Leia as Histórias

Categoria - São Paulo da cultura, gastronomia, lazer e oportunidades Obrigada São Paulo Autor(a): Tereza Pereira Xavier - Conheça esse autor
História publicada em 20/09/2007
São Paulo 18 de setembro 2007
Morava em um vilarejo de 1000 habitantes, um mundinho que eu achava que era todo meu, ruas sem endereço, casas sem números, na verdade nem precisava, todo mundo era conhecido por ali. Imaginem vocês qual foi meu espanto quando conheci a terra da garoa. Meu principal motivo era fazer uma plástica, em uma enorme cicatriz abaixo do meu pescoço.
Cheguei em São Paulo em 1963, com 15 anos de idade, trazida por meu pai, homem simples, de mãos calejadas pelas labutas nas roças, cuja pobreza era de dar dó. Pegamos uma carona até a cidade de Londrina para embarcar à São Paulo. Foram 16 horas de viagem em um trem de segunda classe, felizmente depois das curvas, subidas e descidas, balanços e barulho do velho trem, descemos famintos e cansados na estação da Luz. Era um sábado ensolarado do mês de dezembro. Qual foi meu espanto quando vi um pedacinho de São Paulo pela primeira vez. Gente e carros por todos os lados, parecia um formigueiro, seus gigantescos arranha céus, mal podia acreditar como se podia fazer algo assim tão alto. Uma loucura ou um sonho meu? Não entendia a realidade das coisas, quantas novidades em poucos minutos. Agarrei fortemente os braços de meu pai, morrendo de medo de me perder no meio daquela multidão. Pegamos do fundo do bolso da calça de meu papi um pedaço de papel amarrotado e mal escrito na ânsia de encontrar o endereço de um conterrâneo, para que pudéssemos ficar hospedados em sua casa por alguns dias ou enquanto estivéssemos em Sampa. E por aqui fiquei por oito meses, sem a companhia de meu pai, pois este tinha além de mim mais nove filhos e a roça não podia esperar, havia colheita para fazer. Antes de retornar à minha minúscula cidadezinha do norte do Paraná, conheci por aqui um rapaz muito simpático, namoramos por alguns meses, depois que fui embora continuamos a nos corresponder. Nos casamos em 1966 e em Sampa eu estava de volta, desta vez em definitivo. Tivemos cincos filhos, uma vida muito simples. Mesmo assim proporcionamos aos nossos filhos umas das melhores escolas da zona norte. Minha filha mais velha, ao fazer vestibular, passou em cinco faculdade de medicina, todas particulares. Apesar da situação financeira não ser das melhores a matriculamos na faculdade do ABC. Tudo parecia estar sobre controle, até que um dia meu marido foi acometido por um tumor maligno, vindo a falecer um ano depois. Fiquei sozinha com cinco filhos, alguns deles menores de idade. Tive que trabalhar para manter o mesmo padrão de vida, digo, para não tirar meus filhos da escola particular. Minhas economias não deram para sustentar por completo minha filha no curso de medicina. Mas graças à orientação do diretor da faculdade conseguimos crédito educativo para ela não interromper seu curso. Hoje é uma grande médica do hospital São Paulo e maternidade Santa Joana. Além dela meus outros quatro filhos se formaram em publicidade, jornalismo, direito e educação física. Desde que perdi meu marido continuo no mesmo emprego, há vinte anos. Com o tempo que me sobra resolvi pensar em mim e no meu sonho. Tentarei vestibular ainda este ano para Direito, apesar dos meus quase 60 anos de idade. Esta é minha história, dou graças a Deus não poder terminá-la, por me encontrar viva. Quem sabe um dia alguém termine por mim, dizendo assim: "Tereza, uma cidadã interiorana do Brasil, foi grande mulher, formou-se em direito depois de criar sozinha cinco filhos. Seu lema era aproveitar ao máxima a vida e as oportunidade que São Paulo lhe oferecia. Dizia sempre que era mineira de nascimento, paranaense por amor e paulista por paixão". Obrigada mesmo São Paulo, conte sempre comigo.

