas..e tambem o Leblon, que ficava na rua Vergueiro, após a rua do Paraíso...e na Liberdade havia vários outros. Teve cinema de vida curta, da antiga rede "Bruni" O próprio cine capri era - de início - Bruni V.Mariana.
Enviado por odilon - odilon.rocha@globo.com
Publicado em 05/02/2013 Houve um incendio no Sabará que depois disso acho que ele não chegou a reabrir. Enviado por marcos antonio rosetti - m.rosetti@hotmail.com
Publicado em 22/12/2012 Legal isso também conheci estes cinemas, mas vc esqueceu-se de mencionar o Cine Arca na Av. Fagundes filho e só procurar na net que ele está la. Enviado por claudio conde - claudiomconde@hotmail.com
Publicado em 17/10/2012 Morava em Barbacena,minas,meu irmão Tarcisio Grossi era cirurgião dentista e morava na rua Diogo de Faria perto da Domingos de Morais. Minhas férias passava em São Paulo, na casa de meu irmão, e frequentava os ótimos cinemas de rua que esta cidade possuia.O Cine Sabará era um deles. No centro Comodoro,Paissandu,Art Palacio,Marabá,Marrocos e muitos outros não saem de minha memória. Bons tempos. Enviado por anselmo grossi - anselmo@almi.com.br
Publicado em 08/05/2009 Ah! como tenho boas lembraças desses cinemas no Capri assisti filmes como os de Trinity Terence Hill e Bud Spencer, Simbad, muitos filmes de guerra ali peguei pela primeira vez no escurinho a mão de uma meninha linda, me lembro do cartaz do filme Operação Dragão com Bruce Lee, ficava ali parado olhando mas não podia entrar era só para 18 anos, no San Remo assisti os bang bang com Jack Palance, a negra chamada Teresa, no Jamour assisti os Dez Mandamentos com Chraton Heston, isso em 1973. Enviado por Deilson Caires - deilsoncaires@bol.com.br
Publicado em 17/04/2008 perguntei em outros relatos sobre os cines Sabará e Estrela, dos quais não me lembrava mais os nomes. Sou grata a você. Mirça Enviado por mirça bludeni de pinho - by-laser@yahoo.com.br
Publicado em 17/04/2008 Recordações cinematográficas, com direito a lançamentos, namoros, encontros furtivos e econômicos. Ótima dissertação, Pedro.
modesto
Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@terra.com.br
Publicado em 17/04/2008 dos citados, o Cine Cruzeiro era o mais frequentado! E, também ponto de referência dos namorados! Enviado por turan bei - turanbei@hotmail.com
Publicado em 17/04/2008 Eu namorava uma menina que estudava no Basilio Machado junto com uns amigos meus... eu eu como ficava na deriva... ia assitir filmes a semana toda... começava no Cine Maringá... Estrela... Sabará... Cruzeiro... Jamor... e Capri... os filmes mundavão todas as 3ªs. Feiras e quntas... e eu assitia tudo... compra pipoca ou goma doce... e lá ia... com cinema vazio... ninguém incomodava... era uma delícia.... Enviado por Benedito - blfer@terra.com.br
Publicado em 16/04/2008 Morei 20 anos na Vila Mariana e de todos esses cinemas o que eu mais freqüentava era o Cruzeiro. Eu ia pelo menos uma vez por semana às sessões da tarde, geralmente às 4ªs feiras. Eram sempre 2 filmes mais os jornais. Ao lado havia uma pastelaria onde, na saída, eu sempre fazia uma boquinha. Eu também ia às vezes ao Sabará e ao Jamor. Hoje em dia chego a ficar mais de um ano sem ir a um cinema. Enviado por Tony Silva - silva.luiz2006@ig.com.br
« Anterior 1 2 Próxima »