e-mail da autora: terezapx@bol.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 24/03/2011 Tive o previlegio de acompanhar um pouquinho desta trajetória; pois inesperadamente casei com o irmao da Tereza; (fomos colega de classe na minha adolecencia; ela estava gravida do seu 3º o Jair Toledo Xavier Junior.) rs é isto ai Cunhada vai ser sim uma Advogada, torço por voce...
Meus parabens mesmo pela mulher que és!
Um grande abraço
Enviado por Leuda - leuda.lpr@hotmail.com
Publicado em 12/06/2010 olá Tereza, estava buscando uma história que me inspirasse e encontrei a sua. tenho três filhas com idade de 6 a 10 anos e quero muito estudar direito e me formar, dizem que é muito difícil mais creio que com muita força de vontade a gente chega lá. Enviado por Jaqueline - sisterjhany@hotmail.com
Publicado em 23/06/2008 Tereza, seu nome é......Glória Enviado por mirça bludeni de pinho - by_laser@yahoo.com.br
Publicado em 09/04/2008 Obrigada filhas Juliana e Giseli.Minha vida continua tendo sentido graças a vcs e seus irmãos.Agradeço tambem os depoimentos dos leitores, cujas palavras alem de enobrecer a minha pessoa conseguiram me dar grandes animos p começar a caminhada em buca de meu antigo sonho.Quero dizer a todos que já me encontro escrita nos próximos vestibularee.Abraços carinhosos a todos.
Tereza
Enviado por Tereza Pereira Xavier - terezapx@bol.com.br
Publicado em 01/04/2008 A cada dia me orgulho mais, e mais de você, minha mãe......Me lembro de cada dificuldade, de cada tropeço, e de cada vitória.Agradeço à vc por tudo o que sou hoje, e só tenho a agradecer à Deus, por me dar o privilégio de ser filha desta mulher que além de linda, é uma heroína......
Te amo
Enviado por Giseli - giselixavier@hotmail.com
Publicado em 31/03/2008 MÃÃÃÃÃÃEEEEE!!!!!!QUE LINDO!PARABÉNS, ESTOU ORGULHOSA E EMOCIONADA!
TODO MUNDO DO MEU TRABALHO(MEUS AMIGOS,ALUNOS... DÃO RISADA QDO EU ENCHO A BOCA EM DIZER QUE VC É LINDA ,JOVEM,LUTADORA...
SOU O QUE SOU HJ, GRAÇAS A VC MINHA RAINHA!
MUITO OBRIGADA POR TUDO QUE FEZ E AINDA FAZ POR MIM!
TUDO O QUE VC ESCREVEU ME FEZ LEMBRAR MUITO DO PAI(ALIÁS LEMBREI O POUCO QUE TENHO DE RECORDAÇÕES DELE...AFINAL EU TINHA APENAS 8 ANOS NÃO É MESMO?)
MAS FELIZMENTE DEUS ME MANDOU UM SUPER MÃE QUE FEZ PAPEL DE PAI(ISSO NÃO É PARA QLER UMA)!



TE AMO!
Enviado por JULIANA XAVIER - ju_fit@hotmail.com
Publicado em 12/01/2008 Tereza, te dou os parabens por ser uma lutadora, eu sou Paulista e lutadora, já passei por muito problema e tristeza na vida, mas sempre saio deles triunfante. A mulher brasileira é forte. Enviado por Lygia - lymarsouz@hotmail.co.uk
Publicado em 30/12/2007 Tereza,li algumas historias e ainda vou ler mais,tenho certeza disso um dia as mulheres assim como vc,com toda sabedoria mas as vezes não e toda meiguice q.é peculiar das mulheres,vão dominar o mundo." Tereza,uma das mulheres do Brasil q. faz.
Obrigado
Vilton Giglio
Enviado por Vilton giglio - viltongiglio@hotmail.com
Publicado em 23/11/2007 Que bom ler histórias de vidaue nos estimulam a caminhar e ter fé na vida. Paz e Bem Enviado por Jane - jmtov@bol.com.br
Publicado em 08/10/2007 Tereza, meus sinceros parabéns pela sua fibra, garra e vontade de viver. É gente assim que faz esse país. Que o sorriso da vitória esteja sempre com você. Adorei o teu texto. Continue firme e forte. Como professora te digo: estude sempre, sempre, que as portas vão te abrir por merecimento, Felicidades. Um abraço. Vera Moratta. Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br